Expressão visual de conceitos científicos

Assim começa a entrevista que fiz para a edição atual da revista Ciência&Cultura:

“Desde que Bang Wong começou sua formação acadêmica, estava certo de que queria combinar ciência, medicina, ilustração e expressão artística da ciência em sua carreira. Durante a pós-graduação em imunologia na prestigiosa Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, passava todos os dias pelo mesmo prédio para comprar o indispensável café matinal. Ali era oferecido um curso de ilustração médica e Wong sempre acompanhava o que acontecia no programa, tão concorrido quanto a escola de medicina. Mesmo tendo o pedido de assistir como ouvinte a algumas aulas de ilustração negado, Wong pediu licença da pós-graduação e passou três meses preparando seu portfólio, que deveria incluir uma prova de habilidades artísticas tradicionais. Deu certo. Ele foi aprovado e terminou os cursos de arte e imunologia. Hoje ele é diretor de criação do Instituto Broad, ligado ao MIT e à Universidade de Harvard, em Cambridge, e trabalha com expressão visual de conceitos científicos. Recentemente, foi eleito pela revista Nature Medicine como um dos líderes inovadores na interface entre arte e medicina e ganhou, em 2010, a coluna mensal ‘Points of view’ na revista Nature Methods, onde trata da comunicação visual da ciência. ‘O foco da coluna é estabelecer um enquadramento conceitual para comunicação visual da ciência, mas também fornecer dicas que as pessoas possam usar diretamente em seus trabalhos’, diz. Nessa entrevista, Wong fala sobre a importância da área de visualização de dados biológicos, muito menos avançada, segundo ele, do que a visualização de dados sociais. Dados de genomas, proteínas, células, organismos e populações podem ser apresentados de maneiras cada vez mais atrativas. ‘Se as pessoas valorizarem a visualização de dados como ferramenta poderosa de comunicação que gostariam de usar, passariam a pensar mais sobre o quanto e em como a visualização impacta a mensagem a ser transmitida’, afirma.

Aí vai o link para a entrevista completa: Valorizando a visualização de dados biológicos na era da informação.

Wong recomenda o livro The visual display of quantitative information de Edward Tufte aos interessados em visualização de dados. Ele deixou claro que “o trabalho seminal na apresentação visual de dados quantitativos é do cartógrafo francês Jacques Bertin”, autor do livro Semiology of graphics: diagrams, networks, maps (reimpresso em 2010).

E que tal sentar em uma mesinha de bar e rabiscar em um guardanapo umas ideias de como apresentar os complexos resultados do seu trabalho? Bang Wong comentou sobre o livro The back of the napkin (aqui). O autor do livro defende que uma boa imagem pode resolver qualquer problema. Será? Ou será que é a cerveja que traz a inspiração necessária?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 0 comentários

Participe e envie seu comentário abaixo.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM