Apresentação em Público 4

A Estrutura da Apresentação em Público pode determinar seu sucesso ou seu fracasso diante de uma plateia.

Assim como no planejamento do conteúdo, tratado no último post, o planejamento da estrutura da apresentação ainda não deve ser feito no computador. Experimente utilizar um guardanapo de papel. Neste guardanapo você deverá definir as principais partes da sua apresentação, quais os principais tópicos ou slides abordados em cada parte. Atenção: não é para desenhar os slides no guardanapo, é apenas para listar aquilo que posteriormente será mostrado na sua apresentação, por enquanto ainda estamos falando da estrutura! Continue lendo…

Apresentação em Público 3

Dando continuidade ao nosso último post, digamos que você tenha sido convidado para fazer participar de uma mesa redonda no congresso mais importante da sua área, para fazer uma apresentação oral num simpósio importante, vai fazer a defesa da sua dissertação de mestrado ou simplesmente quer dar uma boa aula ou fazer uma boa apresentação de um trabalho naquela disciplina que está pendurado em nota. Você se sente preparado? Sabe o que fazer? Continue lendo…

O que abordar numa revisão por pares?

O que o editor gostaria de saber sobre o artigo que você revisou? (Imagem: grcorporate.com.br)

Os periódicos costumam ter um formulário próprio para a avaliação de seus artigos. Em todo caso apresentamos abaixo uma lista de perguntas que podem ser abordadas na sua revisão caso você seja um iniciante ou se estiver perdido no formulário proposto pela revista.

Continue lendo…

Apresentação em Público 2

No primeiro post desta série destacamos que o ato de falar em público pode abranger várias situações, desde um bate papo com um amigo até uma apresentação formal para uma seleta plateia. Além disso, falamos sobre como deve ser um processo de comunicação eficiente.

A partir de agora vamos focar nossos posts nas apresentações formais que podem ter diferentes formatos: aulas, seminários, palestras, apresentação de painéis em congressos, entre outros. Independente do formato desta apresentação é fundamental que você consiga “vender o seu peixe”, ou seja, é importante que você consiga convencer seu público sobre a mensagem transmitida sem nenhum ruído, ou pelo menos com o mínimo possível. Continue lendo…

Apresentação em Público

Apresentação em público deixou de ser uma incumbência destinada apenas a grandes executivos, personalidades públicas ou professores e passou a ser uma atribuições de qualquer profissional, independente da carreira em que atua, no entanto muitas pessoas tremem ou têm calafrios só de pensar na possibilidade de ter que se expor diante de uma plateia, por menor que ela seja.

Por que o microfone causa tanto medo?

Continue lendo…

Nova série sobre revisão por pares

Poucas coisas em ciência são mais frustrantes do que investir meses de trabalho de um aluno brilhante num projeto no qual você acredita, passar dias polindo o texto da melhor maneira possível, quem sabe até gastar recursos próprios na tradução ou edição do texto do artigo para, após submetido o manuscrito, receber uma revisão de baixa qualidade. O primeiro revisor tem uma opinião claramente enviesada baseada em uma interpretação discordante de evidências pretéritas, mas que nada têm a ver com o que seus dados mostram. O segundo revisor considera os dados desinteressantes e sem valor para aquele periódico. O terceiro tem expectativas irreais sobre os resultados que ele gostaria que você apresentasse. Não apenas você está desapontado, mas seu aluno, que precisa atender a prazos e expectativas alheias a você, está ameaçado. Continue lendo…

Pós-graduação lato sensu

Pós graduação latu sensu

Segundo o Ministério da Educação (MEC, 2012) existem dois tipos de pós-graduação no país: Stricto Sensu (compreendem programas de mestrado e doutorado abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento) e Lato Sensu (cursos de especialização em nível de pós-graduação como Master Business Administration (MBA) oferecidos por instituições de ensino superior, independem de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento). Este segundo tipo de pós-graduação é certamente Continue lendo…

Arte da Guerra para Cientistas II

Planejar para o sucesso.

Planejar para o sucesso.

O cientista bem sucedido projetou sua carreira. O cientista que se perde na carreira fez poucos cálculos antes de iniciá-la.

Onde fazer pós-graduação?

Esses dias uma ex-aluna e amiga nossa, que está galgando degraus rapidamente na carreira acadêmica, se deparou com uma dúvida deliciosa. Ela tinha sido aprovada em mais de um curso de doutorado e precisaria escolher para qual ir. Decidimos então compartilhar aqui nossa sugestão. O que propomos neste post não vale só para quem foi aprovado em mais de um programa, como nossa amiga. Você pode usar para decidir que provas prestar, claro. Continue lendo…

Tomada de decisão III: Delegação

Delegar é transferir certo nível de autoridade de um coordenador de laboratório ou pesquisador principal para seus estagiários ou pós-graduandos, criando o correspondente compromisso pela execução da tarefa delegada. Aquele que recebe o poder delegado tem autoridade suficiente para concluir o trabalho, mas aquele que delega fica com a total responsabilidade pelo seu êxito ou fracasso. Enquanto centralizar e descentralizar atuam no nível da tomada de decisão, a delegação atua no nível da tarefa.

Delegar implica em cumplicidade e comprometimento.

Continue lendo…

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM