Num banheiro público como esse, qual é a melhor opção para se aliviar de maneira discreta? [Imagem: Svadilfari via VisualHunt / CC BY-ND]

Num banheiro público como esse, qual é a melhor opção para se aliviar de maneira discreta? [Imagem: Svadilfari via VisualHunt / CC BY-ND]

Se você é homem e precisou se aliviar num mictório público, já se deparou com esse problema: escolher o lugar mais privado possível para mijar, o que pode ser difícil dependendo do número de mictórios e de outros homens. Qual é a melhor estratégia para urinar de maneira discreta num banheiro masculino?

Pode parecer uma questão mundana demais para a ciência, mas os cientistas da computação Evangelos Kranakis e Danny Krizanc levaram o problema a sério. Os dois modelaram diferentes estratégias possíveis numa simulação computacional: a escolha preguiçosa (usar o mictório mais próximo); a cooperação ativa, porém tácita, com outros homens; a escolha que maximiza a distância entre os usuários e simplesmente escolher ao acaso. Para Kranakis e Krizanc, a conclusão é que

ao enfrentar a decisão de qual mictório escolher ao entrar no banheiro masculino e maximizar sua privacidade, você provavelmente deve escolher o vaso mais distante da porta, se possível e o segundo mais distante, se estiver desocupado. Para a vasta maioria do que (nós consideramos) comportamentos naturais entre homens escolhendo mictórios, esta escolha é a melhor.

Digna do Prêmio Ignobel, a conclusão desses cientistas foi apresentada numa conferência na Itália em 2010. Será que os membros da audiência testaram essa estratégia enquanto iam ao banheiro do evento? Nunca saberemos…

Referência

rb2_large_gray25Evangelos Kranakis e Danny Krizanc, “The Urinal Problem,” in Paolo Boldi e Luisa Gargano, eds., Fun With Algorithms: 5th International Conference, Fun 2010, Iscia, Italy, June 2010: Proceedings.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...