EUA não construirá Estrela da Morte

death-star-1

Em Novembro do ano passado, fãs de Star Wars (a.k.a. Guerra nas Estrelas) criaram uma petição para que o Governo dos Estados Unidos da América construa uma Estrela da Morte.

A petição já conta com mais de 34 mil assinaturas, e você pode ler o texto original clicando aqui, ou na tradução a seguir.

Peticionamos o Governo Obama para:

Assegurar fundos e financiamentos, e iniciar a construção da Estrela da Morte em 2016.

Aqueles que aqui assinarem peticionam o Governo dos Estados Unidos para assegurar fundos e financiamentos, e iniciar a construção da Estrela da Morte em 2016.

Ao focar nossos recursos de defesa em uma plataforma espacial e sistemas de armamentos como a Estrela da Morte, o Governo pode estimular a criação de empregos nas áreas da construção, engenharia, exploração espacial, entre outras, além de reforçar a defesa nacional.  

Faz sentido. Todos reconhecem o poder da Estrela da Morte, e certamente garante superioridade bélica para qualquer nação.

Fãs de Star Wars animados com a ideia, podem se decepcionar. A Casa Branca respondeu oficialmente a petição e, pelo menos por enquanto, os americanos não construirão a Estrela da Morte.

president-vader2

A resposta é inspiradora, bem humorada e com várias referências aos filmes. Foi assinada por Paul Shawcross que trabalha em algum lugar da Casa Branca que lida com dinheiro e espaço, e provavelmente, ficção cientifica. Você pode clicar aqui para ler o original, ou na tradução abaixo.

Esta não é a Resposta de Petição que você está procurando.

A Administração divide o seu desejo de criação de empregos e uma defesa nacional forte, mas uma Estrela da Morte não está em nossos planos. Aqui algumas razões:

– A construção da Estrela da Morte esta estimada em mais de $850,000,000,000,000,000. Estamos trabalhando para reduzir o deficit, não expandi-lo.

– A Administração não apoia a explosão de planetas.

– Por que gastaríamos os impostos dos contribuintes em uma Estrela da Morte com uma falha fundamental que pode ser explorada por uma nave de um homem só?

Porém, olhe com cuidado (veja aqui como) e você perceberá que já há algo flutuando no céu — não é a Lua, é a Estação Espacial! Sim, nós já temos uma Estação Espacial Internacional, do tamanho de um campo de futebol, orbitando a Terra e nos ajudando a aprender como humanos podem viver e prosperar no espaço por longos períodos. A Estação Espacial está com seis astronautas (da América, Rússia e Canadá), conduzindo pesquisas, aprendendo como viver e trabalhar no espaço por um longo período de tempo, rotineiramente recebendo espaçonaves visitantes, fazendo reparos no compactador de lixo, etc. Nós também temos dois laboratórios científicos robôs (um deles empunhando um laser) andando por Marte, procurando se já existiu vida no Planeta Vermelho.

Lembre que o espaço não é mais apenas governamental. Companhias americanas privadas, através do Commercial Crew and Cargo Program Office (C3PO), estão transportando carga (e em breve tripulação) ao espaço, e buscando missões com humanos para a Lua nessa década.

Ainda que os Estados Unidos não tenham nada que possa fazer a Kessel Run em menos de 12 parsecs, temos duas espaçonaves deixando o Sistema Solar, e estamos construindo uma sonda que vai voar para as camadas exteriores do Sol. Estamos descobrindo centenas de novos planetas em outros sistemas estelaras e construindo um sucessor muito mais poderoso para o Telescópio Espacial Hubble, que nos fará olhar para os primeiros dias do Universo.

Nós não temos uma Estrela da Morte, mas temos robôs flutuantes na Estação Espacial, um Presidente que sabe como lidar com um sabre de luz e um avançado canhão (de marshmallow), e a DARPA que está apoiando a pesquisa do braço do Luke, droids flutuantes e quadrupedes que caminham.

Estamos vivendo no futuro. Aproveite. Ou, melhor ainda, nos ajude a construí-lo procurando uma carreira na Ciência, Tecnologia, Engenharia ou Matemática. O Presidente realizou a primeira Feira de Ciências da Casa Branca e a Noite da Astronomia no South Lawn porque ele sabe que esses domínios são fundamentais para o futuro do nosso país, e para assegurar que os Estados Unidos continuem liderando o mundo em fazer coisas grandes.

Se você seguir uma carreira em Ciência, Tecnologia, Engenharia ou Matemática, a Força estará com você. Lembre-se, o poder da Estrela da Morte para destruir um planeta, ou mesmo um sistema estelar inteiro, é insignificante perto do poder da Força.

 

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM