Semanas atrás, o vídeo do pequeno besouro da espécie Epomis dejeani me deixou bastante impressionado. Filmado por pesquisadores israelenses interessados na interação deste inseto com sapos, frequentemente encontrados juntos no ambiente, ele se mostrou capaz de matar com veneno e comer um animal muito maior do que ele. Me dei conta do quão impressionante é ver um vertebrado sendo comido por um artrópode, invertendo pouco a relação predador-presa com a qual estamos acostumados.

Então, para diversão geral, em um momento Youtube que há tempos não acontecia aqui no blog, aqui vão alguns artrópodes predadores capazes de comer presas muito maiores do que eles, em vídeo:
Aranhas Nephila
Este grupo de aranhas é famoso por tecer teias extremamente resistentes, onde as fêmeas conseguem prender animais muito maiores do que seria de esperar. Esta do vídeo é uma espécie australiana (claro que tem que vir de lá) capaz de comer pássaros. Os machos, por outro lado, são muito menores e têm comportamentos sexuais bastante interessantes, que já tratei aqui. Algumas são capazes de pegar inclusive morcegos.

Lembro que no corredor do prédio da Zoologia, no Instituto de Biociências onde estudei, algumas Nephila faziam teias que desciam do teto, e quem batesse nelas não rasgava a teia não. Em algum ponto da minha graduação acabaram removendo as teias, e dizem que arruinou um projeto de mestrado. Aliás, as teias são tão resistentes e compatíveis com tecidos biológicos que estudam usar o material para cirurgias.

Aranha Golias
A aranha-golias-comedora-de-pássaro é uma tarântula amazônica, considerada a maior de todas (se não a maior, certamente a mais pesada). Apesar do que o nome diz, ela não costuma comer pássaros, mas não dispensa pequenos rodedores, lagatos e até mesmo cobras. Não é lá um predador pequeno para seguir o título do post, veja o tamanho dela na mão do apresentador aos 57 segundos.
Menção honrosa
Claro que eu não podia deixar de fora meus insetos favoritos, por mais que não predem vertebrados, as vespas parasitóides. Por mais que as Nephila e as tarântulas sejam grandes e comam presas maiores ainda, ambas podem ser vítimas das vespas. Seja as vespas falcão caçadoras de tarântulas, que as paralisam com uma ferroada para depositar um ovo e enterrar a aranha viva como comida para sua larva; ou as vespas parasitóides, que depositam ovos nas costas das Nephila ainda na teia, que são escravizadas posteriormente para tecer a teia que serve de casulo para a larva que a devora.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...