Carros movidos à água! Só se o Papai Noel trouxer…

Os noticiários nesta semana mostraram um carro lançado no Japão que é, supostamente, movido à água. A notícia impressionou muitos, tanto que até a Reuters lançou um videozinho divulgando o bichinho.
Só que é absolutamente impossível um carro ser movido à água. Sim, a água pode desencadear uma reação química, a água pode diluir um combustível, a água pode ser um produto da reação química que propulsionar o carro mas nunca, NUNCA, vai ser o combustível.
Estaria eu fechando a minha mente às novas tecnologias? Não, meu caro Watson, o problema é que a energia que move os carros está armazenada nas ligações químicas dos combustíveis. Quando queimamos o etanol, por exemplo, estamos misturando esta molécula ao oxigênio, decompondo-a em gás carbônico e água. Usamos a energia das ligações químicas do etanol para impulsionar os pistões do motor do carro.
O problema é que as ligações químicas da água exigem muita energia para se quebrar, mais energia do que elas irão gerar no final. Desta forma não há excesso de energia para mover o carro.
Não foi possível ver nenhum detalhe técnico do carro lançado mas ele pode funcionar assim: o carro contém em seu tanque alguma sunstância que reage fortemente em contato com a água, sódio metálico, por exemplo. Desta forma, ao colocar água no tanque, você tem uma reação que produz energia. Neste caso, porém, o combustível é o sódio metálico e não a água. A água é somente um truque!
Outro argumento é o de que existe uma tecnologia que converte a água em hidrgênio e, depois, o hidrogênio reage com o oxigênio, fazendo água novamente. Santo Newton! Se esta reação funcionasse teríamos um motor perpétuo! Não é preciso dizer que esta sequência de reações não são auto-sustentáveis né?
A mensagem para levar para casa é esta: devemos tentar salvar o planeta obedecendo as leis da termodinâmica…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 13 comentários

  1. Obrigada Erico,
    É isso mesmo! Para os carros a hidrogênio funcionarem, é necessária a presença de um material com alto poder redutor na mistura – o que fará com que haja a oxidação do H2 em H2O, liberando energia para a movimentação dos pistões do motor. E ninguém se lembra mesmo de falar sobre isso… Nem sobre os óxidos que se formam como resíduos.

  2. erico disse:

    CARRO MOVIDO A ÁGUA (E BORO)
    Duvido que a idéia seja “recente”, mas pelo simples fato de diminuir nossa dependência por hidrocarbonetos, confesso que foi bem conveniente! Mas não o “milagre” que esperávamos solucionar todos os nossos problemas!
    Mas a propósito, em minha opinião, vejo mais como um carro movido a Boro do que a H2O como sugere a publicidade especulativa.
    O DETALHE que a mídia “aparentemente” está esquecendo-se de contar é o da Necessidade de BORO Mineral em Pó para completar a reação com a Água a fim de se obter íons de hidrogênio para a combustão!
    Para cada litro de Água será necessário adicionar 400g de Boro mineral (em pó) em um determinado reservatório. Já quanto ao desempenho (Km por litros d’água) vai depender muito das dimensões do veículo e da complexidade do motor, como é com qualquer veículo, não variando muito dos carros a hidrocarbonetos.
    Ah! Ao contrário do imaginado, este carro produz resíduos sim! O Óxido de Boro. Porém, não sai no escapamento, fica armazenado.
    É verdade sim que entra Água e sai Água Quente (vapor), no entanto, entra Boro Mineral e sai Trióxido de Boro devido à equação: 3H2O + B2 = B2O3 + 3H2+. O Boro serviu para romper a forte ligação entre o hidrogênio e o oxigênio da Água capturando o O2. Aí sim o íon H2+ será usado de combustível e o O2 (agora, do Ar Atmosférico) de comburente na seguinte reação: 2H2+ + O2 = 2H2O + ENERGIA (calor).
    POIS ENERGIA NÃO SE CRIA NEM SE DESTRÓI, APENAS SE RENOVA!
    É importante deixar claro que este veículo permanece com um motor a explosão (queimando H2 ao invés de Hidrocarbonetos) e não com um motor elétrico como tem sido pensado. O Motor do Milagroso carro produzirá: Calor (energia), Água (H2O) e Óxido de Boro (B2O3).
    Em países Desenvolvidos o Oxido de Boro (armazenado em um compartimento do carro) irá para usinas de tratamento, onde será utilizado Energia Elétrica em reações químicas, para separar o Oxigênio do Boro tornando-o reutilizável.
    Já em países subdesenvolvidos, sabemos que este óxido poderá não ser tratado como se deve, sendo descartado na natureza poluindo rios, o ar e a terra e sabe-se lá o impacto quantitativo que isso poderá causar. Sem contar a dependência que estes países terão de países exportadores de Boro.
    Em nível de curiosidade, a Turquia, detentora de 64% das jazidas de Boro conhecidas, já anunciou, provavelmente devido a esta “descoberta”, que não mais privatizará suas minas (enquanto não for pressionada, é claro!).
    SERIA O FIM DA ERA DO PETRÓLEO E O ÍNICIO DA ERA DO BORO?
    Sem contar a manutenção de um veículo desses. Trocas de catalisadores e filtros, todos feitos com materiais mais raros como a Platina.
    Bom por um lado, ruim por outro! Ainda bem que é pra 2020!
    Acho que dá tempo pra idéia amadurecer até lá!
    Fonte: Superinteressante

  3. ney disse:

    Concordo com Pedro pois Eu estou a procura de eliminar minha conta de luz e é possível.
    quanto ao carro movido à agua sempre existiu.
    voces ai no brasil podem procurar na net as palavras FUEL CELL e uma das companhia que estão testando é a Canadence http://www.ballard.com/
    E outro meio de mover seu carro fazendo uma certa economia seria usar o popular brown gas que se encontra na net pelo nome HHO, voce apenas irá usar a bateria do carro p/ produzir hidrogenio e oxigenio que por um tubo plastico irá ate o carburador p/ uma queima mais rica.
    quer mais http://www.free-energy-devices.com
    faça o downloads do chapter 10

  4. PEDRO BANISKI disse:

    mais uma coisa o veiculo no Japão funciona funciona assim abasese com agua a eletrolise gera o Hidrogenio que vai para uma celula eletrica produzindo uma alta voltagem que movimenta o carro na verdade o veiculo e eletrico espero que tenha ajudado.
    Pedro Baniski

  5. PEDRO BANISKI disse:

    Ola amigos sou tecnico em radiocomunicação 37 anos em eletronica tenho feito experiencias com agua transformando no chamado gas
    Brown’s só com a bateria 12v impossivel gerar a quantidade nessesaria mas porem com uma certa frequencia posso quebrar as moleculas da agua em oxigenio e hidrogenio 1 litro em 9 minutos o gas e altamente explosivo passei aqui sò para mostrar posibilidades um abraço. busca PU5RPB Pedro Baniski

  6. HHO-WATER CAR disse:

    leiam o site e vejam os vários homens que ja usaram a eletrólise pra separar o Hidrogenio do Oxigenio da água e depois queimar o hidrogenio como combustivel. Isso ja existe desde 1799 só que nunca foi popularizado pois a indústria do CARVÃO E DO PETRÓLEO jamais permitiu. http://WWW.WATERPOWEREDCAR.COM

  7. Obrigada, ric. Volte sempre!

  8. ric disse:

    esse site é 10

  9. Carlos Hotta disse:

    Rielson, por favor elabore o comentário com argumentos reais senão já sabemos quem é o idota da situação…

  10. Rielson disse:

    Nunca ví tantos idiotas expondo suas teorias empíricas a respeito das tecnologias apresentadas.

  11. Carlos Hotta disse:

    Serilck,
    sinto muito mas não é a mesma coisa. Vc usa muito mais energia para separar a água em hidrogênio e oxigênio do que vc produz energia a partir dos dois. A fonte de energia, neste caso, não é a água nem o oxigênio mas sim a fonte da energia usada para separar a água. Se alguém disser o contrário, ele está te enganando.
    Esse spin de dizer que um carro movido a hidrogênio é igual a um carro movido à água é o mesmo que dizer que um carro movido à gasolina é, na verdade, um carro movido à monóxido de carbono!

  12. serilck disse:

    Mas água? ou hidrogénio, é que já se consegue e já passou da teoria fazer energia apartir da água, o que muitas vezes se diz que é um veiculo andar a água

  13. cardoso disse:

    Triste é ver como a mídia é falha, em treinamento científico.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM