É possível computar todo o conhecimento presente no mundo?

Título provocativo, devo assumir.

Stephen Wolfram diz que é possível computar todo o conhecimento do mundo usando o WolframAlpha, sistema lançado ano passado por sua empresa. “O projeto mais complexo em que já trabalhei”, segundo o físico e cientista da computação, criador do Mathematica e autor do livro A New Kind of Science.

Stephen Wolfram e Jason Pontin, no EmTech (MIT).

Faça você mesmo um teste. Acesse o http://www.wolframalpha.com/ e digite qualquer pergunta (infelizmente tudo em inglês, por enquanto). Escrevi “Visitors to Brazil” e recebi de volta um relatório com número de turistas, meio de transporte e motivo da viagem. Legal! Tente, por exemplo, “Red + yellow”. Se você gostar de números e cálculos, digite qualquer fórmula matemática. Tente “Fruit fly gene map” e “Oscar for best actress 1958”.

Motivo de viagem de visitantes ao Brasil (gráfico gerado pelo WolframAlpha).

Diferentemente do Google, que retorna as respostas mais populares para a sua pergunta, o WolframAlpha interpreta o enunciado e devolve um relatório padronizado usando fontes primárias da informação, como o Center for Disease Control se a pergunta for sobre alguma doença. “Os dados primários estão em diferentes domínios. O nosso desafio é achar a fonte primária e interagir com eles”, disse Wolfram durante a conferência EmTech, que aconteceu em setembro no MIT. Está explicado o motivo de sua empresa ter mais de 500 funcionários de diferentes áreas do conhecimento.

Wolfram fala rápido. A impressão que dá é que as engrenagens do seu cérebro estão a mil. Aliás, ele foi laureado, em 1981, com o prêmio MacArthur, conhecido como o “prêmio dos gênios”. Não gosto de estereótipos assim, mas resolvi falar do prêmio pois tem muita gente interessante listada no site. Vale a pena dar uma olhada (aqui).

Algo incomoda na ideia de computar todo o conhecimento do mundo?

Jason Pontin, editor da Technology Review, disse ter uma objeção filosófica a essa ideia. “As questões que mais interessam a humanidade têm respostas ambíguas e não podem ser facilmente computadas”, disse. Como responder à pergunta “qual é o maior terrorista de todos os tempos?”. Wolfram tentou explicar falando sobre os julgamentos das informações. Disse que no sistema procuram sempre conectar informações a fatos. Humm, mas ficou sim um buraco. O ambicioso objetivo de computar todo o conhecimento do mundo nunca será atingido, na minha opinião.

Veja o fluxograma publicado na última segunda-feira na revista Wired. Que site de busca devo usar? Se você está atrás de fatos, use WolframAlpha (quadrado azul).

Veja uma entrada recente, explorando a história da Terra. E tem muito mais. Use a sua imaginação e compare dados do Google com os gerados pelo WolframAlpha.

Saiba mais sobre os algoritmos e racional do sistema assistindo ao vídeo da palestra (aqui).

Para pensar: qual é a melhor fonte primária? Isso nem sempre é claro, certo? Fica a dúvida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 0 comentários

Participe e envie seu comentário abaixo.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM