John Thomas and Sons Pianoforte Manufactory Photo 4

Parte do panorama de Toronto registrado em 1857. Repare nas fábricas de piano e de coche em primeiro plano.

Entre a topografia e a vida pública, esse imigrante irlandês radicado no Canadá fez o primeiro registro fotográfico oficial de uma expedição de reconhecimento territorial.

Nascido na Irlanda e educado na Inglaterra, Humphrey Lloyd Hime emigrou para o Canadá aos 21 anos, em 1854, onde inicialmente trabalhou como auxiliar de topografia. Em janeiro de 1857, funda o estúdio Armstrong, Beere & Hime, em Toronto, que oferecia serviços de agrimensura, topografia e a recém-chegada fotografia. As duas principais realizações desse pioneiro da fotografia canadense são uma panorâmica de Toronto, com quase 360 graus, feita com Armstrong no topo de um hotel e seus registros fotográficos Expedição Exploratória de Saskatchewan, organizada por Henry Youle Hind em 1858.

Tents on the Prairie

Tents on the Prairie (1858)

Essa foi a primeira vez que o governo do Canadá usou a fotografia para documentar uma expedição de reconhecimento de seu vasto território. As fotos do Hime expedicionário são, entretanto, apenas medianas: embora ele tivesse a experiência visual de um fotógrafo, faltava-lhe o pleno domínio da fotografia à chapa úmida, uma técnica difícil em ambientes externos. Sob condições mais controláveis, como na colônia Red River e no Forte Garry (que se tornariam a futura Winnipeg), Hime obteve melhores resultados.

McDermot's store near Fort Garry

Armazém de McDermot nas proximidades de Fort Garry (1858), um dos primeiros estabelecimentos comerciais da futura Winnipeg, Manitoba.

Além das dificuldades técnicas, Hime também teve que lidar com a desconfiança dos dois lados da expedição. Por um lado, ele parece não ter correspondido às expectativas de Hind. O líder da expedição escreveria mais tarde que o fotógrafo “negligenciava seu trabalho, mostrando-se um companheiro indesejável numa expedição desse tipo por retardar seu progresso.” Ao fotografar os indígenas, Hime encontrava resistências — não porque eles fossem ingênuos a ponto de achar que a fotografia os deixaria desalmados, mas porque temiam que as imagens seriam usadas para identificá-los, prendê-los ou expulsá-los de suas terras.

Letitia, a Cree Halfbreed

Letitia, a Cree Halfbreed (1858). Uma das dificuldades de Hime durante a expedição era o demorado tempo de exposição das chapas úmidas. Ao retratar os nativos, ele contornou isso posando-os sentados ou apoiados em árvores.

O temor dos nativos não seria infundado. De fato, as duas centenas de fotos feitas por Hime durante a exposição mudaram a percepção da população canadense pelo oeste de seu território, que pareceu bem mais adequado à agricultura do que o esperado. A atração criada foi tamanha que, 15 anos após a expedição, foi estabelecida uma nova província — Manitoba — na região fotografada por Hime.

Members of the Assiniboine and Saskatchewan Exploring Expedition, Encampment on the Red River

Members of the Assiniboine and Saskatchewan Exploring Expedition, Encampment on the Red River (1858)

A expedição a Saskatchewan rendeu um extenso relatório, publicado comercialmente em 1860 em dois volumes ilustrados com um portfólio das imagens feitas por Hime. Difícil, a experiência de fotógrafo de campo parece ter esgotado o interesse de Hime pela fotografia: ele saiu do ramo após a falência do estúdio Armstrong, Beere & Hime em 1861. Depois disso, mesmo sem qualquer experiência financeira, passou a atuar como agente de corretagem e foi um dos fundadores da Bolsa de Valores de Toronto, sendo presidente dela por duas vezes.

Hon. Hudsons Bay Company Officers Quarters Lower or Stone Fort

Sede da Hudsons Bay Company, a companhia colonizadora do Canadá, em Stone Fort (1858).

Em 1873-74 dedicou-se à política municipal de Toronto, exercendo vários cargos, entre os quais vereador e juiz de paz. Após abandonar a breve carreira política, foi trabalhar como executivo de uma cervejaria. Pai de oito filhos (um dos quais o sucedeu na Bolsa), Humphrey Lloyd Hime faleceu em Toronto, aos 70 anos, em 31 de outubro de 1903. Atualmente, poucas de suas fotos sobreviveram e as que existem são mantidas pelo Arquivo Público do Canadá, o Arquivo Provincial de Manitoba e a Biblioteca Pública de Toronto. Um interessante comparativo entre sua panorâmica de Toronto de 1857 e a Toronto contemporânea pode ser visto aqui.

The prairie, on the banks of Red River, looking south

The prairie, on the banks of Red River, looking south (1858). Por mais simples que pareça, essa imagem de uma pradaria sem fim atiçou a imaginação dos colonos canadenses em folhetos ilustrados sobre o Oeste.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...