Quando o cérebro dá tilt (vídeo)

16_teaser afasia

Nosso cérebro é muito sofisticado e nos permite realizar certas coisas sem qualquer esforço, tais como reconhecer rostos, objetos, falar e entender o que outra pessoa está falando. Mas às vezes o nosso cérebro pode dar um tilt e deixar de funcionar como antes, nos impedindo de fazer coisas que considerávamos banais. É sobre isso que o vídeo de hoje no Minutos Psíquicos tratará! Veja o vídeo abaixo (ou aqui).

Referências recomendadas

Os livros do Oliver Sacks são ótimos de ler e trazem vários relatos de casos tão peculiares quanto o do homem que confundiu a sua mulher com um chapéu. Por sinal, esse é o nome de um dos livros mais famosos dele.

Sacks, O. (1997). O homem que confundiu a sua mulher com um chapéu. São Paulo: Companhia das Letras.

Ramachandran, V. S. (2014). O que o cérebro tem para contar: Desvendando os mistérios da natureza humana. Rio de Janeiro: Zahar.

Se você achou o assunto do vídeo interessante, deveria tentar comprar esse livro do Ramachandran! Essa tradução para o Português de um dos livros mais famosos dele foi lançada mês passado, vale a pena conferir!

Rostos em montanhas e dragões em nuvens (vídeo)

15_teaser padrões

Quem nunca viu uma nuvem que lembrava uma criatura, silhueta ou símbolo? Essa semana exploraremos porque identificamos padrões e intenções na natureza tão facilmente ao nosso redor e até que consequências essas propensões podem nos levar. Veja o vídeo abaixo (ou aqui).

Você pode ver abaixo uma das imagens que a NASA divulgou nos anos 1970 e que levou muitas pessoas a identificar um rosto em um local da superfície de Marte. Como Carl Sagan já mencionou uma vez, os seres humanos estão constantemente projetando na natureza a sua própria natureza. Anos depois dessa polêmica, novas tecnologias permitiram desmistificar a situação (ver aqui também).

Martian_face_viking

 Esse fenômeno é muito valorizado no meio religioso, e o pessoal do Bule Voador ilustrou de maneira cômica isso nessa página aqui, que mostra as aparições do fervoroso Bule Voador.

Preconceito e estereótipo

14_teaser preconceito

Você sabe qual é a diferença entre preconceito, estereótipo e discriminação? E você sabia que é possível possuir preconceito contra um grupo sem ter consciência desse preconceito? Essas são algumas das questões que exploraremos no vídeo hoje. Veja o vídeo abaixo (ou aqui, caso o player não funcione).

Gostaríamos de fazer um agradecimento especial ao João Gabriel Modesto por ajudar na elaboração do roteiro!

Referências recomendadas

O blog do professor Marcos Emanuel é uma fonte de material sobre o assunto abordado no vídeo.

McConnell, A. R.,& Leibold, J. M. (2001). Relations among the Implicit Association Test, discriminatory behavior, and explicit measures of racial attitudes. Journal of Experimental Social Psychology, 37, 435–442.

Esse é o artigo que nós descrevemos no vídeo que mostra a relação entre maior preconceito implícito e maior discriminação.

Payne, B. K. (2006). Weapon bias: Split second decisions and unintended stereotyping. Current Directions in Psychological Science, 15, 287-291.

A tarefa mostrada no início do vídeo foi uma ilustração da weapon-bias task. Sua natureza e implicações são discutidas nesse artigo (que pode ser acessado aqui).

Ideias à prova de balas (vídeo)

13_teaser falseabilidade

Algumas ideias são imunes a qualquer coisa – nada poderia contradizê-las. Quando uma afirmação é feita de tal maneira que nenhuma circunstância poderia indicar que a ideia estava errada dizemos que essa é uma ideia não falsificável. Não temos como saber se ela é verdadeira, já que não temos como saber se ela é falsa – ela sempre vai parecer verdadeira, mesmo diante de informações aparentemente contraditórias. Para entender melhor esse assunto, falaremos sobre isso no vídeo de hoje do Minutos Psíquicos (caso o player não esteja funcionando abaixo, clique aqui).

Aproveitando a deixa, vale a pena conhecer o podcast Dragões de Garagem aqui no ScienceBlogs!

Referências recomendadas:

Popper, K. R. (1992). A lógica da pesquisa científica. São Paulo: Cultrix.

Esse é um dos livros mais importantes sobre o assunto. É nele que o filósofo Karl Popper apresenta e descreve o conceito de falseabilidade e a sua importância para distinguir entre uma teoria científica e uma não científica.

Sagan, C. (2006). O mundo assombrado pelos demônios: A ciência vista como uma vela no escuro. São Paulo: Companhia das Letras.

O dragão na garagem é descrito em um dos capítulos desse livro, que é um dos livros mais famosos de Carl Sagan.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM