de0ce11fae5dc97a1219cfb45b5a7dde

Similarmente, há aqui muitos pássaros chamados bernacas, que a Natureza produz de uma maneira maravilhosa, fora de seu curso ordinário. Parecem-se com os gansos-do-pântano, mas são menores. No princípio, são excrecências gomosas de pinhas que flutuam na água e depois recolhem-se numa casca para assegurar seu livre crescimento e penduram-se pelos bicos, como algas marinhas presas à madeira. Sendo progressivamente bem cobertos com penas, no tempo certo eles afundam n’água ou levantam voo em pleno ar. Enquanto crescem dessa maneira tão esquisita e curiosa, sua nutrição provém dos sucos da madeira na água do mar. Vi muitas vezes com meus próprios olhos mais de mil minúsculos embriões de pássaros dessa espécie à beira-mar pendentes de um pedaço de madeira, cobertos com cascas e já formados.

Esta descrição do ganso bernaca do clérigo e acadêmico galês Giraldus Cambrensis (c.1146 – c.1223) está em sua Topographia Hibernica, escrita em 1188. Era crença corrente na época que os gansos-de-faces-brancas (Branta leucopsis) eram gansos que cresciam debaixo d´água e emergiam em forma de barnacles — daí o nome. Como ninguém via ninhos nem seus filhotes ou ovos dos bernacas, alguns chegavam a afirmar que ao plantar barnacles nasciam pés de pato ganso.

Modernamente conhecidos como cirripédios, os barnacles são pequenos crustáceos hermafroditas que vivem em águas rasas à beira-mar. Algumas espécies de cirripédios, como a Pollicipes pollicipes, às vezes se parecem com gansinhos em miniatura ou em estado embrionário, o que pode ter dado origem à pseudoteoria de que geravam gansos bernacas. Em inglês a confusão causada pela similaridade entre as duas espécies reina até hoje: os gansos-de-faces-brancas são chamados de Barnacle Goose ao passo que os cirripédios são conhecidos como Goose Barnacle.

Popularmente chamados de percebes ou perceves, os Pollicipes são cirripédios apreciados como iguaria na Península Ibérica. Os gansos que supostamente cresciam dos crustáceos também eram apreciados. Como aparentemente surgiam do mar, os gansos barnacos não eram considerados carne de origem terrestre e assim podiam ser consumidos na quaresma, quando o consumo de carne era religiosamente proibido.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...