Água – Blog Action Day

Hoje é Blog Action Day!

Não lembra o que é o Blog Action Day? É um evento anual que une blogueiros de todo o mundo postando mensagens sobre o mesmo assunto num mesmo dia nos seus próprios blogs, com o objetivo de provocar uma discussão em torno de uma questão de importância global.


Esse ano o tema escolhido é água. E quem acompanha esse blog sabe que eu já falei sobre ele algumas vezes, portanto por falta de tempo vou indicá-los aqui e traduzir os 5 fatos sobre a água que foram enviados pelo pessoal do Blog Action Day, que achei interessantes.

1. Água não potável e falta de saneamento mata mais pessoas anualmente do que todas as formas de violência, incluindo a guerra. Água de beber suja pode incubar algumas doenças muito assustadoras, como E. coli, Salmonella cólera e hepatite A. Essa mistura de bactérias, não é nenhuma surpresa que a água, ou a falta dela, faz com que 42 mil mortes a cada semana.
2. Mais pessoas têm acesso a um telefone celular do que a um banheiro. Hoje, 2,5 bilhão de pessoas carecem de acesso a banheiros. Isso significa que o esgoto transborda para rios e córregos, contaminando a água potável e causando doenças.
3.  Todos os dias, mulheres e crianças na África a pé um total de 109 milhões de horas para conseguir água. Eles carregam cisternas pesando cerca de 20 quilos quando cheio, a fim de recolher a água que, em muitos casos, ainda está poluída. Além de colocar uma grande pressão sobre seus corpos, como andar longas distâncias manter as crianças fora da escola e as mulheres longe de outros empreendimentos que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida em suas comunidades.
4. São necessários 6,3 litros de água para produzir apenas um hambúrguer. Esses 6,3 litros cobre tudo, desde a rega do trigo para o pão e fornecimento de água para a vaca para assar o pão. E isso é apenas uma refeição! Levaria mais de 184 bilhões de galões de água para fazer apenas um hambúrguer para cada pessoa nos Estados Unidos.
5. O norte-americano usa em média 159 litros de água por dia – mais de 15 vezes do que uma pessoa média nos países em desenvolvimento. De tomar banho e lavar nossas mãos, para regar nossos jardins e lavar os carros, os americanos usam uma grande quantidade de água. Para colocar as coisas em perspectiva, em um chuveiro médio, em cinco minutos são utilizados cerca de 10 litros de água. Agora imagine usar essa mesma quantidade para tomar banho, lavar suas roupas, cozinhar as suas refeições e saciar a sua sede.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 4 comentários

  1. Claudia Chow disse:

    Buckaroo, de fato o desperdício de água onde ela é abundante não é assim um grande problema, mas desperdício pra mim nunca se justifica.

  2. Claudia Chow disse:

    Danuts,
    Em SP sei que existe legislação que cobra o uso da água, outros estados ainda nao. Nesses estados como vc disse é cobrado apenas o serviço de tratamento e distribuição.

  3. Dånuts disse:

    Lendo o segundo texto fiquei com uma dúvida… Ali fala que existem regiões do Brasil onde a água ainda é grátis. Sempre achei que fosse assim no país inteiro, que só o serviço de distribuição fosse pago. Não é? Quem determina se será pago ou não em determinada região?

  4. No que o uso, e até o desperdício, de água, em países ou regiões onde ela é abundante, realmente tem algum efeito negativo? Colocado ao lado de coisas como que na África ninguém tem esse acesso à água, pode conduzir um pouco à noção de que uma coisa está ligada a outra, enquanto que na verdade americanos e brasileiros poderiam deixar a torneira aberta o dia todo, e, africanos, ou mesmo, ainda que em menor grau, brasileiros e americanos de regiões menos abastecidas não teriam menos água ainda do que têm.
    Não estou falando que não tem importância, eu mesmo não aguento escovar os dentes com a torneira aberta. Mas acredito que a importância seja mais/unicamente relativa à escassez regional que o desperdício causa, além do fato de que, pela expansão populacional ser exponencial, o consumo de água vai acompanhar e a água tenderá a se tornar escassa/cara de forma relativamente “rápida”. Mas mesmo quanto a isso, foge um pouco quanto ao ponto principal, que é o perigo do crescimento populacional, cada vez mais rápido, apesar de taxas de crescimento menores.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM