IgNobel 2018: as pesquisas mais improváveis do ano

IgNobel 2018: as pesquisas mais improváveis do ano

Canibalismo, saliva, montanhas-russas e xingamentos estiveram entre pesquisas agraciadas com o prêmio mais engraçadinho da comunidade científica Mesmo sabendo que sempre acontece em setembro, o IgNobel sempre me surpreende. O desse ano — 28º. primeiro, segundo a...
O que andei vendo no Netflix em junho

O que andei vendo no Netflix em junho

Tanto as festas juninas quanto o semestre estão acabando e estive ocupado com a redação de um artigo para o Mestrado, mas isso não significa que abandonei meu hábito de ver (e recomendar) documentários sempre que possível. Neste mês, veremos a frágil beleza dos biomas...
As canções perdidas do Holocausto

As canções perdidas do Holocausto

Nos campos de concentração, arames farpados eram as barreiras que prendiam os prisioneiros judeus. Curiosamente, foram rolos de arame que gravaram suas primeiras memórias após a libertação. Enquanto avançavam pelos territórios ocupados pela Alemanha Nazista nos...

Em uma palavra [329]

iuri ou iúri (iu.ri ou i.ú.ri) Etnol. 1. s.m. indivíduo que fazia parte do povo Yuri, nação indígena já extinta, que habitava a margem esquerda do alto Solimões, entre o Amazonas e a Colômbia. 2. adj. pertencente ou relativo a esse povo. [denominação sem relação com o...
O Copérnico Maia

O Copérnico Maia

Famosos pelo seu calendário complexo, os maias também tinham um mecanismo para corrigi-lo. Semelhante ao nosso ano bissexto, esse sistema pode ter surgido bem antes de Copérnico. Descoberta há cerca de 120 anos, a Tabela de Vênus do Códex de Dresden é notável pelos...

As pessoas são uma história de geografia

Esta pequena crônica não tem nada a ver com ciência. Ou, pode ter. Tem a ver com geografia, história, geologia, sociologia. Mas, acima de tudo, tem a ver com a gente. Homo sapiens. Segue um pequeno texto feliz. Tenha um lindo dia! Música traz cada lembrança...