Feliz Darwin Day Brasil 2014!

Dia de Darwin 2014

Neste dia 12 de fevereiro, como em todos os anos, estamos celebrando mais um DIA de DARWIN 2014! Hoje Charles Darwin faz 205 anos de história e a lenta revolução desencadeada por ele continua se expandindo como nunca. A teoria evolucionista não parou em Darwin, nem diz respeito apenas ao tamanho de pescoços das girafas. A Evolução tem uma importância, um potencial e abrangência que vão além da Biologia.

Darwin_Day sunset

A Biologia Evolutiva hoje encontra aplicações em todas as áreas do saber, umas mais que outras. Sem os conhecimentos sobre evolução ainda estaríamos perdidos em inúmeras perguntas sobre o mundo e nós mesmos: Viemos do macaco ou dos mamíferos? Estamos separados da natureza ou vamos nos separar no futuro? Sobrevivência do mais bonito ou reprodução do mais esperto? Somos parentes das plantas ou dos fungos? As girafas se adaptam por que foram selecionadas ou foram selecionadas por necessitam se adaptar? Se três tigres nunca nascem de um leão, só de tigresas, então da onde veio o primeiro par de tigres? É possível domesticar uma planta selvagem ou precisamos de duas? Como é possível que o mesmo antibiótico que mata bactérias acaba deixando-as mais resistentes? Por que temos mais medos de cobras do que eletricidade? Por que pessoas com toxoplasmose acabam sendo mais atraídas para situações perigosas? Somos bondosos por termos genes egoístas ou por esperamos algo em troca? Quem ensinou os bebês cegos a sorrirem? Se a sobrevivência é dos mais fortes e os homens têm mais força física do que as mulheres, então por que eles morrem mais cedo? Por que nós do nosso grupo somos sempre melhores do que eles? Se os animais do zoológico têm tudo o que precisam: cuidado, proteção e alimento, por que parecem tão desanimados? O que as angústias de Dom Casmurro e da Cinderela nos ensinam sobre a natureza humana? Teriam a língua Portuguesa e o Romeno um ancestral comum? Se sempre precisamos atualizar o nosso anti-vírus, por que o agricultor insiste em usar o mesmo pesticida de sempre?

darwin day a celebration of science

Hoje celebramos a vitória da curiosidade livre, do pensamento crítico e científico e do bom senso humanista. No mundo todo são inúmeros eventos programados para a ocasião do Darwin Day. No Brasil, teremos no domingo que vem dia 16 a palestra gratuita “Quem acredita na Evolução” no auditório da Livraria da Travessa. Não fique de fora dessa comemoração global no Dia de Darwin 2014!

Darwin Day brasil 2014

Fique com esses vídeos musicais pirados e inspirados sobre Darwin, sua obra e a importância da Evolução.


Evolucionismo de Grande Alcance

Darwin anteviu que num futuro distante sua teoria iria transbordar do círculo da biologia e atingir outras esferas como a área de Humanidades. A cada dia estamos mais perto de concretizar essa revolução Darwinista e perceber que o evolucionismo, por ser um tema transversal integrador, permeia todos os assuntos. Um bom exemplo disso é o surgimento de uma revista online evolutivamente relevante chamada “Evolution:This View of Life Magazine”. Com o nome inspirado nas palavras de Darwin em que ao comentar sobre evolucionismo disse que há uma grandeza nessa visão da vida.

Criada em outubro de 2011, a revista online gera e agrega conteúdo evolucionista relacionado às seguintes áreas: Biologia, Palentologia, Cultura, Saúde, Artes, Tecnologia, Religião, Política, Mente, Economia e Educação. Mesmo com menos de um ano de existência essa revista já é um marco evolutivo na divulgação do evolucionismo em todo seu alcance interdisciplinar. Várias entrevistas foram filmadas via internet com pesquisadores de cada uma dessas área acima. A revista é fruto de uma parceria do The Evolution Institute com o Consórcio EvoS, com financiamento da National Scince Fundation.

Por trás da “Evolution:This View of Life Magazine” está David Sloan Wilson, professor de Biologia e Antropologia na Universidade de Binghamton no EUA. Ele tem se esforçado para expandir a influência da evolução em diversas áreas, como no ensino superior com o EvoS, nas políticas públicas com The Evolution Institute, nas cidades com o The Binghamton Neighborhood Project e na religião com o Evolutionary Religious Institute. É claro que como ele é fiel ao grupo dos selecionistas de grupo acaba usando a revista para se promover e promover sua área. Atualmente ela é o palco para discussões acadêmicas sobre o novo livro do Edward Wilson e a relevância da seleção de grupo. Felizmente cada uma das 11 áreas acima tem seu editor próprio o que garante uma certa pluralidade para a revista.

O surgimento da revista é mais inspirador. Um aluno da pós-graduação o EvoS na Universidade de Binghamton, chamado Robert Kadar, inspirado e motivado pelas leituras do Conciliência do Edward O. Wilson e do Evolution for Everyone do David S. Wilson vislumbrou a idéia dessa revista para catalizar a conciliência entre todas as áreas do conhecimento por meio do evolucionismo para todos.

Assim como a Evolution:This View of Life Magazine surgiu, uma nova geração de estudantes, vários biólogos, psicólogos e outros estão começando blogs de ciência engrossando o caldo da divulgação científica e evolucionista brasileira. Temos muito o que fazer num país com maioria religiosa e de pouca instrução. Ajude você também a promover a conciliação das áreas do saber.

Ades Egypti e seu Entusiasmo Contagiante

Era impossível ficar ao lado de nosso querido César Ades, que nasceu no Cairo, Egito, e não ser levado por seu entusiasmo contagiante. Conheci o César em 2003 no XX Enconto anual de Etologia (EAE) em Natal, em meu terceiro ano de graduação eu ainda não havia encontrado minha área de pesquisa. Lá depois de uma brilhante palestra sobre todos os EAEs anteriores eu estava mais do que cativado pela Etologia, principalmente voltada para os humanos. Ele autografou meu livro de resumo e me desejou um futuro brilhante.

Em meu último ano de graduação fiz um trabalho sobre a consciência animal e se não fosse um texto do César ter me tocado e me motivado não teria tirado da nota máxima.

Em 2004, ao final de meu bacharelado na Unesp de Bauru com Sandro Caramaschi, ex-aluno do Prof. César, fui conversar com ele para estudar possibilidade de um mestrado. Eu estava super nervoso, mas ele me deixou bem a vontade e no decorrer da conversa percebemos que estávamos em sentidos contrários: ele era um psicólogo mais voltado para o comportamento dos outros animais e eu um biólogo interessado no ser humano. Então, ele me indicou a Profa Vera Bussab que acabou sendo minha orientadora de mestrado e de doutorado no Bloco F do IP-USP, inaugurado pelo César enquanto diretor do Instituto anos antes.

Sua disciplina de pós sobre Comunicação Animal me forneceu bases sólidas para um estudo comparativo da musicalidade humana. Cada aula com ele era uma maravilha, ambiente descontraído, informações precisas e conexões muito bem elaboradas.

Fora as belas homenagens oficiais a ele realizadas pelo Instituto de Psicologia da USP, muitas palavras relevantes e tocantes foram colocadas aqui na nossa Série Especial do ScienceBlogs Brasil em homenagem ao César, o Grande ao meu ver.

Eu (depois de ficar uma semana e meia fora do ar devido a uma fratura e cirurgia no braço dois dias após seu falecimento) gostaria de acrescentar algo que julgo muito louvável sobre ele. César Ades era tão entusiasmado e curioso por conhecimento que ele não conseguia se conter em apenas dar aulas, fazer pesquisas, publicar, orientar, ter cargos administrativos, organizar eventos, ele também fazia e valorizava a divulgação científica.

Ao ser esse acadêmico generalista digno de um Da Vinci moderno, a divulgação científica não poderia passar em branco. Ele deu diversas entrevistas tais como a brilhante ‘Psicologia e Biologia – Entrevista com César Ades’, e a ‘Entrevista: César Ades estuda a evolução do comportamento animal’. Escreveu e deu várias contribuições para a Ciência Hoje Criança como explicando a importância da limpeza nos animais em ‘Tá limpo!’. Ele deu várias palestras e também participou de várias comemorações do Dia de Darwin. Esse ano, César compareceu ao Catavento Cultural para participar de um talk show com o Prof Nélio Bizzo. Como sempre tudo bem descontraído e informativo. Ele sempre frisava na importância de Darwin enquanto o primeiro psicólogo evolucionista. Sua importância como divulgador é crucial e assim como todas suas outras características irá continuar inspirando gerações de pesquisadores e admiradores.

Uma de suas mais atuais metas era a de reunir etólogos eminentes da América Latina para um simpósio debatendo origens, desafios e perspectivas futuras da área, de modo a gerar um livro em conjunto sobre as experiências em cada país e a semente de uma aliança Latino-Americana de Etologia. Reuniremos esforços para realizar essa grande ideia junto a alunos e profs.

Um dos mais tocantes comentários sobre o César pra mim foi o do Prof. Fernando Ribeiro quando queria destacar uma virtude dele.

“Quem o vê hoje, e encanta-se com seu entusiasmo, conhece o mesmo César Ades de 40 anos atrás. E foi esse entusiasmo que escolhi, a fim de destacar uma de suas virtudes, ao cumprimentá-lo, na ocasião de sua indicação para o Instituto de Estudos Avançados, quando disse a ele: Fui percorrendo suas marcas, a inteligência, a erudição, o caráter… mas como me impus uma escolha, fiquei com o entusiasmo, sem o qual a inteligência não se acende, a erudição não se atinge, o caráter não se transmite. Sim, porque César Ades é, e sempre foi, um professor. Sua extroversão e a expressividade com que se comunica constituem sua face visível”

Fique agora com os dois vídeos de uma entrevista de César Ades concedida ao programa Trajetória da TV USP em 2011 e com o vídeo mais recente do César Ades no Dia de Darwin. Assim um pouco dele e seu entusiasmo sempre viverá em nós de modo a podermos contagiar toda uma outra geração com suas idéias e atitudes.


Dia de Darwin 2012

MARCO EVOLUTIVO no Facebook

O MARCO EVOLUTIVO está de cara nova! Finalmente o processo delicado de mudança de plataforma está em grande parte concluído. Essa mudança para o wordpress está dando um up na nossa home page do ScienceBlogs Brasil e em todos os blogs. Por aqui tivemos alguns contratempos técnicos, como figuras desconfiguradas, mas agora está quase tudo resolvido.

Pela primeira vez temos uma figura de fundo com o cérebro humano moldado pela Evolução e a árvore do conhecimento interdisciplinar unificada pela Evolução com o formato da primeira árvore da vida desenhada por Darwin em seu caderninho vermelho. Ambos representando aquilo que estamos mais precisando exercitar na nossa espécie. Temos agora outras novidades também como uma nova foto na estátua de Darwin no Museu de História Natural da Londres, nuvem de palavras chaves ou tags, a licença de reprodução da Creative Commons, selo da Fundação para o Pensamento Crítico, uma caixa de compartilhamento no Facebook, Twitter e Google + na lateral de cada post, bem como posts relacionados ao final de cada texto e ainda uma like box do Facebook na barra lateral.

Acabei de criar a página do MARCO EVOLUTIVO no Facebook, para o leitores e aqueles que gostam do blog curtirem e terem mais um canal de interação e divulgação de textos e vídeos. Muito mais ainda está por vir, como o novo logo do blog, lista de links e vídeos interessantes na barra lateral. Espero chegarmos aos 4 anos de MARCO EVOLUTIVO esse ano com uma estrutura ainda mais moderna e interessante e com muito mais posts e leitores.

Minha Defesa de Doutorado

 

Sei que muitos leitores estão aflitos com a falta de post dos últimos séculos aqui no MARCO EVOLUTIVO. Pois é logo isso vai mudar. Porque um evento único e evolutivo está por vir: minha defesa de doutorado.
Para aqueles que não sabem, depois de 4 anos (em média) de estudo da graduação ao se formar em uma universidade alguns percebem que gostam de fazer pesquisa, então fazem o mestrado que dura 2 anos (em média). Daí, alguns poucos decidem continuar a fazer ciência e entram no doutorado.
Muitos pensam que qualquer político ou alguém apenas formado em direito ou medicina é doutor!! Não, doutor é quem recebe o diploma de doutorado após cumprir créditos assistindo aulas de pós e pesquisar 4 anos (em média) algo inédito, qualificar para defender e defender a tese. Tudo isso matriculado em um programa de pós-graduação reconhecido pelo MEC. É como se fosse fazer uma nova graduação num tema só. Imagine um trabalho de final de
 semestre que demore 8 vezes mais para ser feito e escrito, essa é a tese.
Assim como o uso popular do termo Teoria é diferente do uso científico, o termo tese não se refere a um palpite ou opinião, mas sim ao mais profundo trabalho de investigação científica, seja no aspecto teórico quanto metodológico. Claro que no final tem-se um texto do tamanho de um livro.
Meu doutorado, assim como o mestrado, foi realizado no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Experimental da USP. Devo muito à minha orientadora, Vera Bussab, a mesma no mestrado e no doutorado, por todos esses anos juntos, ela sabe. Aprendi muito com ela.

Minha tese é intitulada
“Evolução da Musicalidade Humana: Seleção Sexual e Coesão de Grupo”.

 

Nela abordo e testo algumas explicações adaptativas para a existência das propensões musicais e artísticas em nossa espécie.
A defesa é um momento público em que o doutorando apresenta em meia hora o resumo da tese e uma banca de 5 doutores, dois internos aos programa da pós, 2 externos ao programa e o orientador fazem sua arguição, que inclui críticas, elogios, correções, comentários, colocações e sugestões futuras.
Se você se interessa pelo tema venha assistir minha defesa dia 25/08, na próxima quinta feira, às 14 horas na sala 36 do bloco F no Instituto de Psicologia da USP da São Paulo, Cidade Universitária.

A Beleza da Competição Feminina – Palestra com Maryanne Fisher

Depois de minha volta atribulada e ocupada ao Brasil voltamos à nossa série de palestras internacionais sobre Biologia Evolutiva e Psicologia Evolucionista. Lembrando que a idéia dessa série é a de complementar nossa formação no Brasil aumentando nossa exposição a idéias e pesquisadores internacionais sem precisar viajar. Depois de um ano no Canadá percebi a importância de estarmos bem mais integrados ao que europeus e norte americanos professores e alunos estão fazendo e sendo expostos a.

A palestra de hoje foi dada por Maryanne Fisher – professora do Departamento de Psicologia na Saint Mary’s University em Halifax, Canadá – no final de fevereiro desse ano no ciclo de seminário do Programa de Estudos Evolucionistas EvoS da Binghamton University, no ar desde 2007. Canadense, bem humorada e sagáz Maryanne Fisher fala sobre como as mulheres competem por parceiros amorosos, que foi tema de sua tese de doutorado. Ela mostra resultados de seus estudos usando fotos do rosto de estudantes testando e dissecando as estratégias de competição que mulheres mais adotam na busca por parceiros amorosos. Basicamente, ao contrário dos homens que facilmente partem para pancadaria, as mulheres competem de forma indireta, mas não menos efetiva.

 

O foco para elas não é tanto força bruta, inteligência ou riqueza, mas sim atratividade. Isso por que cada sexo compete exibindo as características valorizadas pelo sexo oposto. Então como homens valorizam mais atratividade e juventude nas mulheres do que elas nos homens, elas irão competir na arena da atratividade. Daí a importância que elas dão aos tratamentos e produtos de beleza. Elas no geral usam duas estratégicas básicas: elas tanto agem e fazem acreditar que são mais atraentes do que suas rivais, realçando a própria aparência, quanto fazem acreditar que suas rivais são menos atrativas do que elas realçando os defeitos alheios.
Trata-se de uma palestra de uma hora de duração, muito interessante, bem detalhada e bem apresentada. Inclusive Maryanne Fisher tem um blog de divulgação científica, o Love’s Evolver no Psyhcology Today. Nele ela aborda vários assuntos relacionados ao amor, evolução e psicologia. Lá vocês encontrarão muitos posts interessantes e picantes, entre eles o post justamente sobre o como as mulheres competem por homens. Um assunto muito negligenciado visto que o aspecto direto da competição masculina atrai muito mais atenção científica do que o aspecto indireto da competição feminina. O fato é que ambos os sexos competem por parceiros e ambos escolhem parceiros uns mais do que outros e de maneiras diferentes. Espero que aproveitem a palestra.

Maryanne Fisher – How Women Compete For Mates from EvoS on Vimeo.

Feliz Darwin Day 2011!!!

 

Hoje é um dia muito especial, mais que natal e carnaval. Dia 12 de fevereiro é o aniversário de Charles Darwin, o Darwin Day!!! E nessa data comemora-se mundialmente sua vida, sua obra, descobertas e legado. Aos seus meros 202 aninhos Darwin está mais vivo do que nunca em 2011. Estamos vivendo numa época muito importante, pois a revolução darwinista está avançando mais e mais, principalmente nas ciências humanas, sociais e artes.

darwin-day-web2.jpg

Atualmente diversas disciplinas típicas das Ciências Humanas já estão se integrando às Ciências Biológicas e originando abordagens mistas como a Medicina Darwinista, a Psicologia Evolucionista, a Antropologia Evolucionista, Biohistória, a Psiquiatria Evolucionista, a Estética Evolucionista, o Direito Evolutivo, a Literatura Darwinista, a Culinária Darwinista, assim como a Musicologia Evolucionista. Tudo isso sendo um desdobramento das implicações evolucionistas para a mente humana iniciadas por Charles Darwin. Fora isso o evolucionismo está sendo aplicado desde à cosmologia até à informática para entendermos melhor a origem de galáxias e desenvolvermos novos softwares por processos seletivos.

 

Hoje também se celebra a vitória da curiosidade e do pensamento crítico, científico sobre o pensamentos supersticioso e místico. Se celebra o fim da visão hierarquizada da vida que via o homem (não a mulher) o mais importante e acima de todos os seres. E com isso celebramos os direitos universais do ser humano e sua conexão aos direitos dos animais. Celebramos também a biodiversidade já que ela não está aí pra nos servir ao nosso béu prazer e sim dependemos dela assim como todos outros seres. Enfim celebramos a vida e a emancipação do pensamento humano na esfera científica e moral.

 

No mundo são mais de 469 eventos programados para hoje. No Brasil, em São Paulo temos um final de semana especial no Museu de Zoologia da USP com mostra de vídeos, teatro, programação infantil e visita guiada com curador da nova exposição Cabeça Dinossauro. Não fique de fora dessa comemoração global vá ao museu  e também envie cartões comemorativos do Dia de Darwin de 2011 para todos seus amigos!! Fique agora com o vídeo sobre o porquê se comemorar o Dia de Darwin!!! Feliz Darwin Day!

Why Celebrate Darwin Day? from American Humanist Association on Vimeo.

Jay Belsky e a Teoria Evolucionista da Socialização

jay-belsky.jpg

Continuando nossa série de palestras internacionais em Psicologia Evolucionista e Biologia Evolutiva veremos hoje o psicólogo do desenvolvimento Jay Belsky falando sobre a aplicação do evolucionismo ao desenvolvimento das estratégias reprodutivas. Professor na Birkbeck Univeristy of London, Belsky está preparado para a celebração esse ano dos 20 anos sua revitalizada Teoria Evolucionista da Socialização de 1991.
Gravada em outubro de 2010, sua palestra no ciclo de seminário do EvoS da Birghamtom Univesity começa com a constatação dele que muitos dos psicólogos do desenvolvimento negligenciam a importância da Evolução para o desenvolvimento. Ele conta a história de sua teoria, como foi inspirado por estudos sobre a influência da ausência paterna nas estratégias sexuais, e como a princípio relutou em abandonar teorias clássicas sobre o tema. Ele frisa que o suporte comparativo de diferentes espécies e o poder de gerar novas predições o convenceram da relevância do evolucionismo para as teorias de desenvolvimento e maturação.

Chimpanzee-comforting-a-crying-child-John-Drysdale-200434.jpg

Segundo a Teoria Evolucionista da Socialização, ambientes estressantes com escassez de recursos e suporte emocional na infância acelerariam a puberdade e induziriam a estilos de apego inseguros e uma estratégia sexual de curto prazo – muito relacionamentos curtos sem muito laço afetivo. Enquanto um ambiente infantil pouco estressante levaria a estilos de apego seguros e estratégias sexuais de longo prazo. 
Ele apresenta todos seus e outros artigos mais importantes para o suporte de sua teoria, e com uma explicação rica em metáforas mostra o porquê os resultados fazem sentido. Ao final ele mostra como tem lidado com críticas e como atualizou sua teoria. A mais contundente é a possibilidade de influência genética determinar mais a estratégias sexuais futuras do que o ambiente infantil. Estranhamente ele não cita o estudo de gêmeos que mostrou que esse parecer ser o caso e nem o estudo intercultural que mostrou que a necessidade de cuidado biparental do ambiente atual é mais determinante das estratégias sexuais do que o ambiente infantil. Pelo menos ele já incorporou a possibilidade da existência de uma mistura de estratégias alternativas (genéticas) e condicionais (abertas a influências ambientais relevantes) nos determinantes das diferencias individuais quanto à maturação. E agora frisa a variação genética à suscetibilidade a essa influencia ambiental na infância.
Childhood Experience and Development of Reproductive Strategies: An Evolutionary Theory of Socialisation Revisited. Uma palestra de uma hora, da hora, interessante e pertinente para muitas linhas de pesquisa no país. Aproveitem.

Jay Belsky – Childhood Experience and Development of Reproductive Strategies: An Evolutionary Theory of Socialisation Revisited from EvoS on Vimeo.

Três Anos de MARCO EVOLUTIVO e Palestra de Martin Daly

3 years birthday-cupcake.jpg

É com muito prazer que comemoramos não UM nem DOIS, mas TRÊS anos de MARCO EVOLUTIVO nesse último dia 28 de novembro. Foi um ano inteiro aqui no ScienceBlogs Brasil sem mudanças de endereço virtual, mas com mudança de endereço real. Nesse ano de 2010 estive aqui no Canadá fazendo meu doutorado sanduíche na McMaster University então não tive como me dedicar mais ao blog. Mesmo assim foi um ano de tópicos importantes e interessantes.

DJ_Darwin05_copy_2.jpg

A maioria dos 15 posts desse terceiro ano esteve relacionando música e dança com ciência e evolução das mais diferentes formas: do rap evolutivo e a música dos genes aos valores adaptativos da dança e da música. Outros temas como o da Medicina e Psiquiatria Darwinistas receberam grande destaque. Os cinco textos mais lidos do período (em ordem decrescente) foram: 1- Coevolução e Seleção Sexual no Caso da Vespa Tarada, 2- O sexo chimpanzé e o conflito de gerações, 3- Dicas de Livros em Psicologia Evolucionista, 4- Lamarck – A Verdadeira Idéia Errada, seguido de 5- Psicologia Evolucionista e Natureza Humana. Os destaques fora os textos: A Ciência do Sex Appeal e Eleição, Voz, Vitória e Pornografia que receberam altíssimas audiências por aparecerem do compilador de links UêBA.

musica_universal.jpg

No período o blog teve mais de 33 mil visitas. Tivemos 31 mil visitas no Brasil e 1400 de Portugal, EUA e Canadá com mais de 200 visitas cada, e Angola, Espanha, Reino Unido, Japão, Irlanda com 50 ou mais visitas cada. Os países com mais de 10 acessos foram, em primeiro Portugal, EUA, Canadá, Angola, Espanha, Reino Unido, Japão, Irlanda, Moçanbique, França, Alemanha, Itália, México, Suíça, Argentina, Cabo Verde, Austrália, (um país não reconhecido pelo google analytics!) e Colômbia. As palavras mais usadas antes de encontrar o MARCO EVOLUTIVO foram: “Lamarck”, “Antropocentrismo”, “Período Fértil”, “Psicologia Evolucionista”, e “Seleção Sexual”.

daly.jpg

E como presente evolutivo nesse terceiro aniversário estou iniciando uma série de palestras internacionais de altíssimo nível sobre Psicologia Evolucionista e Biologia Evolutiva. Trarei uma compilação única de temas importantes e professores renomados para que juntos complementemos nossa formação acadêmica nacional (e nosso listening) conhecendo de perto autores internacionais e suas idéias. Inicio nossas palestras evolucionistas com um dos fundadores da Psicologia Evolucionista, Martin Daly e sua palestra de outubro de 2010 aqui na McMaster sobre Evolved Decision Processes and Rational Choice. Descubra de forma descontraida em 53 min que nossa racionalidade para algumas coisas e irracionalidade para outras, assim como a ilusão das decisões conscientes, são mais bem explicadas a luz da evolução.

Apreciação Estética: um ponto de vista Evolutivo

the art instinct.jpg

Apresento aqui uma palestra muito interessante por dois motivos: ser muito bem ilustrada graficamente e por se tratar de um ponto de vista evolutivo para nossas capacidades de apreciação estética. Denis Dutton lançou ano passado o livro The Art Instinct e nele apresenta a Estética Evolucionista e as ligações entre a seleção sexual e as manifestações artísticas. De nossa fascinação por paisagens ao humor, passando pela música e dança todas guardam as cicatrizes evolutivas das interação sociais ancestrais que promoveram o sucesso reprodutivo diferencial. Vale a pena dar uma conferida nessa sua palestra, na outra palestra de uma hora abaixo mais aprofundada e no site do seu livro. Aproveitem.


Arquivos

Categorias

.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM