Programa BIOTA-FAPESP recebe segundo Prêmio Ford de Conservação Ambiental

Uma das mais ousadas iniciativas científicas do século XX no Brasil completou 10 anos neste ano, e foi homenageado, pela segunda vez, com o prêmio Ford de Conservação Ambiental. Segundo o coordenador geral do Programa BIOTA/FAPESP, Carlos Joly

10 anos depois o Programa BIOTA/FAPESP volta a ganhar o Prêmio Ford de Conservação Ambiental. Em novembro de 1999 o então recém-lançado Programa BIOTA/FAPESP: O Instituto Virtual da Biodiversidade ganhou o Prêmio Henry Ford de Conservação Ambiental na categoria “Iniciativa do Ano”. O premio reconhecia o esforço de articulação da comunidade científica e da Diretoria Científica da FAPESP, em criar um programa de pesquisa integrando pesquisadores e instituições do Estado de São Paulo, em torno das premissas estabelecidas pela Convenção sobre a Diversidade Biológica.

O Programa BIOTA/FAPESP começou a ser planejado no início de 1996, quando a Diretoria Científica convocou uma reunião, com cerca de 100 lideranças da grande área que a temática caracterização, conservação e uso sustentável da biodiversidade abrange. Nesta reunião, realizada dia 8 de abril no Auditório da FAPESP, ficou patente o grande interesse dos pesquisadores pela criação de um Projeto Especial de Pesquisa e a pertinência da FAPESP apoiar um Programa de Pesquisas em Caracterização, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, inicialmente denominado BIOTA-SP.

Nesta reunião também ficou definido que o Programa deveria ter como escopo todas as formas de organismos vivos do Estado de São Paulo (daí o nome BIOTA), fossem terrestres de água doce ou marinhos. O foco dos projetos deveria cobrir toda gama de pesquisas que a temática caracterização, conservação e uso sustentável da biodiversidade abrange.

Desde o início o Programa optou por utilizar a internet como meio de comunicação: a) criou uma homepage; b) criou uma Lista de Discussão; c) iniciou o diagnóstico do conhecimento biológico acumulado para cada grupo taxonômico, de microrganismos a mamíferos e angiospermas, incluindo os pesquisadores que trabalham, especificamente, com cada grupo e a infraestrutura instalada para conservação ex situ (Museus, Herbários, Coleções de Microrganismos, Arboretos, Jardins Botânicos) e in situ (Unidades de Conservação); d) organizou o workshop Bases para Conservação da Biodiversidade do Estado de São Paulo para sintetizar as informações produzidas e definir a estrutura e forma de implantação do Projeto Especial de Pesquisas em Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade do Estado de São Paulo.

A penúltima etapa deste processo foi concluída no dia 7 de maio de 1998, quando 16 Projetos Temáticos articulados foram formalmente protocolados na Fapesp. Com a aprovação dos primeiros projetos no final de 1998, e a publicação dos dois primeiros volumes da série “Biodiversidade do Estado de São Paulo: síntese do conhecimento ao final do século XX”, em fevereiro de 1999, o Conselho Superior da Fapesp aprovou a criação do Programa Biota/Fapesp – O Instituto Virtual da Biodiversidade, que foi oficialmente lançado no dia 25 de março de 1999, em sessão solene, no Auditório da Fapesp.

Este esforço da comunidade científica do Estado, com o apoio da Coordenação de Ciências Biológicas e da Diretoria Científica da FAPESP, justificou a concessão do Prêmio Henry Ford de Conservação Ambiental na categoria “Iniciativa do Ano”, no final de 1999.

Dez anos depois, reconhecido internacionalmente como uma experiência bem sucedida, especialmente porque: a) conseguiu gerar subsídios para o aperfeiçoamento da Legislação do Estado de São Paulo na área de conservação e recuperação da biodiversidade nativa, b) formou um exército de Mestres (169), Doutores (108) e Pós-Docs (80) capacitados e treinados para trabalhar em caracterização, conservação, recuperação e uso sustentável da biodiversidade; c) gerou mais de 750 artigos em periódicos nacionais e internacionais especializados, além de 16 livros e 2 Atlas; o Programa BIOTA/FAPESP passou a ser utilizado como modelo para implantação de programas semelhantes em outros Estados brasileiros (por exemplo Bahia, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul) e para o Programa Nacional atualmente em discussão no CNPq.

No âmbito internacional o Programa BIOTA/FAPESP estabeleceu parcerias com a DIVERSITAS, especialmente o core Project bioGENESIS cujo Science Plan foi concluído em evento organizado em conjunto na FAPESP, com o BIOTA África, com o ICSU-LAC e com o SCOPE.

Compreendendo que grande parte do sucesso do Programa vem da permanente avaliação crítica e discussão com a comunidade de pesquisadores que atuam nesta grande área temática, este ano a renovada Coordenação do Programa promoveu uma intensa discussão do Plano de Metas e Estratégias para 2020 (Science Plan & Strategies for the next decade), cuja 1ª versão foi amplamente discutida no Workshop BIOTA + 10: definindo metas para 2020, sendo posteriormente submetida às instâncias superiores da FAPESP, buscando a renovação do apoio ao Programa BIOTA/FAPESP para os próximos dez anos.

Coroando um 2009 de muita atividade, 3 Workshops (BIOTA + 10, Applied Ecology and Human Dimensions in Biological Conservation e DNA Barcoding), 2 chamadas (Coleções e Acervos Biológicos & Biodiversidade Marinha) o Programa BIOTA/FAPESP ganhou, novamente, o Premio Ford, desta vez na Categoria Ciência e Formação de Recursos Humanos.

Aproveitando este novo reconhecimento da importância do Programa BIOTA/FAPESP para pesquisa em caracterização, conservação, recuperação e uso sustentável da biodiversidade a Coordenação do Programa lança o novo site do BIOTA/FAPESP (http://www.biota-fapesp.net/) e coloca seu Plano de Metas e Estratégias para 2020 (Science Plan & Strategies for the next decade) em discussão, para que pesquisadores que atuam nesta grande área temática possam, por 90 dias, enviar críticas e sugestões. Terminado este prazo a Coordenação do Programa redigirá a versão definitiva do Plano de Metas e Estratégias que guiará as iniciativas do Programa nesta nova década.

Categorias

  • Nenhuma categoria

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM