Tiranossauro com penas – e não é 1º de Abril.

Um novo tiranossauróide basal com três dedos nas mãos foi descrito por Xu et al. em uma recente publicação da Nature.

Ilustração de reconstrução do Yutyrannus huali

Proveniente dos depósitos do Cretáceo Inferior (aprox. 125 milhões de anos atrás)  da Formação Yixian,  localizado na região de Liaoning Ocidental, China. O que mais chamou atenção desse novo dinossauro de 8m de comprimento Yutyrannus huali foi o fato de haver sido encontrado com “longas penas filamentosas”. E trazendo “evidência concreta da existência de dinossauros gigantescos com penas”. Isso nos ajuda a compreender melhor como foi o início da evolução das penas.

Até então, em dinossauros não avianos* a evidência fóssil de penas era limitada a animais de porte relativamente pequeno. O maior impacto que essa descoberta está no fato conclusivo de que as penas evoluíram ao longo do Período Cretáceo também em terópodes derivados de grande porte.

Quando fizerem o novo Jurassic Park, vão ter que fazer o Tiranossauro com cabelo de Punk Rock!

Como dizia o Dr. Grant: “Você nunca mais vai ver os dinossauros da mesma maneira novamente”.

*Dinossauros não avianos (English: non-avian dinosaurs): termo empregado para dinossauros não contidos na linhagem das Aves.

Leia mais sobre a nova descoberta aqui e aqui.

Bibliografia:

Xu X, Wang K, Zhang K, Ma Q, Xing L, Sullivan C, Hu D, Chenq S, Wang S (2012) A gigantic feathered dinosaur from the Lower Cretaceous of China. Nature 484, 92–95.

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 ideias sobre “Tiranossauro com penas – e não é 1º de Abril.”

  1. Droga, comi bola. Ia blogar esse antes de vocês. De qualquer forma tem mais a ver com o colecionadores do que com o Ciência à Bessa. Queria enxergar as penas num dos fósseis. Vocês acharam?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *