O Homem que não via a Esquerda

lobo_occipital (Large)José era um homem político.
Aparentemente normal, esbarrava à esquerda.
Esbarrava não será o termo apropriado: José atropelava a esquerda.
Via o que se passava.
O que se movia e evoluía à sua esquerda.
As necessidades e carências.
Mas não os reconhecia como seus, não os intuía, ainda que os visse.
Por isso mesmo, maltratava esse lado político ou, no mínimo, apenas o atropelava.
José sofria de uma deficiência no seu lobo occipital político direito.
Sofria de agnosia lateral.
A Educação. A Saúde. O Emprego.
Via-os.
Mas não os reconhecia como seus.
José sofria de agnosia política.
Agnosia lateral.
À esquerda.


Agnosia 1“A agnosia é uma perturbação pouco frequente que se caracteriza pelo facto de a pessoa poder ver e sentir os objectos, mas não os pode associar ao papel que habitualmente desempenham nem à sua função.
A
s pessoas afectadas por certas formas de agnosia não conseguem reconhecer rostos familiares nem objectos correntes, como uma colher ou um lápis, embora os possam ver e descrever. A agnosia é causada por um defeito nos lobos parietais e temporais do cérebro, que armazena a memória dos usos e a importância dos objectos conhecidos. Muitas vezes, a agnosia aparece subitamente depois de um traumatismo craniano ou de um icto. Algumas pessoas com agnosia melhoram ou recuperam de forma espontânea enquanto outras devem aprender a assumir a sua estranha incapacidade. Não existe um tratamento específico.”
daqui

“Rather, damage to the posterior parietal lobe produces agnosia, an inability to perceive objects through otherwise normally functioning sensory channels. The deficits with agnosia are complex, such as defects in spatial perception, visuomotor integration, and selective attention. The agnosias most commonly seen with lesions of the right posterior parietal visuocortex are among the most remarkable that can be seen in neurological patients. A particularly dramatic agnosia isastereognosis, an inability to recognize the form of objects through touch. This agnosia is commonly accompanied by a left-sided paralysis.”
Kandel et al. 2000, pp. 392-393

AgnosiaReferências:
“Seeing the World in Half-View” Scientific American, February 2009, Mind & Brain
http://www.sciam.com/article.cfm?id=seeing-the-world-in-half-view

Kandel ER, Schwartz JH, Jessell TM 2000. Principles of Neural Science, 4th ed. McGraw-Hill, New York.

Imagens:
1- daqui
2- Kandel et al. 2000, figura 20-12.
“The three drawings on the right were made from the models on the left by patients with unilateral visual neglect following lesion of the right posterior parietal cortex. (From Bloom and Lazerson 1988.)”
3- Kandel et al. 2000, figura 20-14. “The neglect of space on the left after injury to the right posterior parietal cortex may be remarkably selective. A patient may not be visually aware of all parts of an object but still able to recognize the object. Patients with neglect after a right hemisphere stroke were shown drawings in which the shape of an object is drawn in dots (or other tiny forms). The patient was then asked to mark with a pencil each dot. In the figure here the patient was able to report accurately each shape (rectangle, circle, letter E, letter H) but when required to mark each dot with a pencil she neglected the left half of each object. (Adapted from Marshall and Halligan 1995.)”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 9 comentários

  1. christiana disse:

    Muito bom! Das surpresas boas do twitter, ainda que raras… 🙂

  2. Anonymous disse:

    Por acasoé engraçado… eu já suspeitava que o José tinha algum problema! Mas daí a dizer que é uma agnosia… será mesmo isso? Os investigadores que continuem, deve haver algo mais…

  3. e há ainda o outro que gosta de malhar na esquerda… sofrerá da mesma desordem?

  4. Carlos Pires disse:

    Engraçado. E é sempre agradável ler críticas ao José, dito Sócrates.Mas: “A Educação. A Saúde. O Emprego.” não são temas de esquerda. Nas 3 áreas há, aliás, esquerda a mais.

  5. Jorge,Se fosse o único, a verdade é que estaríamos melhor; mas também é verdade que é um único especial.AbraçoMetal Ômega,Tento fazer por isso…ObrigadoApareça mais vezes.geocrusoe,O José é facilemente reconhecível, com ou sem agnosia de quem quer que seja.Tanto que o reconheceu logo, logo..:)AbraçoLuís Azevedo Rodrigues

  6. geocrusoe disse:

    Interessante modo de apresentar uma perturbação mental rara… ou será que foi agnosia uma forma interessante de apresentar o José? Julgo que vejo o problema mas não o reconheço… 😉

  7. Anonymous disse:

    Acho que já ouvi falar de um tal José… mas este é um nome bastante comum.José Gabriel

  8. Metal Ômega disse:

    Muito interessante, não sabia que isso existia

  9. Jorge disse:

    Fosse ele o único e passávamos nós bem. Abraço

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM