Terminar ou Perdoar? Veja Como Homens e Mulheres Agem Quando Descobrem Que Foram Traídos.

ResearchBlogging.orgO que você faria se descobrisse que está sendo traído? Vamos ser mais específico: o que você faria se descobrisse que seu namorado está sexualmente envolvido com uma outra garota? Ou se descobrisse que sua namorada está emocionalmente envolvida com outro rapaz? Infidelidade — seja ela sexual ou emocional — é um problema enfrentado por muitos casais. Quando uma pessoa descobre a infidelidade do parceiro(a), ela deve enfrentar e tomar uma importante decisão: perdoar ou terminar o relacionamento?

De acordo com a teoria evolucionista, homens e mulheres enfrentaram pressões diferentes ao longo da história no que diz respeito à infidelidade. E por isso, homens e mulheres tendem a agir de maneira distinta quando descobrem a infidelidade do parceiro.

Todd Shackelford (Florida Atlantic University), David Buss (University of Texas at Austin) e Kevin Bennett (University of New Mexico) investigaram essas diferenças em um estudo publicado em 2001. Esses pesquisadores exploraram a idéia de que (1) homens tendem a achar mais difícil perdoar traições sexuais do que traições emocionais e (2) homens tendem a terminar o relacionamento depois de uma traição. Mulheres, ao contrário, tendem a perdoar mais traições sexuais do que traições emocionais.

No estudo, os pesquisadores apresentaram o seguinte dilema aos participantes:

Pense em um relacionamento sério que já teve no passado, que tem atualmente ou que pretende ter no futuro. Imagine que você descubra que a pessoa com quem está tendo o relacionamento está seriamente envolvida com outra pessoa. Para cada uma das perguntas, circule apenas uma resposta (A) ou (B):

O que te deixaria com mais raiva?
(A) Imaginar seu parceiro(a) tendo relação sexual com a outra pessoa.
(B) Imaginar seu parceiro(a) apaixonado (emocionalmente envolvido) com a outra pessoa.

Para esse dilema, os pesquisadores encontraram que mulheres ficam com muito mais raiva de traíções emocionais (imaginando o parceiro emocionalmente envolvido com outra pessoa) do que traições sexuais. Homens, ao contrário, ficam muito mais balançados com a parceira mantendo relações sexuais com outro homem do que qualquer tipo de envolvimento emocional. Daqui a pouco explico por que isso acontece.

O outro dilema apresentado pelos pesquisadores foi:

Pense em um relacionamento sério que já teve no passado, que tem atualmente ou que pretende ter no futuro. Imagine que você descubra que a pessoa com quem está tendo o relacionamento está seriamente envolvida com outra pessoa. Para cada uma das perguntas, circule apenas uma resposta (A) ou (B):
O que você acha mais difícil de perdoar?
(A) Saber que seu parceiro(a) manteve relação sexual com a outra pessoa.
(B) Saber que seu parceiro está apaixonado(a) pela outra pessoa.

O que te faria terminar o seu relacionamento com o seu parceiro(a)?
(A) Saber que seu parceiro(a) manteve relação sexual com a outra pessoa.
(B) Saber que seu parceiro está apaixonado(a) pela outra pessoa.

O mesmo padrão de resultado apareceu aqui. Homens acham mais difícil perdoar traição sexual do que traição emocional. E homens tendem a terminar o relacionamento quando o tipo de traição é sexual. As mulheres apresentaram comportamento oposto: acham mais difícil perdoar parceiros que se envolveram emocionalmente com outra mulher e tendem a terminar o relacionamento quando esse é o tipo de traição que descobrem.

A pergunta é: por que mulheres e homens agem dessa diferentemente a depender do tipo de traição? A explicação evolucionista é a seguinte: durante a evolução da espécie humana, tanto homens quanto mulheres enfrentaram os custos de uma infidelidade. Para o homem, ter uma mulher infiél significava que ele poderia estar investindo suas fontes de energia em um filho que não é dele. E como filhos são resultados de atos sexuais, para o homem, a mulher manter relações sexuais com outros homens era um risco muito maior do que o envolvimento emocional da mulher com outro homem (o que não resulta necessariamente em reprodução).

Já para a mulher, um envolvimento emocional do parceiro significa que a fonte de compromentimento e investimento para cuidar do filho está ameaçada. É como se a fonte de comprometimento e investimento estivesse agora sendo direcionada à um outro produto da reprodução.

Para a Psicologia Evolucionista, essas características da evolução desenvolveram mecanismos cognitivos que moldam, até hoje, o comportamento de homens e mulheres no que diz respeito ao seu comportamento sexual e amoroso. Socialmente homens são conhecidos como mais “sexualmente” direcionados, ao passo que mulheres são mais “emocionalmente” envolvidas em relacionamentos. Parte dessas características é “explicada” pela Psicologia Evolucionista.

No final das contas, não fique supreso se o seu parceiro(a) agir de uma forma diferente do que você agiria, caso a infidelidade venha à tona. A culpa não é totalmente dele(a), mas também dos seus ancestrais.

Referência:

Shackelford, T., Buss, D., & Bennett, K. (2002). Forgiveness or breakup: Sex differences in responses to a partner’s infidelity Cognition & Emotion, 16 (2), 299-307 DOI: 10.1080/02699930143000202

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

About André L. Souza

Assistant Professor Department of Psychology The University of Alabama www.andreluizsouza.com
This entry was posted in Psicologia Cognitiva. Bookmark the permalink.

One Response to Terminar ou Perdoar? Veja Como Homens e Mulheres Agem Quando Descobrem Que Foram Traídos.

  1. RABELO, Aline says:

    >Excelente esse texto, mô bem… adorei!!Hehehe… nem sexual, nem emocionalmente, o ideal é que não acontecesse nunca!!! :D

Leave a Reply

Your email address will not be published.