Escolha uma Página

Aqui no Discuntindo Ecologia, houve algumas discussões sobre grandes organizações “ambientais” que, cheias de boas intenções (como o inferno), organizam campanhas (12 e 3) pouco efetivas. Essa tarde recebo um e-mail da WWF com sua “incrível” campanha de natal “sustentável”

 
wwf2.JPG

Esta é parte do folder da campanha

 

Compra sustentável? Estimular o consumismo, mesmo de produtos “verdes” (como eu odeio esse rótulo)? Acho muita apelação esse tipo de campanha. Combater a degradação ambiental estimulando uma ação que por si própria é a causa mestra de tal degradação. Os produtos podem ser feitos de sementes de cânhamo ou de brotos de bumbu virgens de floresta sustentável da China, não importa. Este tipo de marketing verde cria uma nova casta de consumidores: os CONSUMIDORES VERDES. Celulares “verdes”, roupas “verdes”, instituições bancárias “verdes”…

Não adianta, mesmo organizações ambientais precisam gerar consumo para sobreviver, infelizmente nossa sociedade é assim. A famosa “Pegada Ecológica”, no seu cerne, é um indicativo do seu consumo. O que nos remete (ou deveria) àquela famosa indagação: Imagina se todos os chineses pudessem consumir como os norte-americanos. 

Acredito que uma campanha realmente ecológica não deve se basear em produtos sustentáveis ou na famosa reciclagem (é gasto energia para reciclarmos algo), e sim em reutilização e desestímulo ao consumo. A WWF já prôpos uma outra campanha um tanto demagoga, mas esta vai de encontro ao que ela prega. Sejamos críticos, pensamos em poluição dos rios, devastação da Amazônia, esgotamento de estoque pesqueiro, mas estas são só consequências de uma grande causa: o consumismo. Somos como vírus, já dizia o agente Smith. Todas estes formas de degradação são geradas para sustentar a fome insaciável de produtos de nossa sociedade. Para resolvermos nossos problemas ambientais, temos que mudar o modo como nossa sociedade se estrutura e,principalmente, rever os valores nos quais nossa moral é construída. Próspero é que possui muitos bens? É quem pode comprar mais? Ou é aquele que pondera o que realmente necessita e possui um estilo de vida mais simples?  

Você faz muito mais ao meio ambiente repensando se é necessária mesmo a compra de algum produto, ao invés de comprar algo dito “verde”. Este post pode parecer um pouco ambientalista, o que foge do escopo deste blog, mas acho que devemos desenvolver uma visão mais crítica em relação a estas campanha sustentáveis “bem intencionadas”.  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...