©Abstruse Goose

Estava vendo um site criacionista que o Marcelo Hermes indicou, quendo leio isto aqui em um artigo discutindo a evolução do gato doméstico:


Repararam na frase “acabando por evoluir para uma nova espécie, o Felis catus, o gato doméstico”? É engraçado como os evolucionistas vêm evolução em todo o lado. O gato doméstico até continua a cruzar-se com o gato selvagem… e para além disso, não está em causa aumento de variabilidade genética, mas ao que parece até se perdeu variabilidade genética… e eles chamam a isso evolução??!!!…ok… daqui a pouco estamos a defender que o homem do campo evolui para Homo citadinus quando passa a viver em cidades e adquire novos hábitos, e porque vê mais noticiários e jornais até aumentou a informação, etc… Rsr

O responsável pelo texto de cima obviamente tirou a opinião de algum orifício desconhece o que está criticando. Não tem noção do que é isolamento reprodutivo, um dos mecanismos mais importantes na formação de novas espécies, nem sabe o que é efeito fundador – quando uma população é formada por uma parcela pequena de indivíduos, e sofre uma queda na diversidade genética, de forma que uma mutação rara na população original pode ser comum no novo grupo (como alto índice de daltonismo descrito em uma ilha no ótimo livro de Oliver Sacks “A Ilha dos Daltônicos”).
Esse tipo de crítica ignorante é perfeitamente ilustrado pela tirinha lá de cima e pelo comentário que encontrei no FSTDT:
“There are a lot of things I have concluded to be wrong, without studying them in-depth. Evolution is one of them. The fact that I don’t know that much about it does not bother me in the least.”
Há muitas coisas que concluí serem erradas sem estudar a fundo. Evolução é uma delas. O fato de não saber tanto sobre isso não me preocupa nem um pouco.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...