Escolha uma Página

simposio-museus-biodiversidade-sustentabilidade.jpg
Será realizado no início de junho o Simpósio internacional “Museus, Biodiversidade e Sustentabilidade Ambiental”. Mesmo com esse nome bem amplo o evento é muito bem organizado, tem uma boa e diversificada lista de palestrantes e acontecerá no Museu Histórico Nacional (RJ). Precisa de mais alguma coisa para tornar o evento interessante? Precisa sim. Além da programação normal teremos depois do evento uma visita guiada (com transporte de ida e volta ao MHN) para dois museus. Abaixo a programação desta visita:

“O Museu da Vida, situado no campus da Fiocruz, em Manguinhos, é um
espaço de integração entre ciência, cultura e sociedade. Por meio de
exposições, teatro, vídeo e diversas atividades interativas, o museu
busca, de forma lúdica e criativa, despertar o interesse do visitante
por temas de ciência, saúde e tecnologia.

Durante a visita técnica, o público conhecerá o complexo
histórico-arquitetônico da Fiocruz, que inclui o exuberante Castelo em
estilo neomourisco idealizado por Oswaldo Cruz, e exposições que contam
um pouco da história dessa importante instituição, que há mais de 100
anos se dedica ao estudo e ao desenvolvimento de produtos para a área de
saúde.

A biodiversidade do campus será explorada na visita. São mais de 100
espécies de plantas e 20 de pássaros, além de exemplares de répteis,
mamíferos e anfíbios. A flora e a fauna de Manguinhos são a atração
principal da “Trilha histórico-ecológica”.

Haverá ainda tour pela recém-inaugurada exposição “Evolução e
Natureza Tropical”, cujo objetivo é destacar o papel dos trópicos,
especialmente da biodiversidade brasileira, na formulação da teoria da
evolução por seleção natural, a partir dos olhares de Darwin e Wallace.”

“Apresentação do Projeto de Educação Ambiental do Museu de Arqueologia
de Itaipu, que inclui diagnóstico e monitoramento da saúde lagunar e
dos recursos pesqueiros de Itaipu. O objetivo do projeto é abordar a
problemática da conservação dos ecossistemas e dos recursos naturais da
região junto a estudantes dos ensinos fundamental e médio, a partir dos
conhecimentos e costumes da comunidade pesqueira local.

A visita acontecerá nos locais onde as oficinas do projeto ocorrem:
Museu de Arqueologia de Itaipu (Remanescentes do Recolhimento de Santa
Teresa), Morro das Andorinhas, Praia e Laguna de Itaipu, Sítio
Arqueológico Duna Grande, Colônia de Pescadores.

Após o almoço, visitaremos também as exposições “Percursos do Tempo –
Revelando Itaipu” e ‘Arqueologia em Maquetes’.”

O único problema do Simpósio foi ter que fazer a escolha entre os dois museus pois a visita guiada acontecerá no mesmo dia em ambos. É realmente uma pena pois gostaria de fazer uma visita guiada nos dois. Já estou inscrito (farei a visita guiada no Museu da Vida) e na opção “Instituição” do formulário de inscrição não pude deixar de colocar “UFRJ/ScienceBlogs”. Porque não adianta só fazer divulgação científica, temos que vestir a camisa.

Mais informações sobre o evento no site oficial e no twitter do Museu da Vida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...