O Tratado de Pascal sobre o peso de toda massa de ar forma a base da moderna ciência da Pneumática. De modo a provar que a massa de ar pressiona, por seu peso, todos os corpos que cerca e também que [ela] é elástica e compressível, Pascal carregou um balão, meio cheio de ar, até o topo do Puy de Dome, montanha de cerca de 500 toesas [≈ 970m] acima de Clermont, Auvergne. O balão inflou-se gradualmente conforme ascendia e, quando alcançou o cume, estava bastante cheio, como se ar fresco tivesse sido soprado para dentro dele. Ou, o que é a mesma coisa, ele inchou na proporção em que diminuía a altura da coluna de ar que o pressionava. Voltando para baixo, tornou-se cada vez mais flácido e, na planície, retomou seu estado original. Nos nove capítulos de que consiste o tratado, Pascal demonstra que todos os fenômenos até então atribuídos ao horror ao vácuo devem-se ao peso da massa de ar. Após explicar a pressão da atmosfera variável em diferentes lugares, e em seus diferentes estados, e o bombeamento da água, ele calcula que a totalidade da massa de ar ao redor do nosso globo pesa 8.983.889.440.000.000.000 libras francesas. — SWAYNE, William W. Anedoctes of Invention and Discovery: curious facts and characteristics sketches [Anedotas de Invenção e Descoberta: fatos curiosos e cenas características]. Brooklyn, Nova York; Edinburgh: Murray and Gibb, 1859.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...