Apresentação em Público

Apresentação em público deixou de ser uma incumbência destinada apenas a grandes executivos, personalidades públicas ou professores e passou a ser uma atribuições de qualquer profissional, independente da carreira em que atua, no entanto muitas pessoas tremem ou têm calafrios só de pensar na possibilidade de ter que se expor diante de uma plateia, por menor que ela seja.

Por que o microfone causa tanto medo?

Há algum tempo tinha-se a ideia de que apresentação em público era apenas aquela apresentação formal, feita em cima de um palanque ou palco, mas atualmente podemos chamar de apresentação em público toda situação em que uma pessoa precisa expor uma ideia de forma clara, concisa e organizada para uma ou mais pessoas. Sempre que tentamos convencer alguém sobre qualquer assunto, estamos fazendo uma apresentação. Bom, pensando desta forma, fica mais fácil. Podemos perceber que fazemos apresentações em público diversas vezes ao longo do dia, o que muda é apenas a plateia e a mensagem.

Por este raciocínio, temos dois fatores presentes nas apresentações: a plateia, que não podemos controlar, mas podemos conhecer (vamos falar mais sobre isso em outro post) e a mensagem, que podemos controlar totalmente, então vamos começar falando sobre ela. Todo processo de comunicação eficiente segue o esquema representado pela figura abaixo, sendo que:

  • Emissor da mensagem é a pessoa que está transmitindo determinada mensagem para um público alvo. No nosso caso é o palestrante, ou o professor ministrando uma aula, ou um profissional expondo os resultados de um projeto, ou um aluno apresentando um seminário na faculdade.
  • A mensagem é aquilo que se pretende comunicar. É tudo aquilo que deve ser dito. É o discurso.
  • O canal de comunicação é o canal utilizado para transmitir determinada mensagem. Pode ser um e-mail, um discurso, uma música etc. O importante é que o canal de comunicação seja adequado à mensagem que deverá ser transmitida.
  • O receptor da mensagem é a pessoa que ira receber determinada mensagem transmitida pelo emissor. No nosso caso é a plateia de determinado congresso, os alunos de determinado curso de graduação, a diretoria de uma empresa etc.
  • Feedback é o processo de retroalimentação ou de volta da mensagem. De acordo com o feedback dado pelo receptor é possível que o emissor saiba se sua mensagem foi entendida. Caso a comunicação não tenha sido muito eficiente será com base no feedback que as alterações ou correções poderão ser feitas.
  • Ruído é tudo aquilo que atrapalha a eficiência da comunicação. Pode ser um canal de comunicação inadequado para a mensagem em questão, ou o excesso de burocracia em uma instituição, ou a não adequação da linguagem por parte do emissor ao se comunicar com seu público-alvo ou emissor etc.
Processo de Comunicação Eficiente

Fonte: Cientista S/A

Sabendo como funciona um processo de comunicação eficiente é possível controlar a qualidade do que está sendo dito, como está sendo dito e como está sendo entendido.

Nos próximos posts vamos falar sobre a importância de se fazer uma boa apresentação em público, dar dicas de como montar uma boa apresentação sob os pontos de vista estrutural e técnico e apresentar os principais erros cometidos.

Continuem acompanhando.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 5 comentários

  1. […] primeiro post desta série destacamos que o ato de falar em público pode abranger várias situações, desde um bate papo com […]

    • Sirlene Zonta de Almeida disse:

      Nossa apresentação em público abrange várias situações, desde um bate papo com amigos até um seminário na Faculdade. Contudo, se seguirmos o raciocício de que estamos apenas expondo nossas ideias a alguem, sem se preocupar muito com a platéia, sairemos vitoriosos. Inclusive podendo usar estes macetes que me parecem muito eficientes.

  2. Thayna disse:

    Achei o assunto interessante, ainda hoje tem pessoas que pensam que falar com um microfone na mão é só para pessoas com “poderes” ou cargos que na maioria das vezes precisam apresentar ideias a outras pessoas, mas não é bem assim. Falamos em publico em nosso cotidiano não percebemos devido ao fato de que muitas vezes o palestrante tem afinidade com o publico. Exemplo cotidiano, somos academicos:p apresentação de seminario não temos muito medo devido o convivio que temos com o nosso publico que no caso são nossos colegas. Esse post foi interessante para mim e sera interessante para outros que lerem e principalmente se tem duvidas sobre esse assunto.

  3. Maurino Candeias disse:

    Este tema FALAR EM PÚBLICO, com suas respectivas técnicas deveriam ser aplicados lá no ensino médio, pois, percebemos quanta dificuldades nossos acadêmicos tem quando este assunto vem a tona, em apresentações, trabalhos e seminários e até em TCCs. Ainda bem que temos fontes onde recorrer como a CIENTISTA S/A, que nos apresenta um rico material para sanar as duvidas e mostrar o melhor caminho a seguir…

  4. O assunto tratado é importante ,principalmente para ajudar pessoas que tenha dificuldade em se comunicar diante de um publico , porem treinar métodos que possam ajudar em uma boa apresentação e este método é essencial para muitos.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM