Ao longo de um ano marcado pelos altos e baixos em muitas coisas (inclusive meu mestrado), publicamos 130 posts. Aqui vai uma coletânea com o resumo de 18 que merecem ser lembrados.

 

TabbyStar.jpg

1) Outra reviravolta em torno de KIC 8462852 Também conhecido como Estrela de Tabby, esse astro causou alvoroço nos últimos anos por abrigar possíveis estruturas alienígenas ao seu redor. Um mutirão de cientistas revelou que o mistério era algo mais banal: uma nuvem de cometas.


2) Papel realmente reutilizável Embora qualquer papel possa ser reutilizado depois da reciclagem, esse processo não é tão simples. Por isso, cientistas chineses inventaram um tipo de papel que pode ser facilmente impresso, apagado e impresso novamente.


3) Reconstruindo Hans Jonatan Num feito digno de um romance policial, pesquisadores islandeses reconstruíram — sem qualquer amostra de seu corpo — mais de 1/3 do DNA de um homem morto há dois séculos. Mas quem diabos foi Hans Jonatan?


4) Lagartichips Ao estudar o processo que permite às lagartixas subir pelas paredes, cientistas encontraram um meio de fabricar melhores (e menores) chips de computador.


5) Mundos de outro mundo Graças ao efeito de lente gravitacional causado por uma galáxia, pudemos ver os primeiros indícios de planetas situados fora da Via-Láctea.


6) Vacinas reduzem pobreza Numa conclusão que pode parecer óbvia, pesquisadores de Harvard confirmaram que a vacinação de pessoas de baixa renda impede o empobrecimento causado por problemas de saúde.


7) A saideira da salamandra Descobrir a última refeição de um animal morto parece algo simples, mas não quando o cadáver tem uns 35 milhões de anos


Microtúbulos em processo de construção. As bolhas em torno desses trilhos moleculares são cargas que serão transportadas pelas cinosinas. [Imagem: Universidade de Warwick/divulgação]

Microtúbulos em processo de construção. As bolhas em torno desses trilhos moleculares são cargas que serão transportadas pelas cinosinas. [Imagem: Universidade de Warwick/divulgação]

8) Ferrovias intracelulares A logística do interior das células é análoga à de um país: embora sejam mais difíceis de construir, as “ferrovias” formadas por microtúbulos têm manutenção mais simples à medida que são usadas.


kagome2.jpg

9) Artesanato atômico O Kagome é um padrão de entrelaçamento de palha tradicional na cultura japonesa. De modo surpreendente, é possível aplicá-lo a átomos de ferro e estanho, com potenciais usos na supercondutividade e na computação quântica.


perfume.jpg

10) Ciência almiscarada Comum na fauna do hemisfério norte, o odor almiscarado ajudou os cientistas a entender melhor os mecanismos por trás do nosso olfato.


Agricultores natos, os besouros da espécie Xylosandrus germanus (Coleoptera - Curculionidae - Scolytinae) estão sempre atrás de um ambiente rico em álcool. Às vezes, são atraídos por um copo de cerveja.

Agricultores natos, os besouros da espécie Xylosandrus germanus (Coleoptera – Curculionidae – Scolytinae) estão sempre atrás de um ambiente rico em álcool. Às vezes, são atraídos por um copo de cerveja.

11) Besourinhos bêbados Alguns besouros adoram encher a cara, mas por um motivo bem mais nobre: alimentar a prole, pois seus filhotes sobrevivem melhor num ambiente rico em álcool.


FontCandy-21.png

12) Já tomou entropia hoje? Entropia não é algo que se beba, mas o café tem um efeito próximo disso. Duas pesquisas indicaram que a cafeína estimula o aumento da “entropia cerebral”.


13) Genética dos contos de fadas Contos tradicionais não têm material genético mas também são codificados através de letras e palavras (equivalente aos genes). Assim, podemos usar técnicas genômicas para analisar versões em diferentes línguas dos mesmos contos de fadas — e descobrimos que essas histórias vêm sendo repassadas há milênios.


14) Um socão em Urano Uma das características mais marcantes do sétimo planeta do Sistema Solar é seu eixo de rotação, que fica praticamente na horizontal em comparação aos demais planetas. O motivo do capotamento só foi descoberto no ano passado: uma colisão cataclísmica com um proto-planeta durante a formação de Urano.


image.png

15) Pré-História Perfumada Em uma pesquisa envolvendo âmbar e perfumes, conduzida por pai e filho, descobrimos fósseis de flores dos tempos dos dinossauros. Embora seu odor não tenha sobrevivido, suas estruturas aromatizantes se revelaram semelhantes às de seus parentes modernos.


16) O liga-desliga linguístico Quem fala mais de uma língua pode ter o hábito de misturar as palavras. Mas o que dá mais trabalho para um cérebro bilíngue: desligar a língua-mãe ou ligar o segundo idioma?


17) O gene que pinta as joaninhas Por mais variáveis que pareçam, os padrões das pintas das joaninhas depende de um mecanismo genético bastante simples — tão simples quanto o comando “cor sim, cor não“.


ITIMALIA em laboratório: Eddie, um dos voluntários deste estudo junto com seus brinquedos num aparelho de ressonância magnética. [Imagem: Gregory Berns/Emory University]

ITIMALIA em laboratório: Eddie, um dos voluntários deste estudo junto com seus brinquedos num aparelho de ressonância magnética. [Imagem: Gregory Berns/Emory University]

18) A ciência do ITI MALIA Sabe aquela vozinha ridícula que todo mundo costuma fazer diante de um animal fofo? Segundo pesquisadores americanos, é justamente essa mistura de gestos, mudanças de expressão facial e tom de voz que ajuda os cachorros a nos entender quando nos comunicamos com eles.

Evidentemente, nem todos os meus textos favoritos entraram nesta lista retrospectiva. Não posso deixar de mencionar, por exemplo, a pesquisa que levou o beatbox ao laboratório. Além dos artigos supracitados, há mais algum que nós publicamos em 2018 e você considera memorável? Sinta-se à vontade para fazer suas recomendações nos comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...