Escolha uma Página

Estamos em plena época de consumo ensandecido. O Natal e os amigos-oculto dominam a mente das pessoas. Nesse momento vamos para os shoppings e descarregamos todas as nossas frustrações do ano em débitos nos nossas contas correntes.

 No final do dia, saímos cheios de sacolas repletas de presentes. Nesse momento, se reparamos um pouco melhor nesses receptáculos de futilidades, podemos identificar alguns selinhos “verdes”, ou mesmo frases de efeito da própria loja tais como “ A loja X preserva o meio ambiente”. Isso tudo devido ao fato de não usarem sacolas de plástico.

 A polêmica das sacolas de plástico tem sido bastante debatida aqui no blog e no no blog parceiro Coluna Zero . Nesse contexto apresento uma prmeira tabela do estudo realizado pela Boustead Consulting & Associeates:   

Podemos notar que, em todos os casos, o uso da sacola de polietileno se mostrou menos impactante do que o uso de sacolas de papel (com 30% de sua composição de papel já reciclado) e plástica biodegradável (mistura de 65% de resina Ecoflex, 10% ácido polilático ou PLA e 25 % de carbonato de cálcio).

 Além disso, como bem notado pelo Bruno do Coluna Zero, as sacolas de papel são reutilizadas por volta de 51 vezes antes de serem descartados. Entretanto, a pesquisa aponta que para igualarem o impacto de uma única sacola plástica, teriam que serem reutilizadas, pelo menos, 131 vezes.

 Só a título de conhecimento, em 2008 os EUA consumiram 10 bilhões de bolsas de papel, sendo necessária a utilização de 14 milhões de árvores. É claro que não estou falando que iremos derrubar floresta virgem para produzir papel diretamente dela. Mas, fica óbvio, que plantações de eucalipto, por exemplo, terão que expandir para um aumento da demanda dessas sacolas, pressionando áreas de floresta nativa (vida o caminho Rio de Janeiro- Bahia).

 Analisando a outra tabela abaixo, mesmo na proporção de 1 sacola de papel para 1,5 sacola de plástico (tanto reciclável, como biodegradável), o gasto total de combustíveis fósseis usados na produção, uso e descarte de sacolas de papel ainda é maior que os da sacola plástica reciclável.

Outro fato interessante consiste na energia gasta na reciclagem desses materiais. Sendo que as sacolas plásticas gastam 91% menos energia que a de papel para serem recicladas.

 Antes de começar o blá blá blá de que esse estudo foi comprado pelos fabricantes de bolsas plásticas, ou mesmo, de que esse é um post pago: Primeiro, não ganehi nada para escrever este post; segundo, estou buscando pesquisas de outras fontes para podermos comparar os resultados. Mas, o objetivo geral é lembrar que por mais que essas atitudes “ambientalistas” estejam cercadas de boas intenções, não quer dizer que sejam eficazes. Não é só um etiqueta falando que esse é um produto “verde” ou que “faz bem ao meio ambiente” que devemos achar que estamos fazendo “nossa parte pelo planeta”.  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...