As aranhas supernanopoderosas

dona aranha

A Dona Aranha subiu pela parede do laboratório e um cientista a pegou. Veio uma chuva de nanopartículas e a derrubou. Antes de cair, porém, a D. Aranha ficou supernanopoderosa e produziu uma seda reforçada — mais forte do que o mais forte fio de aranha conhecido, segundo cientistas italianos. Continue lendo…

Em uma palavra [229]

inconcusso (in.con.cus.so)
adj. 1.
que não sofre concussão; ileso, íntegro: “graças ao capacete, o piloto saiu inconcusso do acidente.” 2. por ext., firme, sólido, inabalável: “o piloto também se manteve inconcusso diante dos ataques racistas da torcida”.

Em uma palavra [228]

tamis (ta.mis)
s.m. [Farm., Quím.] espécie de peneira de seda, de malha bastante estreita, usada para refino de substâncias sólidas em farmácia ou em laboratório. tamisar, v. t. d. passar pelo tamis; depurar, esmeirar, peneirar. tamisação, s.f. ato ou efeito de tamisar; depuração, refino. [do francês tamis]

A ‘História’ de Raleigh

Sir_Walter_Raleigh_BAH-p22

Sir Walter Raleigh [gravura de Montgomery’s The Beginner’s American History (1904), p. 22.]

Walter Raleigh [1522-1618] compôs sua History of the World enquanto estava preso na Torre de Londres. Apenas uma pequena porção da obra acabou publicada, graças às seguintes circunstâncias: — Numa tarde, olhado através de sua janela para um dos pátios da Torre, ele viu dois homens brigando, quando na verdade um matou o outro. Pouco depois, dois nobres, amigos de Sir Walter, vieram a sua cela e discordaram na maneira de narrar a briga, que também tinham visto. O próprio Raleigh concluiu que nenhuma narrativa era confiável, ainda que fossem relacionadas e apresentassem pequenas variações. Ter três testemunhas oculares discordando sobre um ato tão recente deixou Sir Walter irado. Na raiva, ele tomou os volumes dos seus manuscritos, contendo sua History of the World e jogou-os numa grande fogueira próxima da cela. “Não vou ser eu” — exclamava — “que vou escrever a história do mundo se nem consigo relatar o que vi há um quarto de hora!” Um de seus amigos conseguiu salvar dois volumes das chamas, mas o resto foi consumido. O mundo lamenta que um acidente tão estranho tenha mutilado a obra de um homem tão extraordinário. — KEDDIE, William (ed.). Cyclopaedia of Literary and Scientific Anecdote; illustrative of characters, habits and conversation of men of letter ans science [Enciclopédia de Anedotas Científicas e Literárias: ilustrações do caráter, hábitos e conversas dos homens de letras e ciências]. Londres & Glasgow: Richard Griffin and Company, 1854. p. 9

Outro causo de Raleigh: aquela vez em que ele foi visto soltando fumaça pelas ventas…

“Eu acho que já vi esse déjà vu antes”

dejavu

Aquela sensação algo familiar de passar por uma experiência já conhecida mesmo que ela seja inédita. Isso mesmo, déjà vu. Aquilo que foi visto. Normalmente é uma sensação bastante repentina e passageira. Como um flash de futuro pretérito no presente. Se você já passou por isso, imagine prolongar seu déjà vu mais intenso. Por anos a fio, tudo o que acontece lhe parece familiar demais. Continue lendo…

Em uma palavra [227]

colmatar (col.ma.tar)
v.t. [Agr.]
elevar e fertilizar terreno baixo e estéril por meio de acúmulo de lama ou argila de rio ou lago; aterrar: “os invasores foram logo colmatando os fundos da fazenda abandonada”. colmatagem, s.f. esse processo de fertilização por aterro. colmatador, s.m. que ou quem colmata. [do francês colmater e colmatage]

As particularidades das despartículas

cms_higgs-event

Despartículas são como partículas, só que Des. Talvez por isso ainda sejam despercebidas.

No princípio era o átomo e sua indivisibilidade. Então veio a eletricidade e, com ela, o choque de que o átomo não era a partícula fundamental. Desde o fim do século XIX, os físicos de partícula — esses zoologistas subatômicos — têm descoberto as mais variadas espécies de pedacinhos de matéria: prótons, nêutrons, quarks (vermelho, azul, verde), léptons (elétrons, múons, tau e os respectivos neutrinos), bósons (glúons, fótons, W e Z, bósons de Higgs)… E os respectivos bloquinhos de antimatéria. E as quase-partículas (Majorana)… E… ei, o que é isso? Uma despartícula? Continue lendo…

Em uma palavra [226]

desambição (des.am.bi.ção)
s.f.
falta de ambição; desinteresse, desapego, desprendimento, abnegação: “Tomado pela desambição, Francisco vendeu tudo e foi morar nas ruas”. desambicioso, adj. desinteressado, desapegado, desprendido, abnegado: “Embora não fosse religioso, Francisco era desambicioso como um monge”

Em uma palavra [225]

pejado (pe.ja.do)
adj. 1.
repleto, cheio, recheado: “A moça trazia a bolsa pejada de miudezas”. 2. embaraçado, acanhado, envergonhado: “O moço ficou pejado ao se declarar para a namorada pela primeira vez” [de pejo = pudor, acanhamento; estorvo]

Crimes Animais: o caso Jacques Ferron

MULA

No caso de Jacques Ferron, que foi pego em flagrante no ato do coito com uma mula em Vanvres, em 1750, ele foi, após o devido processo legal, condenado à morte. O animal foi absolvido com base no fato de que ela fora vítima de violência e não havia participado, de livre e espontânea vontade, no crime de seu proprietário. O prior do convento local, que também exercia o cargo que pároco da comunidade, e os principais habitantes da comuna de Vanvres assinaram um certificado no qual afirmavam que conheciam a dita mula há quatro anos; que ela sempre havia se mostrado virtuosa e bem-comportada, nunca dando ocasião de escândalo e que, portanto, “eles se prontificam a testemunhar que ela é, em palavras e atos e em todos os hábitos de sua vida, uma criatura das mais honestas.” Esse documento, dado em Vanvres em 19 de setembro de 1750 e assinado por “Pintuel Prior Curé”, dentre outros, foi produzido durante o processo e teve uma influência decisiva sobre o julgamento da corte. Como peça de evidência exculpatória, deve ser considerada única nos anais dos processos criminais [de animais]. — EVANS, Edward Payson. The Criminal Prosecution and Capital Punishment of Animals [O Processo Criminal e Punição Capital de Animais], Londres: William Heinemann, 1906. p. 150

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM