Não importa o conteúdo do seu artigo, o importante é usar a lógica (com uma dose de puxa-saquismo) para convencer os editores da publicação que lhe interessa. O filósofo espanhol Jon Perez Laraudogoitia provou isso tanto na teoria quanto na prática ao submeter um artigo à revista Mind em 1990. Sob o título “This Article Should Not Be Rejected by Mind” [“Este artigo não deveria ser rejeitado pela Mind”], Laraudogoitia apresentou os seguintes argumentos:

1. Se a afirmação nº. 1 deste argumento é trivialmente verdadeira, então este artigo deve ser aceito.
2. Se a afirmação nº. 1 fosse falsa, então seu antecedente (“afirmação nº. 1 neste argumento é trivialmente verdadeira”) seria verdadeiro, o que significa que a própria afirmação nº. 1 seria verdadeira, o que é uma contradição. Portanto, a afirmação nº. 1 deve ser verdadeira.
3. Mas aquilo parece errado, já que a Mind é uma revista séria e não publicaria verdades triviais.
4. Isso significa que a afirmação nº. 1 deve ser ou falsa ou uma verdade não-trivial. Nós sabemos que ela não pode ser falsa (nº. 2), então ela deve ser uma verdade não-trivial, e seu antecedente (“afirmação nº. 1 neste argumento é trivialmente verdadeira”) é falso.
5. Qual é, então, o valor de sua consequência, “este artigo deve ser aceito”? Se isso fosse falso, a Mind não publicaria o artigo, o que não pode estar correto já que o artigo consiste de uma verdade não-trivial e suas justificativas.
6. Portanto, a consequência deve ser verdadeira e a Mind deveria publicar o artigo.

Embora o paper de Laraudogoitia fosse formado apenas por esses seis pontos, a argumentação foi tão convincente que o artigo foi, de fato, publicado na edição de outubro de 1990 da Mind.

Mais tarde o filósofo espanhol escreveria o seguinte sobre o artigo-argumento: “Este é, creio eu, o primeiro artigo em toda a história da filosofia cujo conteúdo volta-se exclusivamente para si mesmo ou, em outras palavras, que é totalmente auto-referencial. A razão porque foi publicado é que há uma prova nele de que não deveria ser rejeitado — e só.”

Referência

rb2_large_gray25LARAUDOGOITIA, Jon Perez. “This Article Should Not Be Rejected by Mind.” Mind (1990) XCIX (396): 599-600. doi: 10.1093/mind/XCIX.396.599

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...