O que andei vendo no Netflix em agosto

O que andei vendo no Netflix em agosto

Mês de férias no mestrado, mas de muito trabalho na escola onde sou bibliotecário, o desgostoso agosto foi recheado com alguns documentários não muito agradáveis: a História dos sobreviventes de Hiroshima e o primeiro caso de tiroteio em massa numa universidade...
A harmonia de quatro mundos

A harmonia de quatro mundos

UM DOIS TRÊS QUATRO, UM DOIS TRÊS QUATRO, UM DOIS TRÊS QUATRO… É mais ou menos assim, numa espécie de compasso quaternário, que giram os quatro grandes planetas gasosos do sistema Kepler-223. Embora seja diferentes de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, o ritmo...
Nos céus de Ceres

Nos céus de Ceres

Ele chamou a atenção de todo mundo em 2015 por seus misteriosos pontos brilhantes revelados pela sonda espacial Dawn. Maior objeto do cinturão de asteroides, Ceres é um pequeno mundo de 975km de diâmetro situado a 2,7 unidades astronômicas do Sol. Como a deusa...
O Primeiro “Mundo Perdido”

O Primeiro “Mundo Perdido”

Não, não vamos fazer mais uma resenha de Jurassic World ou mesmo de seu antecessor, Jurassic Park. Em vez disso, vamos nos aprofundar mais nessa história de dinossauros no cinema. O que têm a ver Arthur Conan Doyle, dinossauros e stop motion? O elo perdido entre esses...
Nanomotor de dois tempos — você ainda vai ter um

Nanomotor de dois tempos — você ainda vai ter um

Os novinhos não se lembram, mas houve uma época em que as motos — e até alguns carros, como o DKW — eram movidos pelos fumacentos e barulhentos motores de dois tempos. Mas esta velha tecnologia que remonta ao fim do século XIX acaba de ser miniaturizada e entrar no...
Descendo a Pudding Lane do séc. XVII

Descendo a Pudding Lane do séc. XVII

Fazer um passeio por Londres, hoje em dia, não é assim tão difícil. Mesmo sem sair de casa e sem gastar um penny, o Street View de Londres pode ser bastante divertido — tem até uma TARDIS! Entretanto, os fãs de Doctor Who ainda podem achar pouco. Afinal, apesar de ter...