O que andei vendo no Netflix em julho (e junho)

O que andei vendo no Netflix em julho (e junho)

Um mergulho no Pacífico peruano, arquitetura e decoração dos dois lados do Atlântico, a dubiedade de confissões gravadas, um guia explicativo de atualidades e a volta de Bill Nye Pacificvm: el retorno al oceano [Pacífico: retorno ao oceano | 74 min | 2017] — Mais...

A cura pelo choque

No fim do século XVIII, uma pegadinha numa fábrica deu origem a uma histeria coletiva entre funcionários e vizinhos. O tratamento foi a primeira terapia de choque que se tem notícia. Por Romeo Vitelli no Providentia. Tradução de Renato Pincelli. Da Idade Média até...

Por dentro da URSS: “elementos desfigurantes”

O que mais surpreende em Tashkent [capital da RSS do Uzbequistão] – e não só lá como em diversas outras cidades da Ásia Central – é o número incrível de amputados. Nos primeiros momentos após a chegada, deparamos, nas ruas e mercados, com aleijados coxeando. Alguns...

[Contos Traduzidos] A Máquina Pára

Frustração. Raiva. Revolta. Apatia. Tédio. Desespero. Os sentimentos são diferentes, mas podem acontecer quando você fica sem conexão com a internet durante algumas horas ou dias. Normalmente, o problema não dura mais que isso e não atinge o mundo inteiro ao mesmo...

Por dentro da URSS: os sindicatos

Os sindicatos soviéticos têm 47 000 000 de membros. O chefe supremo dos sindicatos é V. V. Grichin. Há, ao todo, 46 sindicatos sob o Conselho Central dos Sindicatos, organizados com base nas respectivas atividades industriais, como o CIO [Congress of Industrial...
Por dentro da URSS: “trânsfugas americanos”

Por dentro da URSS: “trânsfugas americanos”

Há vários trânsfugas americanos. Um deles é uma jovem, Annabelle Bucar, que havia trabalhado no escritório do Serviço de Informações dos Estados Unidos em Moscou; casou-se [em 1948] com um cantor de ópera russo. Outro, o Professor [Orest] Stephen Makar, nascido na...