Tomada de decisão III: Delegação

Delegar é transferir certo nível de autoridade de um coordenador de laboratório ou pesquisador principal para seus estagiários ou pós-graduandos, criando o correspondente compromisso pela execução da tarefa delegada. Aquele que recebe o poder delegado tem autoridade suficiente para concluir o trabalho, mas aquele que delega fica com a total responsabilidade pelo seu êxito ou fracasso. Enquanto centralizar e descentralizar atuam no nível da tomada de decisão, a delegação atua no nível da tarefa.

Delegar implica em cumplicidade e comprometimento.

A delegação é uma construção coletiva, que passa pela criação de um bem-estar interno no grupo de pesquisa, favorecendo a produtividade. No entanto, ela não deve ser confundida com transferência desinformada de obrigações e responsabilidades.

 

Do que eu preciso para delegar um trabalho?

  • Confiança recíproca, clareza e transparência. É importante não só que o orientador confie no pós-graduando, mas também que o contrário ocorra. Caso contrário haverá intimidação.
  • Compromisso com metas e valores comuns. Todos precisam estar remando para o mesmo lado, senão o barco vira ou não sai do lugar.
  • Competências técnica para realizar a tarefa e interpessoal para gerar uma relação sustentável entre pesquisador principal e outros membros do grupo.
  • Saber que a autoridade delegada é apenas para o cumprimento da tarefa, não extrapola para outras atividades ou funções.
  • A autoridade deve ser proporcional à responsabilidade do cargo. Não coloque na mão do seu monitor preparar e corrigir as provas da disciplina.
  • A responsabilidade nunca é delegada, o pesquisador principal que delegou a tarefa continua sendo o responsável por ela. Daí a importância de acompanhar tudo de perto. O feedback tem que ser em tempo real para haver tempo de corrigir o rumo sempre que necessário.

 

Vantagens de delegar tarefas:

  • Desenvolver aptidões específicas dos pesquisadores associados, desde o IC até o pós-doc. Num grupo de pesquisa com tarefas bem delegadas a ausência do pesquisador principal não faz o trabalho parar.
  • Deixar os pesquisadores associados mais motivados e preparados para quando se tornarem pesquisadores principais.
  • Aumentar o grau de iniciativa, criatividade e inovação, já que os pesquisadores associados criarão a partir das contribuições.
  • Permitir ao pesquisador principal coordenar trabalhos mais complexos e de maior abrangência (níveis estratégico ou tático).
  • Aumentar a produtividade com gerenciamento do tempo mais eficiente.
  • Proporciona mais segurança para a linha de pesquisa, já que existirá mais de uma pessoa conhecendo o mesmo trabalho. Vai que o pesquisador principal morre, né.

Mas delegar também envolve alguns riscos. Quando se delega uma tarefa é necessário abrir para o pesquisador associado a possibilidade de trabalhar do jeito dele, desde que o resultado seja o esperado. Aliás, outra imposição é que as especificações do resultado e seu prazo estejam muito claros para ambos, não conte com a telepatia. Quando uma tarefa nos é delegada de forma errada é comum escutar: “Não quero ver mais isso na minha frente”. Abdicar da tarefa impede que o pesquisador associado apresente suas dúvidas e a chance de erros no final é imensa. Não se esqueça que o responsável pelo trabalho continua sendo quem delegou a tarefa.

Alguns problemas com o pesquisador principal podem dificultar a delegação de tarefas. Por exemplo, ele pode temer a perda do poder com a delegação das tarefas. Ele também não pode ser impedido pelo medo de algo dar errado. Mas não achem que é só o orientador o responsável por não haver delegação, subordinados também podem tomar a iniciativa de pedir tarefas. Muitos se esquivam por medo de assumir riscos ou pelo comodismo de manter a sua rotina.

Da próxima vez que você estiver sobrecarregado de trabalho ou que precisar tomar uma decisão séria dentro do laboratório, considere as alternativas que apresentamos nos três últimos posts. Um balanço entre centralização, descentralização e delegação é primordial para a produtividade, mas cada um encontrará o seu ponto de equilíbrio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 0 comentários

Participe e envie seu comentário abaixo.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM