Feliz Darwin Day Brasil 2014!

Dia de Darwin 2014

Neste dia 12 de fevereiro, como em todos os anos, estamos celebrando mais um DIA de DARWIN 2014! Hoje Charles Darwin faz 205 anos de história e a lenta revolução desencadeada por ele continua se expandindo como nunca. A teoria evolucionista não parou em Darwin, nem diz respeito apenas ao tamanho de pescoços das girafas. A Evolução tem uma importância, um potencial e abrangência que vão além da Biologia.

Darwin_Day sunset

A Biologia Evolutiva hoje encontra aplicações em todas as áreas do saber, umas mais que outras. Sem os conhecimentos sobre evolução ainda estaríamos perdidos em inúmeras perguntas sobre o mundo e nós mesmos: Viemos do macaco ou dos mamíferos? Estamos separados da natureza ou vamos nos separar no futuro? Sobrevivência do mais bonito ou reprodução do mais esperto? Somos parentes das plantas ou dos fungos? As girafas se adaptam por que foram selecionadas ou foram selecionadas por necessitam se adaptar? Se três tigres nunca nascem de um leão, só de tigresas, então da onde veio o primeiro par de tigres? É possível domesticar uma planta selvagem ou precisamos de duas? Como é possível que o mesmo antibiótico que mata bactérias acaba deixando-as mais resistentes? Por que temos mais medos de cobras do que eletricidade? Por que pessoas com toxoplasmose acabam sendo mais atraídas para situações perigosas? Somos bondosos por termos genes egoístas ou por esperamos algo em troca? Quem ensinou os bebês cegos a sorrirem? Se a sobrevivência é dos mais fortes e os homens têm mais força física do que as mulheres, então por que eles morrem mais cedo? Por que nós do nosso grupo somos sempre melhores do que eles? Se os animais do zoológico têm tudo o que precisam: cuidado, proteção e alimento, por que parecem tão desanimados? O que as angústias de Dom Casmurro e da Cinderela nos ensinam sobre a natureza humana? Teriam a língua Portuguesa e o Romeno um ancestral comum? Se sempre precisamos atualizar o nosso anti-vírus, por que o agricultor insiste em usar o mesmo pesticida de sempre?

darwin day a celebration of science

Hoje celebramos a vitória da curiosidade livre, do pensamento crítico e científico e do bom senso humanista. No mundo todo são inúmeros eventos programados para a ocasião do Darwin Day. No Brasil, teremos no domingo que vem dia 16 a palestra gratuita “Quem acredita na Evolução” no auditório da Livraria da Travessa. Não fique de fora dessa comemoração global no Dia de Darwin 2014!

Darwin Day brasil 2014

Fique com esses vídeos musicais pirados e inspirados sobre Darwin, sua obra e a importância da Evolução.


6 anos de MARCO EVOLUTIVO e Feliz 2014

cupcake-6-candle-Feliz 2014 a todos seguidores, leitores e fãs do MARCO EVOLUTIVO! Iniciamos esse ano novo comemorando o singelo fato de que em novembro de 2013 completamos não UM, nem DOIS, TRÊS, QUATRO ou CINCO, mas sim 6 anos de existência. Agradeço muito todos os comentários, elogios e críticas recebidos e também aos mais de cem novos seguidores no Facebook que tivemos no ano passado, já estamos com 368. Continuem sempre acessando e compartilhando links do blog com os amigos.

Em 2013, grandes acontecimento acabaram freando um pouco a escrita no blog. O ano passado foi meu primeiro ano completo como professor universitário, então tive bastante trabalho, ministrei muitas aulas e por isso estou muito realizado. Estou desde abril como professor substituto no Departamento de Processos Psicológicos Básicos do Instituto de Psicologia da UnB e venho ministrando a disciplina de Introdução a Psicologia para graduandos dos mais variados cursos. Estou gostando muito da UnB e de morar em Brasília.

darwin_loveNo ano passado também me casei com a mulher da minha vida, a Jaroslava Varella Valentova, Antropóloga Tcheca. Estamos muito felizes e realizados morando juntos, alternando entre a vida no Brasil e na República Tcheca. Enfrentamos o desafio de desenvolver uma cerimônia matrimonial humanista evolutivamente relevante com conteúdos de Psicologia, Biologia e Antropologia que ficou bem interessante e agradou a todos. Afinal, a ciência tem muito a dizer sobre o amor e as parcerias românticas.

fighting-irish-in-every-cultureMesmo com apenas 5 postagens, de janeiro de 2013 até janeiro de 2014 o MARCO EVOLUTIVO quase 15 mil visitas. Tivemos mais de 12 mil visitas no Brasil, 682 de Portugal e 534 dos EUA. As outras visitas foram de Angola, Moçanbique, Reino Unido, Índia, México, Espanha, França, República Tcheca, Canadá, Alemanha, Cabo Verde, Japão, Filipinas, Colômbia, Irlanda, Argentina, Chile, Suíça e Equador, todos com 10 ou mais visitas.

WallaceEbookGutenberg.org

Os 5 posts mais lidos de 2013 foram: 1-“Lamarck – A Verdadeira Idéia Errada”, 2-“O sexo chimpanzé e o conflito de gerações”, 3- “Dicas de Livros em Psicologia Evolucionista”, 4-“Seleção Sexual, de Parentesco, Natural, Artificial e Social”, e 5-“Festival de Vídeos: Evolução da Sexualidade Humana I”. O destaque do ano passado foi a comemoração dos Cem anos Sem Alfred Russel Wallace, quando celebramos a vida e a obra desse evolucionista esquecido por muitos.

index-tinbergen 4 questionsO presente evolutivo desse começo de ano vem também em forma de celebração. Em 2013, fez 50 anos da famosa publicação de Nikolaas Tinbergen Sobre os Objetivos e Métodos da Etologia, onde ele descreve as famosas Quarto Questões de Tinbergen para o estudo do comportamento animal.
Tinbergen's legacyEntão aí vai um número especial do Human Ethology Bulletin inteiro em homenagem ao meio século do paper On Aims and Methods do Tinbergen, que está bem interessante.
E aí vai ainda um artigo também em comemoração às 4 perguntas de Tinbergen que faz um retrospecto e atualização interessantes.
Fiquem com o vídeo do CrashCourse Biology sobre comportamento animal onde as quatro questões são abordadas de forma descontraida.

Cem anos Sem Alfred Russel Wallace

aflred wallaceEstamos de volta com o MARCO EVOLUTIVO! Agradeço aos novos seguidoes da nossa página no Facebook, já estamos com 346. Tenho estado muito ocupado com as aulas que ministro e as pesquisas que faço na UnB, por isso não tenho muito tempo para escrever. Mas hoje é diferente, pois estamos celebrando o Centenário de falecimento de Alfred Russel Wallace.

No dia 07 de novembro de 1913 perdíamos Wallace, aquele de topete inconfundível que é sempre lembrado como o homem do qual nos esquecemos! Ele não só cunhou o termo darwinismo, como descobriu a seleção natural independentemente de Darwin, descobriu várias espécies e fez várias contribuições não só pra ciências naturais mas para as ciências sociais e exatas. Sua biografia é rica e fascinante, mas infelizmente a grande maioria das pessoas e até graduandos em Biologia não sabem muito sobre ele. Até os livros didáticos quando falam algo sobre o Wallace, não são lá muito precisos.viagens pelos rios amazonas e negro wallace

Por isso, é chegada a hora de repararmos essa injustiça histórica e redescobrirmos as descobertas Wallaceanas. Afinal o simples fato de ele ter sido pobre, não ter estudado em universidade alguma, ter tendências socialistas, ter se convertido ao espiritismo e ter sido contrário à vacinação, não necessariamente nos obriga a fechar os olhos para suas muitas contribuições científicas. Muito não sabem que Wallace esteve no Brasil, no Belém do Pará a caminho da Amazônia, decobriu novas espécies, contctou tribos indígenes isoladas e descobriu pinturas rupestres por lá. Poucos sabem também que infelizmente seu naviu nalfragou quando já estava retornando pra Inglaterra, e por pouco ele não faleceu bem antes de descobrir a seleção natural e entrar para história.

alfred_russel_wallace closePara o pessoal de Vitória, no Estado do Espírito Santo, HOJE haverá a realização do evento “WALLACE 100: CELEBRAÇÃO DA VIDA DO NATURALISTA ALFRED RUSSEL WALLACE (1823-1913)” contando com uma programação com filme, palestras e mesa redonda voltados para divulgar e discutir o legado deixado por Wallace entre os professores, pesquisadores e alunos na área de Ciências Biológicas, na UFES. Para aqueles na cidade do Rio de Janeiro, poderão assistir o filme “Wallace, Darwin e a Evolução” sobre a vida e obra de Wallace e participar da discussão na Libraria da Travessa do Shoping Leblon no domingo dia 24 de novembro, promovido pela parceria entre a livraria, o VerCiência e o Museu de Astronomia e Ciências Afins.

wallace 100 laranja

Em londres, o Museu de Historia Natural de Londres apresenta desde julho de 2013 a exposição “Wallace 100” com uma extensa programação em sua homenagem. Lá no museu de londres em 2010, iniciaram o “The Wallace Correspondence Project” disponibilizando cerca de 1400 cartas que Wallace trocou com seus correspondentes ao longo de sua vida.

A BBC Two britânica preparou um ótimo documentário em dois episódios (UM e DOIS) sobre Wallace intitulado “Bill Bailey’s Jungle Hero”, em que o ator William Bailey refaz os passos de

wallace-portra0t-bailey-490_118460_2

Wallace na polinésia contando e contextualizando seus feitos. Ao final do documentário o ator Bill Bailey e Sir David Attenborough inauguraram um grande quadro retratando o grande Wallace na escadaria do Museu de História Natural de Londres. Assim, eles repararm a enorme injustiça histórica, já que só havia a estátua de Darwin por lá e nenhuma menção a Wallace. Assista a baixo os dois episódios desse documentário da BBC e vamos redescobrir e celebrar os feitos e as descobertas de Alfred Russel Wallace.


Darwin Day na USP de Ribeirão

Continuamos divulgando a todos as celebrações brasileiras sobre o Dia de Darwin.

Nessa terça-feira dia 5 de março, haverá uma comemoração especial e inédita, o I Darwin Day Ribeirão Preto, na  FFCLRP da USP de Ribeirão Preto SP. É muito bom ver que as celebrações sobre o Dia de Darwin estão crescendo em nosso país.

O evento conta com três palestras e uma mesa redonda ao longo do dia de hoje, todos imperdíveis. Acesse a página do evento no facebook e cdarwin day ribeirãoonfira abaixo a programação.

Participe e divulgue para os outros amigos primatas da sua espécie!

Dia de Darwin: talkshows em Sampa e no Rio

Charles Darwin

Continuamos com as celebrações sobre o Dia de Darwin aqui no MARCO EVOLUTIVO. Comemoramos essa data tão especial juntos em 2008, 2009, 2010, 2011, 2012 e em 2013.

Mesmo ocorrendo no Brasil em plenas férias e antes do carnaval o Dia de Darwin é uma data em que reafirmamos a importância da ciência, do evolucionismo, da racionalidade e do humanismo para nossa sociedade moderna global.

Nesse sentido será imperdível o talkshow “Evolução: Onde Eu Entro Nisso?” que ocorrerá gratuitamente amanhã, sábado 23/02 às 3h da tarde no Museu de Zoologia da USP em São Paulo. A conversa moderada por Sérgio Brandão do VerCiência vai contar com Mário de Pinna e Nelio Bizzo. Para aqueles que não estão em São Paulo ou não puderem comparecer ao MZUSP, o talkshow será transmitido AO VIVO online pela IPTV USP

  Cartaz Semana Darwin 2013 640

 

 

E no Rio de Janeiro, o talkshow “Evolução: Onde Eu Entro Nisso? As plantas” será no domingo, 24/02 às 19h na Livraria da Travessa no Shopping Leblon, gratuita. A discussão, também mediada por Sergio Brandão contará com Paulo Takeo Sano e Maria Isabel Landim.

DarwinDay2013TRAVESSA

Participe e divulgue para os amigos!!!

Celebrando o Darwin Day 2013

darwin day joven e beagleHoje, 12 de fevereiro, em meio ao carnaval e à renuncia do papa, estamos celebrando mais um Dia de Darwin aqui no MARCO EVOLUTIVO. Nesse 2013 Darwin completaria 204 anos. Um homem sentado nos ombros de cientistas gigantes do passado que foi capaz de ver mais longe. Darwin se libertou das amarras do pensamento religioso e estabeleceu a sólida base que unificou toda as Ciências Biológicas e foi além, hoje já está presente em toda grande disciplina das Humanidades.

Coexist2

darwinday2013.jpg.300x300_q85

Charles Darwin emancipou a mente humana, separou a Biologia dos dogmas da religião e preparou o terreno para nosso real entendimento dos fenômenos biológicos, incluindo o ser humano, sua origem e comportamento.

Muito já avançamos nesse sentido, mas ainda existem pessoas que teimam em fundamentar seus preceitos morais em fatos do mundo observável ao invés de o fazer em princípios morais. Sempre que uma moral da história é fundamentada num fato, como “a terra é plana”, “estamos no centro no Universo”, “as espécies não mudam”, “só existe macho e fêmea nada intermediário”, ou em lacunas factuais como “o que havia antes do Big Gang”, ou “o que aconteceu na vida pré-cambirana”, corre o risco de cientistas mostrarem novas facetas da questão inclusive que as observações anteriores estavam erradas.

coexist1

Já aqueles que, usando ou não de algumas da religiões existentes, fundamentam suas posturas éticas em fundamentos morais como a “igualdade de direitos e oportunidades”, não entrarão em conflito com as dimensões factuais do mundo, investigadas pela ciência. Por ser hoje também o Dia do Orgulho Ateu vale a pena recarregarmos as esperanças ao promovermos uma coexistência pacífica e independente entre os grandes sistemas religiosos, sociais, políticos e científicos, cada um na sua. Temos que aceitar nossa interdependência, promover nossa coexistência global e zelar pelas outras espécies e ecossistemas também.

wallace100

Esse ano, além de estarmos celebrando as contribuições de Darwin para a Ciência a Humanidade e ao pensamento racional, estamos celebrando os 100 anos de falecimento de Alfred Russel Wallace (1823-1913), co-descobridor do mecanismo evolutivo da seleção natural. 

aflred wallace

O museu de História Natural de Londres está fazendo uma grande exposição chamada Wallace100 para homenagear e relembrar os feitos de Wallace que esteve no Brasil, assim como Darwin, para estudar a biodiversidade. Ele sobreviveu a um incêndio e naufrágio do barco em que coletava na Amazônia. Salvou só poucas gravuras, todo o resto do material coletado por ele foi perdido. Descubra outros fatos interessantes sobre sua obra e sua vida, como o quanto teve a ideia da seleção natural delirando de febre.

entendendo a evolução UnicampO presente evolutivo deste Dia de Darwin é a tradução brasileira para o site da Universidade de Berkeley, Entendendo a Evolução hospedado no site do Instituto de Biociências da USP. Ótimo site para professores, jornalistas e interessados em geral. Apresenta dicas tanto para ensinar quanto para aprender Evolução. Dou um destaque para as potenciais armadilhas a serem evitadas e os equívocos que pessoas comumente atribuem ao evolucionismo, os quais devemos corrigir sempre. Existe também uma versão traduzida para o Espanhol, Comprendiendo la Evolución para nossos colegas hermanos também promoverem um melhor entendimento do evolucionismo atual em seus países.

Semana Darwin catavento 2013Em São Paulo, o Catavento Cultural e Educacional apresenta de 5 de fevereiro a 10 de março a Exposição Darwin: Evolução para Todos desenvolvida pelo Museu de Zoologia da USP que está fechado em reforma. O catavento ainda oferece oficinas sobre Evolução e Biodiversidade contando com origamis, desenhos e mais, além do teatro de bonecos “Darwin e a Bicharada!” Ambos ocorrerão no final de semana do dia 23 e 24 de fevereiro. Confira os detalhes no cartaz ao lado.

E para acompanhar nossos pensamentos darwinistas nesse Dia da Darwin ficamos com um vídeo bem interessante. Trata-se de uma paródia da múscia “Revolution” dos Beatles adaptada naturalmente esse ano de 2013 para celebrar a Revolução Darwinista que estamos vivendo que ajudando a contruir juntos.

Feliz Darwin Day 2013!!

5 Anos de MARCO EVOLUTIVO e Feliz 2013

5 year cakeComeçamos esse feliz ano de 2013 já celebrando não UM, nem DOIS, TRÊS ou QUATRO mas sim os 5 anos que o MARCO EVOLUTIVO fez em novembro de 2012. Nosso science-canal online sobre Biologia, Evolução, sua História e Filosofia, e Comportamento Animal e Humano está com meia década de existência, e amadurecendo junto com você.
Agradeço como sempre todos os comentários, elogios e críticas recebidos. Continuem sempre acessando e compartilhando links do blog com os amigos. Aqui ao lado esquerdo  do post temos várias opções para curtir e compartilhar!

Tive um 2012 cheio de viagens pra congressos, pesquisas, orientação, palestras, minicursos e concursos, pricipalmente no segundo semestre o que tomaram todo o meu tempo para blogar. Fiquei noivo da Jaroslava Valentová, a Antropóloga Tcheca que é a mulher dos meus sonhos. Estou muito feliz que tudo está dando certo conosco e logo estaremos vivendo juntos.

Estive também trabalhando com repórter de Ciência e Saúde na Folha de S.Paulo. Gostaria de agradecer ao Reinaldo José Lopes e toda a equipe da redação por essa fantástica experiência profissional em jornalismo científico. Para acessar todos os textos que publiquei pela Folha é só clicar AQUI.

Fora isso participei do Boteco Behaviorista #4: “Biologia, Evolução e Comportamento” a convite do Felipe Epaminondas. Clique para assistir ao hangout coletivo inteiro gravado no dia 2 de setembro.

De janeiro de 2012 até janeiro de 2013 o MARCO EVOLUTIVO teve quase 27 mil visitas. Tivemos mais de 24 mil visitas no Brasil e 1.200 de Portugal. As outras visitas foram de EUA, Angola, Reino Unido, Moçanbique, Espanha, México, República Tcheca, Alemanha, França, Irlanda, Colômbia, Cabo Verde, Canadá, Itália, Chile, Suíça, Eslováquia, Argentina, Venezuela, Japão, Peru, Bélgica, Bolívia, Equador, Holanda, todos com 10 ou mais visitas. 

Cesar Ades e Marco

As palavras mais usadas antes de encontrar o MARCO EVOLUTIVO foram: “Biologia”, ”Somos dominados por genes ou mal-entendidos”, “Lamarck”, “Psicologia Evolucionista”, “Biossegurança” , “Revolução genômica” “Steven Pinker”, “Darwin”, “Seleção Sexual” e “Marco Evolutivo”.

Os 5 posts mais lidos de 2012 foram: 1-“Dicas de Livros em Psicologia Evolucionista”, 2- 2009 o “ANO DA BIOLOGIA”, 3-“Lamarck – A Verdadeira Idéia Errada”, 4-“O sexo chimpanzé e o conflito de gerações”, e 5- “Seleção Sexual, de Parentesco, Natural, Artificial e Social”, que data de 2012. O destaque do ano passado foi o trágico acidente que vitimou nosso querido César Ades, um dos pais da Etologia no Brasil e seu representante ilustre em todos os Dias de Darwin. “Ades Egypti e seu Entusiasmo Contagiante”. César Ades foi devidamente homenageado diversas vezes por sua obra e caráter. Todos seguimos em frente pesquisando e divulgando Etologia inspirados e contagianos pelo seu entusiasmo.

Nesse início de 2013 o MARCO EVOLUTIVO já conta com 246 seguidores pela Página no Facebook, três vezes mais do que tinham no começo do ano passado. E já estamos contando as horas para celebrar o Dia de Darwin depois de amanhã. Não percam.

Feliz Dia de Lamarck e Hamilton!!!

Hoje, dia 1º de agosto, estamos comemorando um dia evolutivamente marcante! Nessa mesma data nasceram dois gigantes evolucionistas que foram fundamentais para nosso melhor entendimento dos seres vivos.

Jean-Baptiste Lamarck comemora hoje 268 anos! Nascido em 1744, o naturalista frances, além de cunhar os termos “Biologia” para o estudo dos seres vivos, e “Invertebrados” para os animais sem vertebra, foi um dos primeiros a aceitar que as espécies podiam mudar, ou seja evoluir, e ainda propôs um mecanismo para essa mudança. Ele descobriu e classificou alguns milhares de espécies. Teve mais de 220 espécies nomeadas em sua homenagem. Faleceu aos 85 anos em 1829. Descubra qual foi seu verdadeiro erro no MARCO EVOLUTIVO e mais sobre sua vida na Wiki.

 

 

Willian Donald Hamilton comemoraria hoje 76 anos! Nascido em 1936, o biólogo evolucionista britânico, além de ser um dos proponentes iniciais da teoria da Rainha Vermelha para evolução da reprodução sexuada, revolucionou a biologia evolutiva com a Regra de Hamilton (C < r x B) ao explicar a evolução de comportamentos altruístas dando as bases para a Sociobiologia e para o ponto de vista do gene na evolução. Ganhou 10 prêmios científicos. Ele faleceu aos 63 anos em 2000, e gostaria que, após sua morte, fosse mandado ao Brasil para ter seu corpo devorado pelo besouro carniceiro do gênero Coprophanaeus. Descubra o porquê na Wiki.

Ambos teóricos evolucionistas foram pioneiros em seu tempo e trouxeram grandes mudanças em como vemos a evolução das espécies. Lamarck mostrou que apenas leis naturais são suficientes para a transformação das espécies. E Hamilton mostrou que os beneficiados dos comportamentos altruístas são os genes e não o indivíduo ou a espécie. Vamos celebrar e relembrar esses dois pilares do evolucionismo. Feliz dia de Lamarck e Hamilton!!

Parabéns Mendel pelos 190 anos e pelo legado!

Hoje, dia 20 de junho, estamos comemoramos os 190 anos de Gregor Johann Mendel, considerado pai da genética, mas com uma vida bem longe de uma celebridade. O Pai da Genética é famoso, mas pouco conhecido.

Então nossa intrépida equipe de jornalistas do MARCO EVOLUTIVO viajou até o Mendel Museum no seu Mosteiro Agostiniano em Brno, na República Tcheca, para trazer a você, em primeira mão, mais do que sopa de letrinha sabor ervilha.

Muitos acham que ele nasceu em dia 22 de julho de 1822, mas esse foi o dia em que foi batizado. Muitos acham que ele nasceu na Áustria, mas sua cidade de nascença e seu mosteiro estão na República Tcheca, que é considerada o Berço da Genética. Naquele época, a atual Hynčice, cidade natal, era Heizendorf, a atual Brno era Brünn, e a atual região da República Tcheca era parte do Império Austro-Húngaro e a língua oficial era o alemão.

Filho de dona Rosina e seu Anton Mendel, humildes camponeses, Johann Mendel sempre gostou de estudar. Até antes de completar 18 anos ele já ganhava a vida dando aulas particulares para outros alunos. Depois estudou Matemática, Física, Filologia, Filosofia prática e teórica, e Ética no Instituto de Filosofia de Olomouc, também Rep. Tcheca. Aos 21 anos seguiu os estudos ao ingressar no Mosteiro Agostiniano em Brno, onde incorporou o primeiro nome, Gregor.

No Monsatério teve mestres que o incentivaram muito nos estudos, o Abade Cyril František Napp foi um deles. Ele foi quem construiu a avançada estufa pra época, com 30 metros por 6 de largura, que ofereceu as condições excelentes para os experimentos de Mendel.

Aos 24 anos concluiu um curso de estudos agrícolas de frutas e vinicultura no Instituto Filosófico em Brno. Aos 29 anos o Abade Napp mandou e bancou os estudos de Mendel na Universidade de Viena, na Áustria. Lá ele estudou mais Física, Matemática e História Natural e teve aulas como Física Experimental, Anatomia e Fisiologia de Plantas e aulas práticas de utilização do microscópio.

Aos 32 anos com a estufa acabada de construir, Mendel colocou na prática seus conhecimentos ao estudar plantas, como feijões, chicória, plantas frutíferas, uva e principalmente ervilhas, nas quais descobriu as famosas Leis de Mendel. Ele também criou camundongos e abelhas, desenvolveu seu próprio tipo de apiário e ainda criou uma linhagem de abelha que se mostrou muito agressiva e teve que ser eliminada. Ele também sabia muito de astronomia e também de metereologia.

Dos 32 aos 42, trabalhou em seus cuidadosos experimentos com ervilhas (Pisum sativum). Aos 40 Mendel leu uma tradução em alemão do ‘Origem da Espécies’ de Darwin sublinhou e anotou em várias partes da obra. Ajudou a criar a Sociedade Austríaca de Meteorologia e foi co-fundador da Sociedade de Ciência Natural de Brno.

Aos 63 anos, 1865 apresentou o seu trabalho experimental em ervilhas em uma palestra intitulada “Experimentos sobre a hibridização de plantas” nas reuniões de fevereiro e março da Sociedade de Ciência Natural de Brno. Em 1866, Mendel publicou no jornal da Sociedade de de Ciência Natural de Brno sua palestra, o trabalho que fazer dele o Pai da Genética. Ele distribuiu cópias de seu manuscrito para vários cientistas, que foi ignorado por todos. Apesar de ter sido considerado sempre um ótimo professor, ele fracassou duas vezes em concurso para ser professor da Universidade de Viena.

Mendel percebeu que não herdamos as características físicas (hoje o fenótipo), mas sim os elementos, fatores particulados (hoje chamados de genes). E sua genialidade foi perceber esses fatores hereditários trabalham aos pares, nos gametas eles estão separados e na fertilização eles se unem em novas combinações. Apartir daí foi fácil perceber que alguns fatores dominavam outros ao gerarem as características físicas abrindo caminha para a genética moderna. Suas descobertas pioneiras foram ignoradas até o começo do seculo XX depois de sua morte em 1884 quando ficou consagrado.

É claro que assim que redescobertas muitos acharam contraditórias as idéias de herança particulada com a fluidez gradual da variação populacional necessária para o primeiro passo da Seleção Natural. Os mutacionistas iniciais não era Darwinistas por mais que fossem Evolucionistas. O próprio Darwin por ter abandonado o pensamento essencialista e valorização a variação individual acabou criando uma teoria de herança baseada na mistura de características, algo que para ele faria mais sentido com sua teoria.

Somente na década de 1940 que com o surgimento da Genética de Populações pode haver conciliações entre os geneticistas e os darwinistas. Eles concordaram que a evolução é gradual, que o principal motor da evolução é a seleção natural, que a hereditariedade é “dura” ou seja particulada, que o mesmo tipo de mecanismos genéticos é responsável pela variação fenotípica continua e discreta, que a macroevolução é a acumulação dos processos microevolutivos e a especiação é um processo de genética de populações.

Mendel morreu em 6 de janeiro 1884. Depois de uma vida posterior muito ocupada com a administração do monastério. Ele foi enterrado três dias depois, no Cemitério Central, em Brno. Em um obituário da Sociedade para a Promoção da Natureza, Agricultura e Geografia de 1884, n º 1 foi lido: “Suas experiências com híbridos de plantas abriu uma nova era.” Hoje, sabemos que ele realmente inaugurou toda uma gama possibilidades para explicar muitos fenômenos hereditários (híbridos, mutantes, clones, variação, efeitos ambientais no genoma, etc) e para o desenvolvimento de várias tecnologias de analise do DNA, como para solucionar crimes, por exemplo. Homenagem mais que merecida.

No mundo todo estão sendo celebradas suas realizações pioneiras para entendermos as questões fundamentais da hereditariedade. Pelo menos de três ganhadores do Prêmio Nobel vão dar palestras no Museu de Mendel mantido pela Universidade de Masaryk em Brno. Acesse o site das celebrações e façam a visita online ao Museu do Mendel.

Seleção Sexual, de Parentesco, Natural, Artificial e Social

O papel e a importância das fêmeas têm mudado muito, não só em nossa sociedade, mas também nas próprias teorias evolutivas. Após 141 da publicação do livro ‘A Descendência do Homem e a Seleção Sexual’, em que Darwin introduz a importância e as implicações evolutivas da escolha da fêmea, pesquisadores rediscutem o papel das fêmeas na seleção sexual e sua abrangência para incluir aspectos não diretamente relacionados com a reprodução.

MARCO EVOLUTIVO traz diretamente do futuro, do dia 19 de agosto de 2012, um número especial do periódico Philosophical Transactions of the Royal Society B: biological Sciences. Intitulado “Seleção sexual, conflito social e a perspectiva feminina”, o número conta com 11 artigos que giram em torno da competição social feminina.

Enquanto alguns sugerem expandir o escopo da seleção sexual para incluir todas as formas de competição entre fêmeas, outros propõem incluir a seleção sexual dentro de algo maior chamado de seleção social, outros ainda querem substituí-la completamente por esta. Num sentido mais amplo, a seleção social é tida simplesmente como, a seleção resultante das interações intraespecíficas sociais. Tudo surgiu quando alguns pesquisadores não conseguiram ver como parte da seleção sexual algo que não fosse diretamente ligado à reprodução, como dominância social, por exemplo. Daí inventaram essa tal seleção social.

Sinceramente, pra mim essa discussão é decepcionante. Primeiro, assim como a seleção natural não parou no Darwin, a seleção sexual também evoluiu. O fato de o Dariwn não ter valorizado a ornamentação da fêmea, nem a competição entre fêmeas, não significa que hoje não saibamos que todas as opções ocorrem: competição entre machos, entre fêmeas, entre macho e fêmeas, escolha da fêmea e do macho. E pra isso não precisamos inventar outro conceito.

Segundo, o simples fato da existência da consagrada competição intrasexual, ou seja, luta direta e indireta ritualizada, mostra que seleção sexual não é só sobre sexo, ou apenas coisas diretamente relacionadas à cópula. Ela envolve até as coisas indiretamente relacionadas ao sexo.

Agora, só há evolução, se há reprodução, seja direta, via filhos, ou indireta, via filhos de parentes. Então, a meta final evolutiva, não é só sobreviver (seleção natural), nem só socializar (seleção social), essas atividades são apenas meios para o fim da reprodução (seleção sexual e seleção de parentesco). Mesmo assim, muitos evolucionistas eminentes, como era o caso do próprio Ernst Mayr, consideram a seleção sexual apenas algo menor dentro da seleção natural e de parentesco.

Terceiro, o simples fato de Darwin ter colocado a origem do homem em processos naturais, deixa turva a distinção entre seleção natural e seleção artificial. Não há nada de mais artificial no ser humano (e nem no que ele faz) do que em qualquer outro animal. Pra mim, tudo isso mostra que não adianta criarmos ou eliminarmos tais conceitos de seleções se não percebermos que estamos misturando duas coisas. Uma é ‘quem faz a seleção?’: a natureza, o homem, a sociedade ou a fêmea. Outra coisa é, ‘visando a que? sobrevivência, reprodução direta ou reprodução indireta.

Quanto à última questão, a coisa é tranquila, por mim, deixaria a sobreviência com a seleção natural, a reprodução direta com a sexual e a indireta com a de parentesco.
Para a primeira questão podemos simplificar em dois grupos de atores seletivos: os físicos, os quais são, em geral, mais inertes, não coevoluem com aquilo que selecionam, no sentido de não possuir conflito de interesses; e os biológicos, os quais são direcionais e reativos, pois sempre coevoluem com o que selecionam.

Alguns fatores físicos são sim alterados em resposta a uma seleção condicionada por ele, é o caso da construção de nicho, em que todo animal (não só o ser humano) altera seu meio de acordo com suas necessidades, afrouxando algumas pressões seletivas e criando outras. Mas essas pressçoes nunca ‘revidam’ ou ‘perseguem’ evolutivamente aqueles que selecionam, não têm uma agenda própria. Os fatores seletivos biológicos podem vir de outras espécies (como predadores, parasitas, gripes, presas ou domesticação) ou ser intraespecíficos. A importância da dinâmica intraespecífica é grande, pois veja: ao caçar uma capivara, a onça não só vence um indivíduos de outra espécie, como sai na frente, naquele dia, na competição por comida com os indivíduos da sua própria espécie.

As interações intraespecíficas podem ser afiliativas, aversivas ou neutras, de cunho sexual ou não, pra ambos os sexos. O grande desafio então, é expandir o entendimento atualizado sobre os conceitos e não criar novos termos tapa-buraco. Assim como existe competição intrassexual (macho-macho e claro também fêmea-fêmea), existe competição intersexual, entre macho e fêmea, e ainda existe também cooperação intrassexual (macho-macho e fêmea-fêmea). Assim como existe seleção intersexual (fêmea escolhe macho, e também macho escolhe fêmea), existe seleção intrasexual (macho escolhe macho e fêmea escolhe fêmea). Tudo isso influenciando a evolução de armamentos (agressões diretas e indiretas, incluindo piadas ofensivas, bulling e fofoca) e ornamentos (diretos ou indiretos, incluindo piadas positivas, altruísmo e recomendação/indicação de pessoas).

Além disso, as interações sociais dentro da espécie podem ser afiliativas, aversivas ou neutras, de cunho sexual ou não, pra ambos os sexos, sendo parente ou não! Ou seja, existe sim toda uma gama de interrelações entre seleção sexual e de parentesco que deve ser mais bem explorada, afinal ambas são reprodução.
Bom, espero ter ajudado pra abrir o leque de opções e esclarecer que essa onda de fazer caricatura de conceitos clássicos, forçando a barra em aplicá-los apenas em casos específicos para então abrir caminho para conceitos ditos ‘mais abrangentes’ (que fazem a mesma coisa no final), tá por fora.

Arquivos

Categorias

.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM