Doar – Resenha

Doar -Bill Clinton
Como cada um de nós pode mudar o mundo

Confesso que jamais leria esse livro se ele não tivesse me sido enviado pela Editora Ediouro (via agência Frog).
O livro basicamente conta as infinitas histórias bem sucedidas sobre ONGs e trabalhos voluntários pelo mundo, dá algumas dicas para quem quer ajudar a salvar o mundo e deve ter rendido algum dinheiro ao ex-presidente dos EUA, Bill Clinton.
Um dos pontos que mais me chamou a atenção no livro é perceber como existem ONGs nos EUA e como lá eles precisam delas tanto como nos países pobres. É impressionante a idéia equivocada de país que o mundo tem deles, talvez a única diferença é que eles tenham dinheiro, muito dinheiro e como em qualquer outro lugar, extremamente mal distribuído.
A parte do livro que na minha opinião mais vale a pena é o ultimo Capítulo: Quanto você deve doar, e por quê? Não sei se vai convencer alguém muito rico a doar algum dinheiro, mas os dados são bastante interessantes como: “a partir dos dados fiscais de 2004 (…) se os 14.400 contribuintes (americanos) que compõem o 0,01% dos mais ricos doassem um terço de sua renda (12.775 mil dólares em média) para combater os problemas mais graves do mundo, o total ficaria em torno de 61 bilhões de dólares. Se os 129.600 contribuintes que compõem o 0,1% mais ricos dessem um quarto da sua renda (pouco mais de 2 milhões de dólares), a doação totalizaria quase 65 milhões.” E esse é o exercício mais radical que ele faz, se as doações fossem na casa do 1% da renda, mesmo assim chegariam fácil aos bilhões de dólares. Mas por que será que os ricos sempre tem que ter mais e mais dinheiro? Pensando nisso meu irmão me deu uma idéia bastante interessante, as riquezas pessoais deveriam ser limitadas a um certo valor, afinal quem precisa de mais de alguns milhões de dólares para ter uma vida boa e proporcioná-la aos seus filhos? Aliás com bem menos que isso já é possível ter uma vida bastante confortável.
A pergunta que eu mais me fiz lendo esse livro foi: Com tanto dinheiro sendo doado para boas ações pelo mundo por que será que ainda temos tantos problemas? Eu não tive o trabalho de somar todos os milhões de dólares que ele fala que são investidos em trabalhos sociais, mas caso alguém faça isso vai ver que não é pouca coisa não, deve chegar fácil na casa dos bilhões. E mesmo assim o mundo está do jeito que está, onde está o furo? Onde que está a falha uma vez que os problemas só crescem a cada dia? Será que eles estão apenas combatendo os efeitos dos problemas e não as causas? Temos aqui uma fábula do hipopótamo?
Mas o que mais me deixou revoltada com esse livro foi a hipocrisia do Bill Clinton, isso é impagável!! Chega a ser vergonhoso! É tão ridículo ele falando das ações humanitárias em locais devastados pela guerra, e ainda cita a guerra de Kosovo!!! Promovida com a ajuda de quem??
E pra finalizar… Ele fala tanto em doar tempo, dinheiro, conhecimento, etc. Será que ele doou os lucros de venda do livro para alguma ONG? Afinal, bastante estranho ganhar dinheiro com um livro chamado Doar, que utiliza histórias essencialmente de ONGs… Pra mim soa no mínimo contraditório. Ok, provavelmente ele deve doar o dinheiro arrecadado com o livro para a própria fundação.
P.S.: Mudando de tema, mas não de assunto… Se tem uma coisa que me surpreendeu muito foi quando entrei em contato com a Fundação Clinton no ano passado, eles são de uma organização ímpar, isso é admirável. Mandei uma mensagem de um desses formulários de site pedindo informações sobre as ações da Fundação Clinton em São Paulo em relação as mudanças climáticas, em questão de dias a pessoa da fundação que estava trabalhando aqui me mandou um e-mail. Exemplar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 3 comentários

  1. Luis Brudna disse:

    Não existe uma maneira mágica de se *acabar* com os problemas no mundo. É quase um equilíbrio natural a existência desses problemas. O que pode ser feito é tentar minimizar os seus efeitos.
    Me parece que nunca viveremos em um ´mundo teletubies´.

  2. Tine Araujo disse:

    Eu não sei muito sobre doações, mas parece que existem descontos no imposto de renda… não sei se tão interessantes como nos EUA…
    Quanto as ONGs muitas vezes me pergunto se não são caminhos para a “lavagem” de dinheiro por olhos humanitários… como você disse, são bilhões que não se vê…
    Beijos

  3. João Carlos disse:

    Eu não tive o trabalho de somar todos os milhões de dólares que ele fala que são investidos em trabalhos sociais, mas caso alguém faça isso vai ver que não é pouca coisa não, deve chegar fácil na casa dos bilhões. E mesmo assim o mundo está do jeito que está, onde está o furo? Onde que está a falha uma vez que os problemas só crescem a cada dia?

    Nos recipiendários das “ajudas”… Você não viu o caso recente de gente desviando para uso próprio material enviado para as vítimas das enchentes de Santa Catarina?… Nunca viu marmanjos fortudos arrancando na força mantimentos distribuídos em campos de refugiados?…
    Da mesma forma que toneladas de alimentos ainda aproveitáveis são perdidos diariamente nas Centrais de Abastecimento das grandes metrópoles, uns bons dois terços das doações feitas em dinheiro para ONGs e Instituições Filantrópicas em geral vai parar no bolso de “espertalhões”.
    Claro que existem as honrosas exceções e até organizações sérias caem, por vezes, em golpes.
    Dos governos, nem precisa falar, né?…

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM