Estes eram alguns dos espumantes produzidos pela URSS por volta dos anos 1960.

Estes eram alguns dos espumantes produzidos pela URSS por volta dos anos 1960.

Completando o panorama industrial, a Geórgia tem a mais famosa fábrica de champanha da União Soviética. Esse estabelecimento produziu no ano passado nove milhões de garrafas, diversas das quais bebidas por nós em nossa visita. Uma das raras e leves sátiras por mim encontradas na URSS foi proporcionada por essa casa – no pátio, uma grande estátua rococó, com um querubim erguendo uma garrafa entre as efígies de Lenin e Stalin. A fábrica é nova, limpa e bem administrada. O champanha vai do Brut, destituído de açúcar, por várias gradações, do tipo seco até o doce; os vinhos secos [soviéticos] rivalizam com quaisquer dos franceses. Em todo caso, cheguei a essa conclusão após numerosas provas… Um fato curioso: os russos não dão qualquer importância às safras de vinho e consideram a classificação destes pela sua idade um processo arcaico e burguês. Afirmam que, por misturas adequadas, o vinho de qualquer idade pode ser tornado tão bom quanto o de outra safra qualquer. Que gente maluca e surpreendente! — GUNTHER, John. A Rússia por dentro. Rio de Janeiro: Editora Globo, 1959. p. 476

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...