Morte por ouro derretido

 goldfingermorte

No filme Goldfinger de James Bond, há uma cena em que o vilão excêntrico mata uma mocinha de uma maneira digna de vilões de James Bond. Ele pinta todo o corpo da pobre donzela com ouro, e ela morre por… asfixia! Isso porque, oras, você devia saber, nós também respiramos pela pele. Dançarinas profissionais que costumam pintar o corpo costumam deixar uma parte na base da espinha sem pintura justamente para evitar a asfixia.

É uma fabulosa lenda, mas é apenas uma lenda, isto é, é falsa, não é verdade. Respirando normalmente pelo nariz, você não deve morrer asfixiado, por mais que feche todos os poros de sua pele com ouro ou outras formas um tanto menos caras. O principal problema com que pode se deparar é que a tinta sim impedirá a transpiração. Você não irá suar e a regulação de temperatura corporal não funcionará corretamente. Se você poderá morrer por causa disso é outro assunto, os Mythbusters, ou Caçadores de Mitos, dedicaram-se ao tema várias vezes, sempre interrompendo os testes após alguns minutos.

Se a morte pela pintura do corpo com ouro é um tema incerto, a execução através do derramamento de grandes quantidades de ouro derretido garganta abaixo é muito certa. No fim do século 16, um governador espanhol no Equador colonial foi morto por membros da tribo Jívaro – mais conhecidos por criar miniaturas de cabeças – exatamente desta forma. Como os pesquisadores holandeses Goot, Berge e Vos notam, despejar metais derretidos goela abaixo das vítimas era em verdade uma prática levada a cabo nos dois lados do Atlântico, dos Romanos a, ironicamente, a Inquisição Espanhola.

“Várias fontes mencionam a explosão de órgãos internos. A questão permanece se este é realmente o caso e qual seria a causa da morte”, escrevem os pesquisadores. “Para investigar isto, obtivemos uma laringe bovina de um matadouro local. Depois de fixar a laringe em posição horizontal a um pedaço de madeira e fechar o fim distal com papel higiênico, 750 g de chumbo puro (ao redor de 450 graus) foi aquecido e despejado na laringe”.

São métodos curiosamente similares aos praticados pelos Mythbusters (ou vice-versa). Afinal, as infelizes vítimas acabam mesmo explodindo? Fique conosco para que Adam e Jamie, digo, Goot, Berge e Vos contem os resultados na continuação. Não se preocupe, não há nenhuma imagem chocante.

 laringeboi 
Acima, laringe bovina preenchida com chumbo derretido

“Imediatamente grandes quantidades de vapor apareceram em ambas as extremidades do espécime, e o bolo de papel higiênico foi expelido com força pelo vapor. Em 10 segundos, o chumbo havia se solidificado, preenchendo completamente a laringe”.

Com base nestas observações, os cientistas sugerem que:

“O desenvolvimento de vapor com pressão montante deve resultar em dano induzido tanto pelo calor como por força mecânica aos órgãos distais, levando possivelmente ao inchaço e ruptura destes órgãos. Lesões termais diretas aos pulmões podem levar à morte instantânea, como resultado de uma disfunção pulmonária aguda. Ainda que este não seja o caso, o desenvolvimento de um ‘molde’ quando o metal se solidifica novamente bloquearia completamente as vias aéreas, sufocando assim a vítima”.

A palavra-chave “full of win” deveria fazer parte do trabalho publicado em 2003 no Journal of Clinical Pathology. Sim, este é um post do Research Blogging. O título talvez já seja suficientemente fenomenal: “Ouro derretido foi jogado goela abaixo até que seus intestinos explodiram”. [via NCBI ROFL, por dica do Atila!]

- – -

  • van de Goot FR, Ten Berge RL, & Vos R (2003). Molten gold was poured down his throat until his bowels burst. Journal of clinical pathology, 56 (2) PMID: 12560401
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 9 comentários

  1. Joey Salgado disse:

    Cara, o ser humano é muito criativo quando se trata de matar outro ser humano!
    Ótimo texto, inté!

  2. Ila Fox disse:

    Nossa, como aqueles carinhas que ficam no centro se fazendo de estátua, pintados de branco ou dourado, conseguem ficar assim então? os caras devem derreter naquele sol!

  3. Kentaro Mori disse:

    Eles devem suar bicas nas partes não pintadas… alguém tem coragem de perguntar? :-)

  4. Patola (o chato) disse:

    Opa, pra explicar um uso que infelizmente não é mesmo muito intuitivo:
    Quando você usa o pronome cujo, ele suprime os artigos:
    “Ele foi morto por ladrões cujos adereços eram de ouro.”
    Mas com ambos é o contrário, ele exige artigos para determinar o núcleo nominal:
    “Imediatamente grandes quantidades de vapor apareceram em ambas as extremidades do espécime.”
    O artigo aqui não é opcional e deve ser usado, pois ele determinas as tais “extremidades”.

  5. Mark disse:

    E poe criatividade nisso, @Joey.

  6. Kentaro Mori disse:

    Corrigido… não é chato não, é colaborador :-)

  7. Sibele disse:

    Incrível como a criatividade humana prestou-se a cometer insólitos atos de tortura!
    Só uma coisa, Kentaro: se este post é Research Blogging, cadê a medaglia???

  8. Kentaro Mori disse:

    POis é… e ops, esqueci de colocar a medaglia… mas é RB! :-)

  9. José Carlos disse:

    O rei do Ponto, Mitrídates VI, quando capturou o general romano Mânio Aqüílio, matou-o (88 aC) derramando-lhe ouro derretido pela garganta. Era um modo irônico de acentuar a corrupção da administração romana. Dando a palavra a Apiano:
    “Logo depois, [Mitrídates] capturou Mânio Aqüílio, um dos legados consulares (…) exibiu-o montado num burro, obrigou-o a comportar-se como se fosse um bobo e, por fim, em Pérgamo, matou-o derramando-lhe na garganta ouro derretido, como a condenar os romanos por sua corrupção”. (Apiano de Alexandria, “Guerras Mitridáticas”, parágrafo 21, início)

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Arquivos

Páginas

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM