O orientador não viu

É muito arriscado brincar em um ambiente de trabalho acadêmico, principalmente se os colegas e chefes não gostam da brincadeira.

O ganhador do prêmio Nobel de química de 1961 Melvin Calvin era conhecido pela seriedade e pouca paciência com brincadeiras. Um alvo perfeito para uma missão arriscada: desenhar um homem pescando em um dos diagramas, sem que Melvin Calvin percebesse.

O estudante de graduação A. T. Wilson que trabalhava como assistente de Calvin apostou com um secretário do departamento que conseguiria passar pelo arriscado teste.

O resultado
o peixe está ali

O detalhe do peixe
faltou o pescador

Calvin faleceu em 1997 e parece que nunca descobriu a brincadeira, que pode ser vista no artigo ‘The Photosynthetic Cycle. CO2 Dependent Transients‘, publicado no Journal of the American Chemical Society em 1955.

Via Neatorama

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 4 comentários

  1. Elysa disse:

    Qual é, alguém podia ter contado à ele antes que ele morresse huashuashuash

  2. Emiliano disse:

    Sensacional!

  3. Aline Ghilardi disse:

    heheheheheheh Ganhei meu dia!

  4. Alison Chaves disse:

    Muito bom, isso que é desafio. Fico a imaginar a emoção de Wilson ao ver o resultado publicado com a tirada de sarro. Nunca mais reclamo das tarefas que me são atribuídas no laboratório!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Arquivos

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM