O que andei vendo no Netflix em janeiro

O que andei vendo no Netflix em janeiro

Três variações sobre o tema da arte: a arte de criar e vender brinquedos, a ciência que investiga falsificações artísticas e a arte como porta de entrada para os imigrantes recém-chegados aos EUA. E pluribus unum: o sonho americano [Out of Many, One: the immigrant’s...
O que andei vendo no Netflix em julho (e junho)

O que andei vendo no Netflix em julho (e junho)

Um mergulho no Pacífico peruano, arquitetura e decoração dos dois lados do Atlântico, a dubiedade de confissões gravadas, um guia explicativo de atualidades e a volta de Bill Nye Pacificvm: el retorno al oceano [Pacífico: retorno ao oceano | 74 min | 2017] — Mais...
O que andei vendo no Netflix em fevereiro

O que andei vendo no Netflix em fevereiro

Para os que têm tão pouco tempo quanto o segundo mês do ano, recomendamos quatro documentários curtos, que vão das marcações numéricas do Holocausto à capital americana das overdoses Numerado (55 min., 2012) — Leo Luster traz uma tatuagem no antebraço esquerdo:...
Animes que me animam (vol. 4)

Animes que me animam (vol. 4)

Uma prisão carnavalesca, o trabalho de funcionários públicos e criadores de games, um malandro transformado em professor, as aventuras de um gênio da medicina-legal e o drama de um tira com alma feminina Animes NANBAKA [2016-17 | 2 temporadas | Crunchyroll] — Que...
Animes que me animam (vol. 3)

Animes que me animam (vol. 3)

Começamos o ano recomendando quatro animes que tiram sarro do próprio gênero, as trajetórias entrecruzadas de quatro moças japonesas e uma roteirista de TV e uma atriz de novelas de épocas que é levada por uma kombi temperamental até a época de suas novelas Animes...
Animes que me animam

Animes que me animam

O que descobri no ano em que comecei a me interessar por animes (e doramas e mangás) Ao contrário dos meus colegas de infância — aliás, da minha geração inteira —, eu nunca gostei de animes. A única exceção, por ser bonitinho demais pra ignorar, era Hamtaro. O...