Veja este vídeo atentamente, e entenda o que está acontecendo com a gripe suína:

NOT!!!

Vamos aos fatos reais:

1 – Por que existe o vírus H1N1?
Porque o Influenza consegue saltar de aves para mamíferos, entre eles humanos. Simples assim. Da mesma forma, existem os vírus H3N2, H2N2 e n outras variantes. O próprio H5N1 é extremamente preocupante por matar mais de 50% dos infectados. O que seria o caos, se ele fosse eficientemente transmitido de humanos para humanos. E a população precisa ser alertada disso.

O número de mortos pela gripe suína aviária (ops! valeu gente!) só é baixo por sorte (dele até agora não ser transmitido eficientemente) e por causa das medidas efetivas que são tomadas. Separação do comércio de aves silvestres e domésticas na China, coleta e sequenciamento de vírus aviários por uma rede de laboratórios do mundo todo e o extermínio de todas as aves de criação em locais próximos a casos detectados. Sem isso, estamos dando chances para o vírus conviver mais com animais domésticos e criadores, gerando um ambiente propício para o surgimento de uma linhagem humana. E sim, se o H5N1 se transmitir com sucesso, o número de mortos pode ser de milhões, e o Tamiflu seria fundamental para combatê-lo.

O próprio H1N1 apareceu primeiro em criadores de porcos, e teve sua origem traçada. Veio de uma mistura de vários outros vírus, que já circulam entre humanos, e têm sua história conhecida. Se ele fosse o H1N1 de 1918 “vazado” de um laboratório, seu material genético seria bem parecido com o vírus da gripe espanhola, e não teria a assinatura de ter circulado entre humanos por pelo menos 3 meses antes de ser detectado, desde o primeiro evento de rearranjo.

Assim como no caso do HIV, adoram criar uma teoria de que o vírus foi criado e plantado, para punir a humanidade ou cumprir os interesses “deles”. Aliás, quanto ao HIV, não só ele veio de outros primatas, como ainda é transmitido e dá origem a novas linhagens. Olha o comentário que deixaram em um outro post:

e se “eles” usarem a copa de 2010 na Africa, para misturarem de forma
“natural” os vírus H1N1 e as variações do Ebola. E contaminar o mundo
inteiro…

Concordar com o vídeo é dar suporte para alguém que usa aspas ao falar eles. Shame on you!

Nada é mais eficiente do que a seleção natural para “desenvolver” um vírus eficiente. Se alguém disser que pode misturar ou inventar novos vírus é garantia certa de algo que não vai funcionar. Certo mesmo, é o dinheiro que essa pessoa vai embolsar enganando “eles”, os clientes.

Quanto às outras doenças, que matam milhões de pessoas todos os anos, elas não são noticiadas por um simples fato. São doenças que ocorrem em países pobres, principalmente na África. Enquanto a gripe infecta e mata pessoas em países desenvolvidos, o que nos leva ao segundo argumento:

2 – A indústria farmacêutica quer lucrar com o Tamiflu!
Antes de tudo

sagan.jpg

Sério, achei que eles fossem indústria só no nome, e não quisessem lucrar produzindo remédios.

Independente de Donald Rumsfeld estar ou não por trás da empresa parceira da Roche na produção, do quanto o remédio deu de lucro e de como subiram as ações, ele funciona. Assim como o Relenza, e assim como vários outros que estão sendo desenvolvidos mas ainda se encontram na etapa de testes. E precisamos de mais, vindo de indústrias sedentas por lucro ou não.

O motivo de o Tamiflu ser um dos dois remédios recomendados para o H1N1 é bem direto. São os dois remédios que nós temos. Existem 4 drogas que atacam o Influenza, e o H1N1 atual é resistente a duas delas. Sobram o Relenza e o Tamiflu.

ResearchBlogging.orgE quanto aos efeitos colaterais do Tamiflu, o que o vídeo esquece de mencionar, é que os efeitos colaterais atingem 1% de quem toma o remédio, e são raríssimos os casos onde parece haver efeito neurológico. O Japão sozinho consumia 60% da produção mundial de Tamiflu, logo, é o lugar onde há maior probabilidade de ocorrem casos aberrantes (289 entre 2001 e final de 2007), e não foi encontrada associação evidente. [1]

Aqui, aplica-se a regra de quem, com sabedoria fecal, reclama da vacina da poliomielite, dizendo que ela causou pólio em algumas crianças: você faz idéia de quantas vidas este remédio salvou para acontecerem alguns casos de efeito colateral grave?

Mais sobre a vacinação a que o vídeo se refere, os erros e os acertos de 1976, aqui. E aqui

Veredito final (cuidado ao vê-lo)

p.s. Continuo achando que Tamiflu só é indicado para os casos mais graves. E distribuí-lo é garantia de contentar todos agora e não ter a opção de tratar ninguém mais tarde.

[1] Fuyuno, I. (2007). Tamiflu side effects come under scrutiny Nature, 446 (7134), 358-359 DOI: 10.1038/446358a

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...