>Cartas de Marte

>

Lembrei de um blog já esquecido a tempos… Foram meus primeiros escritos sobre a forma que a ciência percebe a natureza e como eu entendia isto. Muitas coisas mudaram desde então, mas o estilo acredito que permança o mesmo. Resolvi não corrigir prováveis e visíveis erros (ou clichês) conceituais, talvez faça isso, ou talvez me arrependa por postar sem corrigir nada, mas eis o pequeno extrato do que eu pensava em abril de 2007. Boa leitura…
“Será reducionismo ou realidade, o fato do planeta, este que vivemos, ser o único a abrigar vida? Ou vida inteligente, que seja… A nossa estrela, o sol, vista de longe não passa de mais uma entre bilhões, despercebida num oceano interestelar, regido por forças físico-químicos em plena evolução. Isso é um choque, totalmente contra o senso comum, porque somos seres adaptados a imaginar uma distancia de alguns km’s, o tempo em alguns poucos anos, e não trilhões de quilômetros de distancia, velocidades próximas da luz, e milhões de anos no calendário planetário!
A verdade, é que as evidências de visita de alienígenas na terra, é praticamente inexistente. Um fato espetacular, nesse caso, uma civilização viajar de uma estrela a outra, dominando uma nova e poderosa fonte de energia, requer evidencias espetaculares, e não relatos aqui e ali, sem haver provas palpáveis. É uma tristeza.


Uma mensagem na garrafa, foi jogada no espaço nos anos 70, continha a localização da terra, a freqüência da molécula da água, e a nossa tipologia física, um homem e uma mulher saudando cordialmente a quem a recebesse. Foi uma placa de ouro gravada na sonda pioneer, que a essa altura, já esta muito longe . Quem sabe outros seres um dia a recolherão e num futuro muito distante poderão nos entregar em mãos?
O certo é que se eles existem, são totalmente diferentes de nós, e talvez de tudo o que podemos imaginar. Porque posso afirmar isso? Simples, outro planeta, outra atmosfera, outra bioquímica, outras moléculas hereditárias, outras forças evolutivas, a lista é quase interminável, mas basicamente, se os acontecimentos ao acaso, extinções, cataclismas ambientais, não fizessem parte da historia da terra, o resultado seria diferente do que vemos hoje em dia. Dados astronômicos também, como tipo de estrela central, posição do planeta em relação à estrela, quantidade de luas (imaginem as marés aqui da terra, se tivéssemos mais de uma lua orbitando? Mas as luas cheias seriam esplendidas).
Mas, o que será que nos espera? A hipótese extraterrestre esta cada vez mais perto de ser comprovado, hoje sabemos que os elementos principais para a formação de vida, como a conhecemos, o carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, estão espalhados numa mesma proporção no universo. Dezenas de planetas extras solares são descobertos a cada ano. Organismos que vivem em condições ambientais extremas, muito mais que em planetas do nosso sistema, como pH altamente ácido ou alcalino, salinidade elevada e pressões descomunais já são bem conhecidos da biologia, os extremófilos. Então com certeza seremos surpreendidos com os nossos vizinhos galácticos.
Mas talvez, não estejamos tão sozinhos assim, o planeta vermelho, Marte, possui canais leitos secos, evidencias de que um dia, no seu passado a água liquida fluiu na sua superfície, num tempo suficiente para a vida florescer naquele planeta ferro-oxidado, isso se o fenômeno Vida e tão vulgar assim, como alardeiam algumas correntes cientificas, do tipo: traga água, temperaturas altas, moléculas orgânicas e alguns bilhões de anos, cozinhe tudo e espere sair rastejando da amostra um organismo… A verdade e que o universo é proibitivo a vida, eu e você somos os resultados de milhões de mutações aleatórias num monstruoso espaço de tempo, e nossos antepassados foram muito bem sucedidos, pelo menos ate chegar à vida adulta e reproduzirem, eu estou aqui não? E você também. Se houve a vida em marte, imagine o quão assombroso seria , dois planetas vizinhos, onde leis cegas direcionaram esse acontecimento, não seria pedir demais?
Talvez a vida tenha surgido por lá, quem sabe? Ela pode ter contaminado o nosso planeta… Isso quer dizer, que o berço da vida pode ter sido o planeta vermelho, todos nos podemos ser marcianos. É irônico. Simplesmente.”

27/04/07

Extraído do extinto blog “Poeira Positrônica”.
imagem: Nasa

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM