Cadê o orientador?

Nesta última sexta feira presenciei umas das cenas mais estranhas da minha vida acadêmica e que gostaria de compartilhar com vocês… Mas antes, algumas considerações…

Formei em biologia pela UFMG no final de 2010. Como fiz a opção de cursar a licenciatura, não tive que fazer monografia. Lá somos avaliados por um portfólio com reflexões sobre a nossa prática durante as três disciplinas de estagio. Fazemos uma apresentação desse trabalho em sala de aula mesmo, como um semanário para o professor da disciplina e os demais colegas. Não tem toda a pompa que esta envolvida na apresentação de uma monografia.

Os colegas do bacharelado, por outro lado, devem desenvolver um TCC que pode ser de revisão bibliográfica ou um trabalho experimental. Ambos devem ser feito sob a supervisão de um professor orientador. Quando da avaliação desse trabalho as notas eram dadas pelo professor da disciplina de TCC, pelo orientador e pelo professor da banca – tanto para o trabalho escrito quanto para a apresentação. Apesar de a norma dizer que durante a arguição o orientador não pode se manifestar, ele estava ali, presente.

Pois bem, no dia 01/06/12 fui prestigiar a monografia de uma amiga. Ela estuda em uma faculdade particular e, portanto, fez seu trabalho experimental em um centro de pesquisa – logo, ela tinha 2 orientadores: um professor da faculdade de origem e o pesquisador que a orientou na execução dos experimentos. Qual não foi a surpresa minha e de outras pessoas quando ficamos sabendo que nenhum dos orientadores estaria presente na apresentação dela? No início cheguei a achar que era uma brincadeira… mas não, era sério.

É mais ou menos por aí...

É um caso de descaso dos orientadores em relação aos orientados? Em caso afirmativo, a aluna fez por merecer ou é displicência do orientador?

Cheguei a comentar sobre isso no twitter antes de sair para a defesa, e chegaram a me questionar até mesmo se isso não invalidaria a defesa da monografia. Não sabia como responder e também achei melhor não comentar sobre esta possibilidade com minha amiga- temeroso de que ela pudesse ficar ainda mais nervosa e assim não fizesse uma boa apresentação.

Pois quando cheguei ao local, a defesa anterior ainda não havia terminado – eu entrei na sala e durante a arguição pude ver que o orientador da apresentadora também não estava presente – parece-me que ele foi, mas foi embora no inicio da apresentação.

Isso realmente me deixou meio chocado. Como assim para a faculdade a presença do orientador não é necessária durante a defesa do aluno? A meu ver, a função do orientador vai além de ler e corrigir um trabalho, e defendo fortemente, a presença dele ali para dar apoio ao apresentador. O TCC é geralmente a primeira participação do aluno na participação de um projeto grande e em uma defesa formal – a participação do orientador não estaria ali apenas para acalmar o aluno, mas defendê-lo e apoiá-lo, afinal o orientador tem participação ali naquele trabalho e tem uma base teórica maior que o aluno ali presente, o que lhe permite fazer ponderações e conexões que talvez o aluno ainda não esteja apto.

Mas as coisas não param por aí. Foram marcadas quatro defesas seguidas, cada uma durante 50 minutos (20 de apresentação + 15 minutos de arguição para cada um dos dois membros da banca) – detalhe, as apresentações foram no período noturno.

A coordenadora do curso era quem presidia a sessão ela permitiu que os membros da banca se alongassem em suas arguições. O resultado disso foi algo que vi como uma grande falta de respeito a todos os presentes:

Minha amiga era a última a apresentar e, devido ao adiantado da hora (a monografia anterior ainda estava sendo avaliada) a coordenadora interrompeu a banca para que minha amiga pudesse apresentar. Mas a professora ressaltou que só estava fazendo isso em respeito à avó da minha amiga que estava ali presente. E mais, ela iria apresentar naquele dia, mas a arguição seria transferida para a semana seguinte.

Oi?

Sim, isso mesmo! Ela argumentou que o momento da arguição é muito importante para o crescimento do aluno (concordo!) e que por isso ela permite que a banca extrapole o tempo. O problema disso é muito claro! E se ela sabe que atrasa, inclusive permite que esse atraso ocorra e mais, tem ciência de que o atraso ocorrendo à última monografia tem a data alterada naa hora da apresentação, ela teria que marcar menos monografia para o dia – ou impedir os atrasos ou deixar 1 ao invés de 2 avaliadores.

Fiquei extremamente chocado com o acontecido, e chego a me perguntar, qual a justificativa para se fizer uma monografia com apresentação formal e tudo mais, mas a própria faculdade parece estar pouco se importando para que isso ande de forma correta? Parece que a exigência é feita só para constar e acaba perdendo algo ode seu glamour acadêmico.

No inicio desse semestre cursei uma disciplina de apresentação de trabalhos acedêmico-científicos e a professora contou de uma banca que ela assistiu ou participou – não lembro bem. Em toda banca os professores tem um tempo determinado para fazerem a arguição, geralmente 30 minutos, mas esse tempo acaba sendo extrapolado. Por isso mesmo geralmente são marcadas apenas duas defesas por dia (uma pela manha e outra pela tarde). Pois bem, um dos membros da banca havia extrapolado e muito o seu tempo e quando passou a palavra para o seguinte, este último fez questão de olhar o relógio me falou algo como: vou ter que ser breve, afinal agora só tenho 5 minutos. Eu também já presenciei algo parecido em uma banca de mestrado recente que acompanhei.

Desabafo… Indignação… Relato… Sei lá como classificar esse post… Queria saber o que vocês pensam sobre esse assunto. Eu estou sendo muito purista e estou dando mais valor a um TCC do que ele realmente merece? E, principalmente, se vocês já viram situações semelhantes (e a situação está pior do que eu estava imaginando).

Pra terminar, fica a sugestão do texto “A função do orientador: dever e honra”, de Eva Bueno.

atualização (6/6/12): recomendo também a leitura dos comentários, em especial o comentário do Flávio de Farias!

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM