Web
Diseñado por Freepik

Para modernizar a indústria de laticínios, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos queria vacas que produzissem leite mais depressa. Primeiro, eles decidiram consultar os mais proeminentes biólogos e geneticistas para construir a melhor vaca possível. Foi criada uma equipe de grandes cientistas de biológicas, que receberam financiamento ilimitado. Eles exigiram substâncias incomuns, bactérias esquisitas, toneladas de equipamento de quarentena e causaram uma terrível epidemia de tifo por acidente. Dois anos mais tarde, enfim, apresentaram uma “nova e aperfeiçoada vaca”, com uma produção de leite 2% maior que o original.

Os burocratas do ministério não ficaram satisfeitos com esse resultado e chamaram os vencedores do Nobel de Química para resolver o problema. Eles pediram toneladas de equipamentos de laboratório e envenenaram acidentalmente com uma nuvem tóxica metade de uma cidade do Colorado onde trabalhavam. Mas, depois de apenas seis meses, conseguiram uma vaca com um aumento de produtividade de 5%.

Desesperado, o pessoal do Departamento de Agricultura recorreu aos matemáticos. O matemático mais fodão do país se ofereceu para solucionar o problema. Depois de ouvir as explicações dos burocratas ele afirmou que na manhã seguinte voltaria ao ministério com uma solução já pronta. De fato, ele voltou na manhã seguinte e apresentou um artigo com os cálculos necessários para um aumento de 300% na produção de leite. Intitulado “Prova da Possibilidade da Elevação da Produção de Leite a partir de Bovinos”, o paper começava assim:

— Considere uma vaca esférica…

[traduzido de komplexify]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...