O Vento Será Tua Herança – O Filme

O Vento Será Tua Herança (Inherit the Wind) foi um filme lançado em 1960, baseado na história real de um professor de ciências que foi preso por ensinar a teoria da evolução na escola que dava aula, nos Estados Unidos.

O filme é antigo, mas trata de temas tão recorrentes nos dias de hoje que poderia ser usado para retratar questões ainda presentes no contexto americano, como a intolerância e tentativa de dominação religiosa.

O filme gira em torno do julgamento do professor de ciências, encabeçado por dois advogados. Um é profundamente religoso e popular, defendendo a condenação do professor; o outro é o advogado de defesa do professor, que centra sua argumentação no direito de pensar algo diferente e poder se expressar.

As partes do filme dentro do tribunal são muito intensas, e os diálogos são marcados por frases e um duelo de argumentações muito bem feito. Sem dúvida bota no chinélo grandes produções norte americanas de hoje em dia.

O problema é a sua falta de disponibilidade, pois há uma grande dificuldade em encontrá-lo em locadoras, mesmo as que colecionam raridades, pelo que li na internet. Uma possibilidade é buscá-lo na internet ou comprá-lo na livraria cultura, que vende o filme com exclusividade e em um preço acessível. Vale a pena, é um filme extremamente instigante!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 8 comentários

  1. Hugo Dias Perpétuo disse:

    Boa Andre, otima dica de filme.Eu quando assisti confesso que foi mais por causa da afronta a liberdade de expressão.Mas essa de restringir a liberdade de expressão já é antiga, nessa contabiliza Galileu, Socrates e tantos outros)

  2. alexandrahees disse:

    O filme não poderia ser mais atual. Aliás, Matthew Brady não morreu!!! Vive hoje no Delaware, veste saias, tailleur vermelho e adora fazer caretas:http://thinkprogress.org/2010/09/15/odonnell-evolution/E nem preciso dizer que, assim como no caso do Hugo, meu foco maior ao ver o filme também foi na questão da defesa da liberdade de expressão ;-)

  3. André Rabelo disse:

    Obrigado pelo comentário, Hugo.A censura e a tentativa de repressão de idéias por parte de grupos religiosos que ocorre ainda hoje nos estados unidos é um exemplo dessa afronta a liberdade de expressão, que sem dúvida é o tema principal do filme e já acontece há muito tempo atrás mesmo como vc disse.um abraço,André

  4. André Rabelo disse:

    Alexandra, muito interessante o link que vc mandou no comentário. Eis ai um exemplo extremamente atual de como essa repressão religiosa ainda é tão vigorosa e conseguiu se perpetuar mesmo em formas tão primitivas através de pessoas como essa senadora O'Donnell. É uma pena ouvir alguém dizer que a teoria da evolução não tem evidências suficiente que a corroborem e que é apenas uma teoria, e pior ainda, que o criacionismo tem mais evidências apoiando-a do que a evolução. Sinto muita vergonha alheia por ela, uma pessoa pública falando tanta bobagem…um abraço,André

  5. […] é a ciência o ponto de partida. Por isso sempre que posso apresento a todos o clássico filme “O vento será tua herança” (Inherit the Wind) sobre o “Julgamento do Macaco”. Penso que a ATEA deveria convocar seus […]

  6. […] de ver alguém amado em uma situação miserável de saúde. ParaO Vento Será Tua Herança (1960)Lançado em 1960, baseado na história real de um professor de ciências que foi preso por ensinar a teoria da evolução na escola que dava […]

  7. Fernando Souza, ELBENS disse:

    Embora sabedor da existência do “poder de mando” da Igreja, há priscas eras (é um colóquio muito rebuscado que significa algo lá no principio ou muito tempo atrás), em que diversos teóricos manifestavam o poder da igreja (colocando o divino) no centro do direito de mandar “Por muito tempo foi à religião que controlou de forma predominante todos os assuntos humanos, inclusive o Direito, tendo como fundamento matricial a fé. Segundo o pensamento da época, notadamente na Idade Média, DEUS não só acompanhava os acontecimentos humanos, como também interferia neles”. Toda via, vislumbro que os homens apegados a esses dogmas de muito tempo atrás, não conseguiram separar a Igreja a DEUS, e se dizem Ateus. Nesse caso, noto que é “chic” ou “chique”, dizer-se ser ATEU. Ora, ser ateu é não acreditar em DEUS e, em uma “interpretação instantânea” torno a ver o contraditório quando ”esses ateus” não acreditando na igreja ou na religião se dizem ATEU. Nessa linha de raciocínio, foram instituídos tribunais inquisitoriais, que julgavam as pessoas de acordo com a fé que professavam, sendo condenados à morte por heresia aqueles que não fossem cristãos. Fica a pergunta; nesse diapasão, quem foi que instituiu os tribunais, DEUS ou a Igreja feita pelos homens? Muitos se dizem ateus por não seguir ou se identificar com os dogmas da igreja, seja ela de qualquer bandeira (católica, evangélicas, presbiterianas, etc.). Conheço um cidadão que por ter ojeriza ao templo chamado Igreja = Religião, que se diz ATEU.

  8. João Roberto Nascimento disse:

    Assisti as duas versões de O VENTO SERA A TUA HERANÇA, em TV a cabo, mas queria ter esse clássico na minha coleção e não consigo encontra-lo pra comprar em nenhum lugar; alguém poderia me ajudar?

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM