Acabou a sacolinha grátis. E agora?

Lixo na Julio Mesquita - Blog do Mílton Jung - Creative Commons

Entra em vigor hoje, 25 de Janeiro de 2012, o acordo entre a Associação Paulista de Supermercados (APAS) e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente que interrompe a distribuição gratuita de sacolas plásticas descartáveis (biodegradáveis ou não) aos consumidores. Isso significa que além de chover releases de supermercados eco-friendly na minha caixa de entrada, a partir de hoje, se você quiser acomodar suas compras em sacolas plásticas descartáveis você terá que pagar por elas. Os valores giram em torno de R$0,19 por unidade.

Todos os supermercados aderiram? Não. Mas 1,2 mil aceitaram o acordo, o que representa aproximadamente 95% dos associados da APAS.

E não adianta arrancar os cabelos e vir com aquela desculpa de que você não terá onde pôr seu lixo. Você terá, mas dessa vez, aposto que você vai levar só as sacolas necessárias para casa. Além disso, separando o lixo corretamente e destinando-o para a coleta seletiva, haverá espaço de sobra para aquilo que realmente interessa ser descartado.

Sei que muitos consumidores estão sofrendo antecipadamente com esta medida, mas a dica da vez é se informar. Sabemos que estas medidas podem ser eficazes se a população foi instruída a lidar com o lixo doméstico, a dá-lo o destino correto. Ou seremos apenas uma população com lixo solto, ao invés de lixo ensacado.

Alguns supermercados já começaram a veicular folhetos informativos e a preparar seus funcionários para informar a população sobre o acordo. E apenas a exemplo, este não é um post pago, o Carrefour São Paulo promoveu um programa de informação e conscientização para 32 mil colaboradores que visa ajudar seus clientes nesse processo de mudança. O programa consiste em informar sobre os danos causados pelas sacolas, soluções alternativas de transporte de compras e como manejar corretamente o lixo doméstico.

Sinceramente acho que o acordo tem seu valor, apesar das lacunas que sempre ficam para trás. Portanto, o questionamento remanescente é o seguinte: e o resto do lixo?

Gostaria que os consumidores aprendessem a destinar corretamente o lixo antes de uma medida que retira do seu cotidiano algo que eles ainda nem aprenderam a abrir mão. Nem mesmo sabem que a vida doméstica pode ser a mesma em tempos de sacolas racionadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 5 comentários

  1. Otimo post Thanuci. Estou na França ha um ano e meio, onde a distribuição gratuita de sacolas é rara, e os ultimos lugares que o fazem vão interromper a pratica no dia 15 proximo.

    Essa medida INCENTIVA A COLETA SELETIVA: lixo seco é limpo, então podemos descarta-lo sem o respectivo saco: podemos reutiliza-lo. Então, o lixo seco que era misturado com o organico agora sera colocado num saco a parte como medida de economia.

  2. Thanuci disse:

    Sibelita, obrigada por não se esquecer de nós. =)
    Ando far far away of the twitter… =/
    Beijos. 😉

  3. Thanuci disse:

    Thanuci likes this. =)
    O assunto é vasto né Robson. E dá para ver claramente que nem mesmo os governantes sabem por onde começar… =/
    Acompanhemos o andar da carruagem e vejamos até onde vai dar.

  4. Robson disse:

    Seria ótimo se os mesmos governantes que implantaram tal medida, dessem mais atenção e também implantassem programas de coleta seletiva que funcionassem..

  5. Sibele disse:

    É um primeiro passo para a mudança cultural. Vejamos.

    “este não é um post pago” – ahaha! Mas é um ótimo post, certeza! Beijo, Thata! 🙂

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM