MICRO-OLIMPÍADAS 2012 – Natação: 100 micrômetros estilo livre

E continuando a nossa cobertura das micro-olimpíadas 2012

A final dos 100 um estilo livre ocorreu na piscina olímpica, digo, microscópica. Para uma competição mais justa, apenas bactérias com poucos micrômetros de tamanho e que nadam por rotação de flagelos participam da competição. A grande favorita da competição, a Bdellovibrio bacteriovorus, foi desclassificada ainda nas eliminatórias. Mais um caso de dopping? Não, não… ela foi eliminada por comer outro competidor.

Bactérias nadam com o objetivo de melhorarem o ambiente em que se encontram ou para fugirem de algum predador. E como o comprimento do seu corpo é bem pequeno, elas são capazes de perceber mínimas variações que ocorrem no meio onde se encontram. Isso faz com que, muitas vezes, os microrganismos locomovam-se de forma aleatória. Por esse motivo, metade dos 8 finalistas são geneticamente modificados para não responderem a variações sensoriais e, assim, nadarem em linha reta.

Confira agora a lista dos participantes (pela ordem da raia) desta competição:

1. Escherichia coli quimera – multiflagelada – Japão
2. Escherichia coli – multiflagelada – E.U.A.
3. Vibrio alginolyticus com flagelo puxador – uniflagelada – Japão
4. Vibrio alginolyticus com flagelo empurrador – uniflagelada – Japão
5. Pseudomonas aeruginosa – uniflagelada – Austrália
6. Rhodobacter sphaeroides – uniflagelada – E.U.A.
7. Rhodospirillum rubrum – multiflagelada – E.U.A.
8. Yersinia enterocolitica - multiflagelada – Bélgica

As canditadas 3 e 4 se diferem na forma como seus flagelos promovem a propulsão da bactéria. Em 3, o flagelo gira no sentido horário, e ao girar puxa o corpo da bacteria. Em 4, o sentido é anti-horário, e atua propulsionando o corpo da bactéria!

Foi uma corrida alucinante – veja o vídeo abaixo clicando AQUI!!!

Veja a foto que foi tirada ao final da competição para termos certeza de quem foi o grande campeão.

O grande campeão foi R. sphaeroides (raia 6) que gastou 2.2 segundos para percorrer os 100 um. Com 2.8 segundos, a E. coli (raia 1) ganhou a medalha de prata. E o bronze ficou para P. aeruginosa (que participou de sua segunda competição nos jogos micro-olímpicos). Na raia 7, R. rubrum fica em sétimo lugar gastando 15 segundos para percorrer os 100 um. Na raia 3, logo nos primeiros 10 um, V. alginolyticus começa a girar em círculos e, assim, fica incapaz de terminar a prova, sendo eliminada da competição.

.
.
ResearchBlogging.org Merry Youle, Forest Rohwer, Apollo Stacy, Marvin Whiteley, Bradley C. Steel, Nicolas J. Delalez, Ashley L. Nord, Richard M. Berry, Judith P. Armitage, Sophien Kamoun, Saskia Hogenhout, Stephen P. Diggle, James Gurney, Eric J. G. Pollitt, Antje Boetius, & S. Craig Cary (2012). The Microbial Olympics Nature Reviews Microbiology, 10, 583-588

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 2 comentários

  1. Hugo disse:

    Marmelada!!! A R. sphaeroides invadiu a raia 7 no início da prova, depois voltou pra raia dela! Pra mim a campeã é a E. coli!!

  2. [...] com a gente as emocionantes dispustas de vale-tudo, corrida de velocidade (de multiplicação), natação – 100 micrômetros estilo livre, lançamento de moléculas efetoras, mergulho, corrida de revezamento (transmissão entre [...]

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM