O “beijo” da Nemertinea

 

Um vídeo de um animal estranhamente alienígena e vermiforme viralizou nessa semana, onde este que parecia um tipo de minhoca ou sanguessuga, liberava uma substância parecida com uma rede. Na verdade, este animal pertence ao filo Nemertea, e já foi descrito poética e biológicamente no nosso blog (1).

São vermes marinhos, batizados com esse nome em alusão às Nemertes, ninfas mitológicas que encantavam os marinheiros gregos. Essa estrutura liberada é uma projeção da probóscide (apêndice alongado do sistema bucal) que é utilizada para a captura das presas que servirão como alimento, que reliza giros, torções e espalhamento, embebedada em toxinas que imobillizam a presa. Alguns indivíduos deste filo possuem ainda a probóscide composta de calcário, e outros como dessa espécie que aparece no vídeo, Gorgonorhynchus repen, o verme Gorgônia, a estrutura lembra os tentáculos da medusa Gorgon (2).

Referências:

(1) Texto do blog “Espírito de Ninfa, corpo de verme” http://migre.me/pLzK3

(2) http://en.wikipedia.org/wiki/Nemertea

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 0 comentários

Participe e envie seu comentário abaixo.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM