Coisas que (também) não sei – Folhas comestíveis

O Igor Santos, do blog 42, costuma expor belos questionamentos sobre os mais variados assuntos. A idéia é excelente e resolvi copiar. :-)
O que me deixa um tanto confuso é que não consigo lembrar de nenhuma espécie de árvore com folhas comestíveis. Não existe ou eu não conheço?
Será que são difíceis de domesticar, ou as árvores de uma forma geral possuem algum fator que torna as folhas não agradáveis aos humanos?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 12 comentários

  1. john disse:

    por que o cactos nao tem folha

  2. Silvio Matos disse:

    Estou interessado em suco verde.
    Temos um pouco de dificuldade de encontrar sementes de trigo e gostaria de saber se posso substituir o trigo pelo milho que encontramos com mais facilidade, alem de ser mais barato.
    Tenho feito suco com a grama do milho quando atinge mais de 5cm ( 7 dias apos o plantio ).
    Tem algum problema ?

  3. ines disse:

    vosses saoooo burrosssssssssssssss vou vos ensinar agriao alface etc.. burrosss do **** **** ****

  4. jaime silva disse:

    Caros amigos, a moringa (Moringa oleifera (Acácia-branca), também é comestível (folhas) e é considerada muito nutritiva, no que tange à quantidade de vitamina A.

  5. Gisela disse:

    Interessante esse blog. Estava fazendo uma pesquisa sobre o ácido oxálico, e cheguei a conclusão que muitas pessoas sofrem de cálculos renais ou constipação sem saberem a causa, maioria dos clínicos não sabem e o paciente fica na dependência de remédios.

  6. Vou ter que pesquisar…..

  7. Climber disse:

    Pra começar, já é dificil dizer o q é árvore! rss Uma couve de 4 m de altura ainda é herbácea, ou um arbusto bem crescido? E a mandioca? O povo do Norte/Nordeste aproveita até a alma dela!
    Teria q possuir lenho verdadeiro e crescimento auto-sustentável?
    Videira, dada como exemplo, é trepadeira, entao ficaria fora…
    Como bem explicaram o Átila e o Roberto Takata, as plantas apresentam toxinas em suas folhas, pois evolutivamente não seria vantajoso para a árvore ter suas folhas arrancadas para suprir outro ser vivo (a não ser ela mesma).
    Por isso o normal do ser humano é comer frutos (normalmente) e, em menor proporção, sementes e flores.
    Teríamos q ter um organismo bem preparado para suportar as grandes concentrações dos compostos quimicos não nutritivos (ou domesticá-las).
    Enqto isso, a gente pega esses compostos não nutritivos e fazemos chás! Camelia sinensis (chás branco, verde e/ou preto) e Ilex paraguariensis (chimarrão e/ou tereré). Ou outras coisas (Erytroxyllum coca, Cannabis sativa – q tá mais pra um arbusto, etc)…

  8. Igor Santos disse:

    Quando eu era criança eu comia folhas de cajá.
    Não sei se as digeria (apostaria que não) mas era bom que só.
    Parei porque tinha muito percevejo na árvore e um dia eu comi um. Traumatizei.

  9. As folhas de _Vachellia farnesiana_ (acácia doce) são comestíveis. Assim como as folhas jovens da _Thespesia populnea_ (tespésia).
    Agora, o que acontece de modo geral? *Todas* as plantas selvagens produzem algum composto químico antipredador – algum tipo de componente tóxico. Então, a menos que sejamos especializados em comer esta ou aquela espécie de planta (o que exige normalmente um aparato digestório respeitável e com uma flora intestinal ancilar a desativar as toxinas ou, pelo menos, um sofisticado modo de preparo – normalmente incluindo cozimento – que faça as vezes do sistema digestório), é provável que sejamos vítimas de taninos, alcalóides, terpenóides, polifenóis, acículas de oxalato de cálcio ou de sílica, etc.
    O que os seres humanos fazem ao domesticar plantas é, entre outras coisas, diminuir o teor dessas toxinas. (E com isso temos que substituí-las pela aplicação de agrotóxicos.)
    Exceção são os frutos. Estruturas especializadas para dispersão de sementes, muitas vezes, envolve ser *atrativo* aos animais – que ingerem as sementes e os dispersam (com fertilizantes!). Então há muitos frutos (mas uma minoria de qualquer modo) selvagens comestíveis. Como se as folhas fossem palatáveis e comestíveis, as plantas teriam desvantagem de modo geral, a seleção natural tende a manter a produção de defesas químicas ali, mesmo que os frutos sejam comestíveis.
    Agora, domesticando-se plantas cujas folhas serão comidas, naturalmente é mais vantajoso que isso seja feito com plantas herbáceas – que produzirão mais partes comestíveis do que, digamos, árvores.
    []s,
    Roberto Takata

  10. Atila disse:

    Pitacos do que eu acho que sei:
    Folhas em si não têm muito de nutritivo. Não contém açucares que possamos digerir, poucas proteínas, nada de lipídios. O próprio coala sofre de uma carência crônica de Nitrogênio o tempo todo, e os ruminantes como a vaca dependem dos simbiontes pra poder aproveitar alguma coisa do que comem (e têm que comer muito).
    Para podermos comer folhas, nossas verduras, precisamos domesticar as plantas e fazer uma série de cruzamentos que deram origem a folhas maiores e mais fáceis de digerir, tanto que elas são alvo fácil de pragas. Pensando no ciclo de vida de uma árvore, é muito mais lento e trabalhoso conseguir fazer os cruzamentos necessários. Mais fácil aproveitar o fruto que já está no caminho evolutivo de ser comestível e possui menos defesas em geral.

  11. Bessa disse:

    Couve não vale? Tem uns pés de couve que de tão velhos atingem até 4 m de altura. Olha essa http://g1.globo.com/VCnoG1/0,,MUC47940-8491,00.html

  12. Tiago disse:

    As folhas da videira são comestíveis.
    Só sei essa, e só sei disso porque já comi.
    PS: Não tenho certeza se a videira de fato é considerada uma árvore, mas é uma angiosperma.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sitemeter

Arquivos

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM