Fore.edge

Livros antigos podem esconder verdadeiras obras de arte em suas páginas. Pode-se folheá-los à vontade e não encontrar nenhuma ilustração. Mas ao fechar o volume e dobrar levemente o corte frontal (ou goteira), podem ser descobertas ilustrações surpreendentes.

Aquarelas pintadas discretamente nas laterais das páginas remontam ao século X. Até meados do século XVII, esse tipo de arte era usado apenas para fins decorativos ou para indicar a propriedade do livro — nesse caso, através da pintura de brasões familiares.

No século XVIII, com a imprensa já bem estabelecida, esse foi o meio encontrado por alguns livreiros e encadernadores de provar a autenticidade do livro. Essas ilustrações secretas serviam como uma marca d’água, diferenciando livros originais de edições piratas.

Arch_of_Traianus,_Ancona_-_Tasso_in_Prison;_-_the_Bridge_of_Sighs

Nesse caso, as aquarelas retratavam cenas ou paisagens relativos ao conteúdo do livro — como numa edição de 1797 de Jerusalém Libertada, obra de Torquarto Tasso, acima. Ou então retratava-se o local de impressão, como no livro de receitas abaixo, impresso em Westminter.

Westminster_Abbey_and_Bridge.

Nem sempre as aquarelas eram originais do livro. Alguns bibliófilos e colecionadores também resolveram decorar seus livros dessa maneira.

Em casos raros, pode haver duas pinturas num livro só. Uma fixa, sempre visível, pintada no corte frontal em posição normal. Outra oculta, visível apenas quando se dobra levemente as páginas. Mais raramente, as duas aquarelas podem ser ocultas, tornando-se visíveis quando as páginas são dobradas para um ou outro lado. Por vezes, as pinturas ocultas contêm cenas de cunho erótico ou macabro.

Embora muitas dessas pequenas pinturas livrescas tenham passado séculos despercebidas, essa arte parece ser bem rara. A maior coleção de livros com fore-edge paintings dos EUA é a do College of William & Mary: são 709 exemplares. A Biblioteca Pública de Boston tem outros 258. A Biblioteca de Topeka também tem alguns exemplares:

 

Atualmente, esse tipo de arte está sendo redescoberto. No vídeo a seguir, é possível observar, em time lapse, a execução de uma aquarela num exemplar de A Narrative of a Survey of the Inter-tropical and Western Coasts of Australia:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...