A culpa é do copo


Agora os enochatos terão razão quando dizem que a forma da taça afeta a experiência de apreciação de uma boa bebida! E a turma da ressaca pode achar mais um culpado em suas lamentações.

Artigo recentemente publicado no Plos One revela que o formato do copo pode afetar a velocidade do consumo de bebidas alcoólicas.

Pesquisadores da Universidade de Bristol acompanharam 160 voluntários (para beber sempre acham voluntários!) em sua percepção e comportamento no consumo de bebidas alcoólicas e não-alcoólicas.

O principal resultado foi que os voluntários consumiam a bebida alcoólica em uma velocidade 60% menor quando usando um copo normal (reto) se comparado ao copo com vidro curvo (B, na imagem acima). Tal efeito só foi observado quando oferecido um copo cheio e não em um pela metade, também não se observou o comportamento para o consumo de uma bebida não-alcoólica. Os voluntários também cometeram mais erros ao avaliar onde exatamente era a metade do volume de bebida em um copo curvo, quando comparado ao copo normal.

Agora bora repetir os experimentos…

Artigo completo em
Glass Shape Influences Consumption Rate for Alcoholic Beverages

Dopping estilo YouTube


Artigo publicado na revista Hormones and Behavior, em janeiro de 2012, investigou a variação da concentração salivar da testosterona e do cortisol (hormônio envolvido na resposta ao estresse) em voluntários que assistiam a cerca de 15 minutos de diferentes tipos de vídeos no computador – vídeos tristes, eróticos, agressivos, de treinamento, de humor e neutros).

Após os vídeos os voluntários eram testados na performance obtida em levantamento de peso (por agachamento).

Um aumento significativo na testosterona foi evidenciado nos voluntários que assistiram vídeos tem temática sexual, de humor, agressivos ou de treinamento; quando comparado com o vídeo neutro de controle ou o vídeo com tema triste; além de uma diminuição da testosterona para o caso do vídeo triste, se comparado ao vídeo neutro. Para o vídeo agressivo foi observada também um aumento na cortisona.

O levantamento de peso (3RM) obteve melhor performance para indivíduos que assistiram vídeos com tema sexual, agressivo e de treinamento (comparados ao controle).

Então… acessar o YouTube antes de uma competição, poderá ser considerado dopping!? 🙂

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21983238

Via Discoblog

Lula psicodélica

imagem do vídeo
As células de pigmentação das lulas podem responder rapidamente à estímulos do meio, modificando a coloração da pele conforme a necessidade do animal.

O grupo Backyard Brains resolveu hackear este sistema de uma forma semelhante a que já tinha utilizado com uma pata de barata, com o acoplamento de um eletrodo no nervo da nadadeira conectando com um iPod nano que tocava a música Insane in the Brain, do Cypress Hill.

O vídeo foi gravado por meio de um microscópio com um aumento de 8X, localizado no lado dorsal da nadadeira.

Esta lula possui pigmentação de três cores diferentes: marrom, vermelho e amarelo. E cada um tem músculos ao redor da célula que permitem controlar o tamanho da região revelando mais ou menos do pigmento.
http://news.backyardbrains.com/2012/08/insane-in-the-chromatophores/

Via Geekosystem

Padrões naturais

composição de imagem em painel eletrônico
A montagem deste gigantesco painel feito com 3600 peças de vidro de LCD, foi realizada no Museu de História Natural da Carolina do Norte (EUA); como uma forma de celebrar nossa visão da infinita complexidade da natureza, registrada em padrões na pesquisa científica, e por meio das nossas percepções.

O sistema utiliza em torno de 75watts para seu funcionamento, com alteração da transparência das peças que exibem 20 padrões que vão de gotas de chuva à revoada de pássaros. Tudo acompanhado por um sistema de som com 8 canais e uma tela na qual são exibidas mais informações sobre o tema apresentado no momento.

Via GeeksAreSexy

Galinha steadicam


Galinhas (e outras aves) possuem uma boa habilidade na estabilização da cabeça, que pode ser demonstrada de uma maneira bem divertida…

O balanço de vai e vem da cabeça de algumas aves durante o andar no solo é tema de estudo em pesquisas, demonstrando que o foco das aves está acuidade visual enquanto vagam e tentam encontrar algum objeto no chão.

Bônus

Arte em placas de petri

ciência e arte

A artista Klari Reis criou uma bela instalação artística, batizada de Hypochondriac, compondo 365 placas semelhante às de Petri.

As imagens não representam diretamente nenhum processo biológico, mas carregam alguma semelhança com processos bioquímicos.

Veja as 365 peças em
http://klarireis.blogspot.com/

Vídeos




Veja também
Sabonetes com bactérias… ou quase

Meia anatômica

Eu usaria.

Pena que faria sucesso apenas durante o Halloween.

Trabalho do designer Anton Repponen.

O homem que esqueceu como ler e outras histórias

documentário com oliver sacks
The Man Who Forgot How to Read and Other Stories
BBC
nota-10.jpg
Neste episódio da série Imagine, da BBC< o apresentador Alan Yentob acompanha o neurocientista Oliver Sacks para saber um pouco mais sua vida e sobre alguns dos personagens de seus livros.
Oliver Sacks é famoso por escrever excelentes livros relatando casos muito específicos e peculiares relacionados com a mente humana, dando um aspecto singular e envolvente em uma invejável facilidade em contar histórias.
Em seu último livro, O olhar da mente, o autor conta o angustiante progresso de um câncer que acabou comprometendo toda a visão em seu olho esquerdo, impedindo de continuar com uma de suas antigas paixões de apreciar imagens 3D. Caminho inverso ocorreu com uma de suas pacientes que relata o fascínio da recuperação da visão espacial após uma vida toda observando tudo em duas dimensões.
Um pintor de rostos com uma severa dificuldade em reconhecimento facial também é uma vida que encontra paralelos com Oliver Sacks, percebida quando o apresentador Alan Yentob mostra para Sacks uma série de fotografias de pessoas famosas, que incrivelmente quase não são reconhecidas. É angustiante ver o seu esforço e confusão, em algo que parece ser fácil e óbvio. Já o pintor resolve o problema do reconhecimento de uma face dividindo em pequenos pedaços a fotografia que deseja reproduzir. Uma divisão que decompõe e ao mesmo tempo remonta um sentido.
O episódio encerra com uma inesquecível visita a Danny Delcambre, portador da síndrome de Usher, caracterizada pela surdez e cegueira progressiva. Danny era um antigo conhecido do Sacks por ter participado de uma antiga série de documentários sobre o cérebro. Nesta visita mais recente foi possível ver que o Danny estava muito tranquilo e que os momentos felizes eram muitas vezes registrados por ele com uma câmera fotográfica, para conseguir apreciar calmamente as imagens com seu limitado campo de visão.
OBS: O vídeo abaixo não faz parte do documentário.
Losing Stereo: Oliver Sacks – The Mind’s Eye

Canal de sacks no Youtube
http://www.youtube.com/user/OliverSacksMD

O que fazer com uma dissertação?

Uma dissertação normalmente tem poucos leitores. Em alguns casos nem a banca tem o tempo e paciência para ler (e prestar atenção) linha por linha.
O que fazer?
Anos de dedicação podem ser transformados em arte.
teses e coração
Um modo muito mais criativo de decorar a parede do escritório com dissertação sobre arritmia cardíaca.
Via Street Anatomy

Porque as pessoas magras não são gordas?

documentário sobre dieta
nota 8
Why Are Thin People Not Fat? – BBC (Horizon)
A observação dos hábitos e metabolismo do corpo de pessoas magras pode ajudar no entendimento do problema da obesidade. Este foi o foco de um dos programas da série Horizon, exibido na BBC em janeiro de 2009.
Será que 10 voluntários aumentarão de peso e quantidade de gordura no corpo, após um mês inteiro de intenso consumo de alimentos calóricos?
O primeiro indício foi verificar que muitos magros voluntários demonstraram sentir um pouco de náusea ao ver a quantidade de comida que cada um deveria consumir ao longo de uma semana.
Para garantir a saúde e realizar os testes de uma forma cuidadosa, a equipe médica assegurou que o estudo seria interrompido se algum dos magros tivesse um aumento brusco no peso corporal.
Semana após semana, o percebido é que todos apresentaram um aumento de peso e proporção de gordura no corpo.
Com dados adicionais de outros estudos, o programa comenta que desde os primeiros anos de vida o corpo tenta automaticamente atingir uma certa condição de peso, que está em boa parte profundamente ligado ao fator hereditário. Fazendo com que cada busca por ingestão ou atividade física esteja sintonizada com este ´modelo interno programado´.
O episódio teria ficado um pouco mais claro se os dados coletados na pesquisa fossem representados de forma gráfica.
Trechos


Arquivos

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM