Animes que me animam (vol. 2)

Animes que me animam (vol. 2)

Mais recomendações de um cara que só descobriu animações e séries orientais em 2017 Eu deveria ter falado dos primeiríssimos animes que vi e gostei na coluna passada, mas acabei me esquecendo. Também fiquei de dar recomendações de doramas coreanos. Dessa vez temos...
Patentes Patéticas (nº. 141)

Patentes Patéticas (nº. 141)

Aprender a nadar é algo que exige tempo e paciência. Primeiro o aluno precisa aprender a boiar, depois a fazer os movimentos adequados dos braços e pernas de maneira sincronizada. De fundamental importância é aprender a respirar – digo isso por experiência...
O esquema da Grande Pirâmide de Londres

O esquema da Grande Pirâmide de Londres

Após a passagem de Napoleão pelo Egito em 1798 e a subsequente decifração da escrita hieroglífica, o século XIX estava fadado a ver uma sucessão de modas inspiradas no Antigo Egito — da arquitetura à tipografia, todo mundo queria “fazer a egípcia”. Mas ninguém ficou...
“Campo de carvão aéreo”

“Campo de carvão aéreo”

Sempre temos fumaça conosco. Se num belo dia de verão procurarmos através das persianas do topo da Crystal Palace, em Sydeham, por uma vista da metrópole, naturalmente exclamamos — “Eu vejo — há fumaça!”. Esta pesada nuvem negra é sustentada pelas 500.000 ou 600.000...
As “escravisauras” das minas britânicas

As “escravisauras” das minas britânicas

Muito se fala de que a industrialização inglesa fez-se sem qualquer consideração pelas duríssimas condições de trabalho que criou para seus operários. Isso não é inteiramente correto. Em 1842, uma comissão parlamentar de inquérito (ou seja, uma CPI) debruçou-se sobre...
Patentes Patéticas (nº. 65)

Patentes Patéticas (nº. 65)

No finzinho do século XIX, as bicicletas estavam em alta e Samuel G. Goss, de Chicago, achou que só faltava ter música para os passeios se tornarem mais agradáveis. Como ainda não havia rádio nem gramofones portáteis — muito menos mp3-players —, a única solução que...