O que li de melhor em 2016

O que li de melhor em 2016

Aquele post de fim de ano com ideias dos livros que você pode comprar ou dar de presente neste Natal. Graças ao trabalho doméstico e ao hábito novo de ouvir acelerado alguns livros, daqueles que fazem longas explicações de um mesmo argumento, este ano foram 80...
O que li de melhor em 2014

O que li de melhor em 2014

Sei que estou um pouco atrasado, mas se você ainda não trocou aquele vale presente e quiser alguma recomendação de livro para aproveitar o fim de férias, aqui vai o que li de mais marcante nesse ano passado: “The evolution of the human body”, por Daniel...
Cadê você no ResearchGate?

Cadê você no ResearchGate?

Conheci ano passado uma rede social com uma proposta bem diferente, o ResearchGate. Bolado pelo virologista e programador Ijad Madisch em 2008, foi pensado como uma rede para comunicação entre cientistas. Para quem já viu o inferno que é achar a carreira de um...
Parasite Rex com nova edição

Parasite Rex com nova edição

Em março deste ano, o Carl Zimmer lançou uma nova edição de um dos livros que mais me influenciou, o Parasite Rex, com um novo epílogo. Para promover o livro, ele prometeu enviar uma book plate (não sei como traduzir o termo) autografada para quem enviasse uma foto do...

Resenha: A Vida Imortal de Henrietta Lacks

Henrietta Lacks, nascida em 1920, desenvolveu um tumor cervical que mudaria o entendimento de muita coisa na biologia. As células extraídas de sua biópsia ainda estão vivas, e com certeza são muito mais numerosas hoje do que quando ela era viva, até 1951. Já escrevi...

Piadas nerds: do Twitter para o livro

Há algum tempo, recebi um convite irrecusável, revisar as piadas/twittadas biológicas organizadas pelos responsáveis pelo perfil @PiadasNerds no Twitter: Ivan Baroni, Luiz Fernando Giolo e Paulo Pourrat. Todos formados pelo IMECC – Instituto de Matemática,...