Summa Theologica. Ed. latina de 1623.

Summa Theologica. Ed. latina de 1623.

Ao tratar da opus magnum de São Tomás de Aquino (1225-1274), a Summa Theologica, Isaac d’Israeli (1766-1848) lista muitos dos problemas que ocupavam (e talvez ainda ocupem) os teólogos tomistas:

Todas as questões em [S. Tomás] Aquinas são respondidas com uma sutileza de distinção mais difícil de compreender e recordar que muitos problemas de Euclides. Talvez uma amostra das melhores questões possa ser selecionada para os jovens como exercícios curiosos do entendimento. Entretanto, muitas dessas peculiares produções estão carregadas com as mais triviais, irreverendas e mesmo escandalosas discussões. Mesmo Aquinas perguntava-se, gravemente: Será que Cristo não era Hermafrodita? Será que há excrementos no Paraíso? Será que, na ressurreição, os piedosos vão levantar-se com seus intestinos? Outros debates: De que forma o anjo Gabriel apareceu à Virgem Maria? Como uma serpente? Uma pomba? Um homem? Uma mulher? Ele parecia velho ou novo? Como estava vestido? Era seu traje branco ou bicolor? Seu linho era liso ou não? Ele apareceu de manhã, de tarde ou de noite? Qual era a cor do cabelo da Virgem Maria? Ela tinha conhecimentos de mecânica e artes liberais? Teria ela o conhecimento íntegro do Livro das Sentenças e tudo que ele contém? (i.e., a compilação das obras patrísticas segundo Pedro Lombardo [1100?-1160], escrita 1200 anos após a morte de Maria). Mas estas eram apenas questões triviais. Também se agitavam por estas: Se, durante a concepção, a Virgem estava sentada, Cristo também estava sentado? E se ela estivesse deitada, Cristo também estaria deitado? A seguinte questão era um tópico de discussão favorito e os mais agudos teólogos nunca a solucionaram: “Quando um porco é levado ao mercado com uma corda amarrada ao seu pescoço, a qual é puxada em sua outra ponta por um homem: o porco é levado ao mercado pela corda ou pelo homem?” — D’ISRAELI, Isaac. Curiosities of Literature [Curiosidades da Literatura], Vol. I. Paris: Baudry’s European Library, 1835.

Esta última questão poderia ser resolvida facilmente por qualquer um com conhecimento de Física Clássica: o homem que puxa o porco com uma corda é puxado pelo porco com força de igual intensidade e direção oposta. Ou vice-versa, se o porco é que estiver tracionando o homem. As demais perguntas podem ficar como exercícios para argumentação de nossos leitores no campo dos comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...