Sua pizza em dois dias, em (quase) todo o planeta

traveltimeworld.jpg

Se você subitamente se visse teletransportado a um ponto aleatório do planeta (e este fosse, para sua sorte, em terra firme), quanto tempo uma pizza demoraria para chegar?

Surpreendentemente, pesquisadores da Comissão Européia e do Banco Mundial estimaram que 90% das terras estão a menos de 48 horas de viagem terrestre ou marítima de uma grande cidade. Presumindo que toda cidade com mais de 50.000 habitantes tenha pelo menos uma pizzaria, podemos supor que sua pizza seria realmente entregue em dois dias em (quase) todo o planeta. Nada mal. E isso deixando de lado a via aérea.

Clique na imagem acima para conferir o mapa em maior resolução no sítio da Comissão Européia. Quanto mais escura a cor, mais tempo de viagem até a cidade grande mais próxima. E qual seria o ponto mais remoto da Terra?

34.7°N, 85.7°L

São as coordenadas de um ponto no Tibete, de onde você levaria quase um mês para viajar às cidades mais próximas de Lhasa ou Korla. Mais do que florestas, selvas, desertos ou tundras, pelo visto é a combinação de alturas extremas e clima correspondentemente inóspito que se mostram como maiores empecilhos. Não deve ser mera coincidência que enquanto comemoramos um século da conquista dos pólos, a escalada ao “topo do mundo” no Everest tem pouco mais de 50 anos. Claro que a Antártida nem está incluída no mapa, sendo um continente à parte.

Ainda assim, a extensão pela qual nos estendemos pelo globo é notável. Considere ainda que neste exato momento há três astronautas (um russo, um americano e um japonês) na Estação Espacial Internacional, a 350 km de altura dando 16 voltas ao redor do planeta ao dia, e mais do que nunca é um mundo pequeno.

Nem tudo é motivo de comemoração. A proliferação de homo sapiens por todos os recantos é, a propósito, uma das explicações para a impressão popular de que aconteceriam mais catástrofes naturais em tempos modernos, sinais dos tempos, talvez.

Embora sim haja indicação de que eventos climáticos extremos estariam se tornando mais comuns, devido justamente a todo o impacto ambiental de tantas pessoas; terremotos, por exemplo, devem ser tão comuns hoje quanto eram antes que inventassem a roda. Mas hoje há muito mais seres humanos espalhados por todos os confins do planeta, vulneráveis a todo tipo de evento.

Os dados e os métodos utilizados na pesquisa, bem como maiores detalhes, estão disponíveis: Travel time to major cities: A global map of Accessibility. A New Scientist compilou uma galeria comentada com algumas das principais surpresas. [via Fogonazos]

Arquivos

Páginas

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM